Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2007

Fonte das Digestões Difíceis

.

Último aviso à navegação – Termina hoje o prazo para a inscrição do Encontro Jantar-Convívio de blogs de Chaves ou made in Chaves, amigos, comentadores e de todos que se queiram juntar ao convívio, que se irá realizar no Restaurante Aprígio no próximo Sábado dia 27.

 

E a foto de hoje vem a propósito desse mesmo convívio, pois será aqui pela certa, como sempre, que o encontro-convívio irá terminar – na fonte das digestões difíceis.

 

E a propósito da fonte e das águas quentes que nela brotam, fica aqui (para quem não sabe) um bocadinho de informação ao seu respeito.

Composição

Águas alcalinas, com valor de PH 6,63, bicarbonatadas-sódicas e fluoretadas, gaso-carbónicas e hipertermais. A temperatura das águas constante durante todo o ano à saída das nascentes, é de 73 graus, durante todo ano, o que faz delas as mais quentes da Península Ibérica e as águas bicarbonatadas-sódicas mais quentes da Europa.

Terapêutica

Indicadas desde tempos imemoriais para o tratamento de afecções reumatismais e músculo-esqueléticas devido à acção anti-inflamatória. Afecções do aparelho digestivo e doenças crónicas e alérgicas das vias respiratórias. Para tratamento Dermatológico por serem Sílicas. Tão antigas como a própria cidade, são uma das mais belas e conceituadas estâncias termais portuguesas beneficiando com subvenções, os tratamentos terapeuticos.

História

Quando da ocupação romana  pelo Imperador romano Titus Flavius Vaspasianus e o seu exército a Sétima Legião Gémina, deu o seu nome ao município de Aquae-Fláviae (águas de Flávio)   à cidade de Chaves, devido ás propriedades das suas águas, já que os romanos eram grandes apreciadores dos banhos termais, construíram balneários  e utilizaram-nas.

 

Existiu no local um balneário Romano.

 

No século V os Suevos invadiram a cidade e destruíram o balneário.

Durante os séculos seguintes foram utilizadas e citadas em várias publicações.

 

Em 1899 é concedido o alvará de abertura e exploração do balneário

Em 1922 foi concedida por portaria uma área reservada de 50 ha.

Em 1934 manda construir  sobre o poço do gradeamento um buvette com colunas de pedra, donde a água  já era tirada para beber por uma pequena bomba manual. Não havendo médico tomavam-se banhos sem controle. 

Em 1945 as caldas voltaram a ser usadas e exploradas sobe a orientação do médico flaviense Dr. Mário Gonçalves Carneiro.

 

Em 1947 o Banqueiro Dr. Cândido Sotto Mayor funda a sociedade das águas das Caldas de Chaves. Sendo construído o actual buvette e um balneário já desaparecido.

 

As termas são actualmente propriedade da Câmara Municipal de Chaves.

 

O actual  balneário que foi inaugurado em 1972, tendo sido ampliado e modernizado nos anos 90 e remodelado no passado ano de 2006.

Um aparte (pessoal)

Já todos lhes conhecemos as suas características medicinais, mas penso (opinião pessoal) e tal como acontece em estâncias do género em Espanha, a oferta poderia ser também turística, aberta ao lazer, para “tratamentos” curtos ou ocasionais, sem a actual e necessária consulta médica e sem ser preciso inventar, se funciona noutros locais, em Chaves também funcionaria, com certeza, não basta mudar-lhe o nome para SPA do Imperador.

E o post já vai longo, mas antes de terminar deixem-me registar que o blog atingiu hoje as 150 000 visitas o que faz aumentar a minha gratidão para com todos que desse lado vão tendo a paciência de me aturar nos meus devaneios flavienses. Obrigado a todos.

Até amanhã, em Chaves!

 

´
tags:
publicado por Fer.Ribeiro às 00:48
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
5 comentários:
De manuel bandeirinha a 24 de Janeiro de 2007 às 12:44
PARABÉNS!!! CENTO E CINQUENTA MIL num Blog de Chaves, dá que pensar!...


De Afonso Cunha a 24 de Janeiro de 2007 às 16:11
Depois do Post de ontem, o de hoje vem mesmo a calhar.
Felicitações pelas 150K visitas.
Bem gostava de comer uma alheirita c/ grelos e batata cozida no Aprigio, mas é de todo impossível. Talvês no próximo ano. Bebam um copo por mim.


De Fe a 24 de Janeiro de 2007 às 22:21
Felicidades, pues sí que hay visitantes en su bloc, señal de su calidad, pues, además de las fotos, bonitas y bien encuadradas, los comentarios, que llenan lagunas de los que ignoramos muchas cosas, aun no lei todo lo publicado años atrás, (lo haré poco a poco).Me encantó saber de la leyenda tan bien contada, de la mora encantada, en un ojo del puente, actualmente ciego, ya me hablaran de la leyenda, pero nadie me la supo contar.Gracias, por su esfuerzo, y ánimo que las visitas se multipliquen.


De Dinis Ponteira a 25 de Janeiro de 2007 às 20:27
Fernando, parabéns pelas 150 mil visita ao teu BLOG, mas espero estar a interpretar mal a foto, "Será que queres brindar este feito com água das Caldas". um abarço
dinis


De Joana a 25 de Janeiro de 2007 às 20:46
Senhor Fernando, parabéns em primeiro lugar por todo o trabalho que faz para promover a cidade de Chaves.
Quanto a esta foto, o título é bastante verídico. Mas, nem com a água das caldas consigo aliviar a minha má digestão ao ver este espaço tão mal tratado. Só a cor do pavimento me dá enjoos. Onde andará o verde desta cidade?

cumprimentos
uma flaviense


Comentar post

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9


20
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Abobeleira em três imagen...

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. De cá...para o mundo!

. Chaves D'Aurora

. Quem conta um ponto...

. De regresso à cidade

. O Barroso aqui tão perto ...

. Castelo - Chaves - Portug...

. O Factor Humano

. Rua do Correio Velho - Ch...

. Centro Histórico de Chave...

. Ocasionais

. Mar flaviense...

. Chaves D'Aurora

. Quem conta um ponto...

. De regresso à cidade

. Pecados e Picardias

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites