Segunda-feira, 3 de Setembro de 2007

Chaves, Pormenor da Rua de Stº António

 

.

Há poucos dias atrás fui surpreendido com uma pergunta de um casal de turistas nacionais que andavam por conta própria a descobrir a cidade. Vim a saber que era colega bloguista da “Baixa do Porto”. Perguntavam-me onde ficava o centro (baixa) da cidade. Estávamos na Rua do Correio Velho, e apanhado de surpresa por pergunta tão inesperada, reflecti durante uns segundos, tentei encontrar um centro da cidade e acabei por dizer – É aqui, tudo isto é centro da cidade!. Sim-sim, que isso já tinham percebido, mas o que procuravam mesmo era aquele centro da cidade tradicional, que é tradicional em todas as cidades. Aí comecei a divagar e disse: - Bem, à noite é na zona termal, de dia é……..!?, foi…, talvez!... resposta difícil e acabei por cair na rua de Stº António. Mas sei perfeitamente que não era esse centro da cidade que eles procuravam. Aliás andavam à procura de um centro da cidade que nós não temos.
 
Nos anos 60 e 70, sem qualquer dúvida, ter-lhes-ia indicado o Jardim das Freiras.
 
Desde esse dia que tenho andado à procura de um centro da cidade e, francamente, não o consigo encontrar. Gostaria de dizer que são as Freiras, mas na realidade, já há muito que não o são e já há muito que deixou de ser ponto de encontro e ponto de partida para onde quer que seja. Estou certo que estamos divididos por vários centros, com um pequeníssimo núcleo resistente da velha guarda ainda fiel ao Sport, e depois dispersa-se pela cidade. Um pequeno núcleo no Arrabalde, outro mais pequeno do quiosque do Arrabalde, outro na Madalena, outro no Bacalhau/Carlton. A confusão de centros é tanta, que até aqueles que antigamente dizíamos ficarem em Chaves por causa da última estação do comboio, agora deambulam aos gritos por todas a ruas da cidade. É mesmo coisa de loucos, essa procura!.
 
Mas o fenómeno não morre solteiro, pois também os bairros da cidade já há muito caíram em desuso. Bairros como o Stº Amaro, Bairro Lopes, Bairro Aliança, Casa Azul, Campo da Fonte, Casas dos Montes, Caneiro, Telhado, etc, morreram em espírito desde que as ruas se começaram a traçar na vertical, em corredores e elevadores.
 
A perda desse núcleo histórico de centro da cidade em nada é estranho a uma falta de visão, a interesses imobiliários e ao planeamento da cidade que, sejamos sinceros, nunca existiu, basta olhar para a cidade que vamos tendo.
 
Mesmo assim, vão restando pequenos paraísos. O Centro Histórico (dentro das antigas, hoje imaginárias, muralhas medievais) é um deles. As nossas 7+1 maravilhas votadas neste blog, são outras e depois, vão havendo aqui e ali, um ou outro ponto que vão embelezando os nossos centros da cidade, como o da foto de hoje, que vai resistindo aos interesses agressivos dos senhores do dinheiro.
 
E por hoje já chega, mas ainda não é tudo, por isso…
 
Até amanhã, em Chaves, como sempre!
´
publicado por Fer.Ribeiro às 03:09
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
4 comentários:
De António Costa a 4 de Setembro de 2007 às 10:29

Regressado de férias, as quais incluíram a visita obrigatória aos familiares transmontanos, não resisti a dar uma espreitadela ao seu blog, sempre actualizado com novas perspectivas e reflexões.

De facto, Chaves guarda sempre um recanto desconhecido, um segredo por revelar.

Agora tenho um reparo a fazer e ao mesmo tempo também um desafio!

Dado que Chaves nunca se restringiu à sua cidade ou concelho.

Dado que o sentir flaviense nunca foi exclusivo dos habitantes da cidade ou do seu concelho.

Porque é que o Sr. Fernando Ribeiro não alarga o seu "raio de acção" e não nos presenteia com olhares sobre outros lugares, sobre outros concelhos, que tanto se identificam com a alma transmontana, tal como é entendida em Chaves?

Porque não fotos, histórias, recordações de aldeias do concelho de Valpaços, de Boticas, de Vinhais?

Pense nisso e diga-nos qualquer coisa.

Estarei atento à sua generosidade.


De fr a 5 de Setembro de 2007 às 02:42
Meu caro António Costa, uma cidade como Chaves e as suas 150 aldeias, não deixam muito tempo de sobra para a Alta Tamagânia (sic Tupamaro), embora a ideia até seja interessante, mas pela minha parte esse compromisso é impossível.

Um abraço da terrinha.


De António Costa a 5 de Setembro de 2007 às 14:26
Bom, ficou a ideia.

Pode ser que outro transmontano de alma generosa agarre a ideia e lhe dê sequência.

Afinal todos os dias surgem novos blogs. E este será decerto um bom motivo para "blogar".

Pela minha parte mantenho-me fiel às suas crónicas e fotos, ainda que geograficamente delimitadas.

Um bem haja.


De hpserra a 5 de Setembro de 2007 às 09:23
Este "cantinho" é uma espécie de oásis, e embora não se veja na imagem, é tambem muito interessante a varanda, que mais parece um coreto.


Comentar post

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. Feira dos Santos - Um peq...

. O Factor Humano

. Feira dos Santos - Um peq...

. Nós, os homens

. Feira dos Santos - Um peq...

. Feira dos Santos - Um peq...

. Chaves D'Aurora

. De regresso à cidade com ...

. O Barroso aqui tão perto ...

. Quem conta um ponto...

. Curral de Vacas - Chaves ...

. Feira dos Santos - Um peq...

. Feira dos Santos - Um peq...

. Vivências

. Feira dos Santos - Um peq...

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites