Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007

Chaves e o Progresso!

 

.

Chaves, 6 de Setembro de 1981
 
Uma tarde de Outono como só aqui. Renques de cedros recortados no horizonte lívido, o verde carregado dos amieiros a dar profundidade às águas represadas do rio, uma temperatura branda, de banho-maria. Sonâmbula na encosta, a cidade, com a sua profusão de antenas suspensas no céu vazio, parece em comunicação telepática com a realidade. Pena que o poeta, no acto de consciencializar o sortilégio, se dissocie dele e possa apenas, distante, testemunhá-lo assim.
 
Miguel Torga, In Diário XIII
 
Palavras sentidas de quem sabia viver a cidade, mas à distância, claro!. Também eu às vezes a sinto assim, e não com a pena do poeta, mas com a alegria da distância, mesmo que vivendo dentro dela, pois chegado aos pormenores, os mesmos que alguns encantam, outros há que desencantam.
 
Chegou finalmente o Outono. As manhãs estão frescas e o nevoeiro matinal cobre a cidade, como que com um manto intimo e pardo onde só as silhuetas do recortar mais profundo da cidade sobressaem e é aí que os pormenores me invadem de desencanto e mostalgia, também parda e onde a beleza da silhueta se torna feia.
 
Em nome do “progresso” tem-se sacrificado a cidade, histórica e milenar, aquela que bem poderia ser com justiça património da humanidade, pois património não lhe falta, falta-lhe é a humanidade de tratar e cuidar dele, mas não, aqui não se trata de nada ou aliás, trata-se sempre tudo de maneira provinciana em que se despreza tudo que tem de bom e valioso em nome do progresso em querermos ser como os outros, os mesmos que gostariam de ser como nós.
 
Chaves sempre viveu o complexo da cidade pequena de província transmontana. Temos de tudo para ser grandes, uma grandeza de fazer inveja até, mas trocamo-la por miúdos e olhamos para o umbigo e somos pobres (em todo o sentido da palavra) e provincianos e sobretudo lamentamo-nos e atribuímos sempre as culpas aos outros, quando a grande culpa é nossa e vive com a nossa conformação de deixar para os outros, até o nosso sentir a cidade.
 
Claro que a culpa de tudo isto é do progresso, da ilusão do progresso e da televisão, pelo menos nos telhados do nosso centro histórico a televisão domina, tal como domina nos lares, e depois, claro, deixamos de ter tempo para debater a cidade e deixamo-la entregue aos melros dos mamarrachos ou aos índios do concreto (o termo brasileiro é bem mais concreto que o nosso).
 
Há dias assim, será pelo nevoeiro!?
 
Amanhã cá estarei de novo em Chaves, na cidade que de tanto se amar, às vezes magoa!      
´
publicado por Fer.Ribeiro às 03:05
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
2 comentários:
De J. Pereira a 10 de Outubro de 2007 às 10:13
Boa observação e bom trabalho. Já era tempo de que estas "Intenas" desaparecessem de vez dos telhados do centro histórico da nossa cidade. Nalgumas cidades históricas, por exemplo Óbidos, estes "adereços" foram substitudos e o aspecto resultou com uma melhoria visual muito agradável. Façam o mesmo aqui!...


De Marcio a 13 de Outubro de 2007 às 19:34
Bom registo Fernando, ainda no fim de semana estive em Évora, património mundial da humanidade e contudo não deixei de ver cenário identico mas não tão abusado...

Cumps...


Comentar post

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


25

26
27
28
29
30


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. Discursos Sobre a Cidade ...

. Chaves, cidade, concelho ...

. Flavienses por outras ter...

. Chaves, cidade, concelho ...

. Nós, os homens

. Chaves, cidade, concelho ...

. Chaves D'Aurora

. De regresso à cidade

. Quem conta um ponto...

. Pedra de Toque

. Faiões - Chaves - Portuga...

. O Factor Humano

. Fugas

. Chaves, cidade, concelho ...

. Nós, os homens

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites