Quarta-feira, 5 de Julho de 2017

Cidade de Chaves - Um olhar

1600-(33139)

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 02:41
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Cartas a Madame de Bovery

cartas-madame

 

Minha cara Madame de Bovery (9)

 

 

Deixo-a aqui, desta vez para sempre, ainda que tenha a noção exacta da inexactidão do que digo. Acontece também isto na vida!

 

A perda do Comendador é irreparável e não tem isto nada de trágico. Ambas estamos melhor sem ele e, de alguma forma, ele sem nós! Mas não basta, para ser feliz, coragem e determinação, é preciso vontade, talvez o que não temos!

 

Aconteceu-me aqui, aquilo a que chamo um sinal: ao escrever, saiu-me em escrita a frase inversa ao que inicialmente pretendia dizer! Deixo estar, até não está mal, talvez esteja até melhor, talvez assim faça até mais sentido!

 

Ambas sabemos e ambas soubemos, sem, no entanto, nunca termos falado disso uma única vez! Depois desta, quase eterna, ausência do Comendador na nossa vida, o seu regresso jamais fará sentido! Chegou a altura de ficarmos também em paz!

 

E só há talvez uma forma de o Comendador e nós descansarmos para todo o sempre. E ainda que a primeira parte nunca me tenha preocupado, já a segunda incomoda-me. Mas para isso preciso da sua ajuda! Sendo a senhora o único familiar com vida, terá de ser a senhora a requerê-lo. Pretendo que peça a exumação do corpo do Comendador para se proceder à concretização do seu último desejo: a sua cremação.Às vezes só a morte não chega! Esta foi talvez a última lição do Comendador e eu na altura não percebi!

 

A dificuldade está em que a senhora não tem forma de saber se isto é, ou não, verdade, a não ser acreditando em mim, o que não é de todo fácil, tendo em conta o assunto em causa.

 

Pois foi isso, ora aí está, rasguei o documento assinado pelo nosso caro comendador em que ele manifestava, não essa vontade, mas esse pedido! E repare no que é, sem dúvida nenhuma, estranho. Sempre li no texto que ele deixou escrito apenas um desejo, um gosto, uma vontade, pois que foram essas as palavras que ele usou e que por isso, no meu entender, eram susceptíveis de serem contrariadas, sem qualquer penalização moral. A amizade que por ele tinha, concedia-me esse direito: onde é que já se viu?!

 

Mas vejo agora, já sem o documento, que talvez o significado dessas palavras fosse o que hoje me assaltou o pensamento. O comendador era incapaz de pedir fosse o que fosse! Tinha aquela linguagem formal, cheia de adereços, em parte dissimulada, que nunca deixava transparecer a verdade, ainda que pudesse ser essa a intenção, que a senhora muito bem conhece, e que escondia ou dificultava muitas vezes o entendimento das coisas. Sempre encarei isto como uma escolha sua, mas penso agora que se calhar não era. Ele pura e simplesmente não era capaz de outra!

 

A ser assim, e digo-o desta forma porque não tenho sobre ela uma certeza absoluta, apenas a que baste para agir nesse sentido, pergunto-lhe sem rodeios: a senhora acredita em mim?

 

Saiba que compreendo bem, se nunca me responder a esta carta e que saberei respeitar o seu silêncio mais até do que consegui fazer com o do comendador, pois que o dele não foi uma resposta e o seu será sempre muito mais do que isso! Mas quero também que compreenda, e se puder aceite, que lhe coloco esta questão com seriedade absoluta, pois que a não ser assim, eu nunca me perdoarei tê-la feito só agora.

 

Por mim e por si.

 

Da sua, sempre amiga,

 

Maria Francisca

´
publicado por Fer.Ribeiro às 00:30
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


23
24
25
26
27
28
29

30
31


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Abobeleira em três imagen...

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. Carregal - Chaves - Portu...

. Um olhar sobre a cidade, ...

. O Factor Humano

. Where’s Wally? ou a força...

. Ocasionais

. Mais um olhar sobre a nos...

. Têm costas e espreitam...

. Chaves D'Aurora

. Quem conta um ponto...

. De regresso à cidade

. O Barroso aqui tão perto ...

. A Galiza aqui ao lado - A...

. Capeludos - Chaves - Port...

. Pedra de Toque

. A Galiza aqui ao lado - A...

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites