Sábado, 8 de Dezembro de 2007

Vilarinho das Paranheiras - Chaves - Portugal

 

.

 

E vamos até mais uma aldeia, que também é sede de freguesia, aliás a única aldeia da freguesia: - Vilarinho das Paranheiras.
 
Vilarinho das Paranheiras situa-se na margem esquerda do Rio Tâmega, desenvolve-se junto a Estrada Nacional 2, a 15 quilómetros de Chaves e 2 de Vidago. Faz fronteira com as freguesias de Anelhe (do outro lado do rio), com Arcossó, Vidago, Selhariz, Vilas Boas e Vilela do Tâmega e desenvolve-se (a freguesia) ao longo de 3,8 quilómetros quadrados.
.
.
 
Segundo o CENSOS de 2001, tem como população residente 220 pessoas, 84 famílias e 134 alojamentos. Comparativamente com o CENSOS de 1981 (343 pessoas residentes), a aldeia perdeu 123 pessoas. Curiosamente, e acontece em quase todas as aldeias, tem méis eleitores (233) que residentes.
.
.
Pelos números facilmente se conclui que é mais uma das aldeias que sofre dos males da desertificação, isto em relação aos números oficiais existentes, e que se compreende apenas pelo abandono da actividade principal da aldeia, a agricultura. No entanto, sem quaisquer números oficiais que apoiem as minhas palavras e, por simples observação, penso que a população da aldeia está de novo a crescer, pelo menos as novas construções dos últimos anos para aí indicam e também é compreensível, dado os bons acessos que possui, a proximidade de Vidago e do nó da Auto-Estrada, transformam-na numa excelente aldeia dormitório, pois de agricultura, nada, e aquela de que não se cultivam os campos por falta de mão de obra, é uma das maiores mentiras desde sempre inventadas por quem quer justificar as desertificações das aldeias, pois os campos foram e continuam a ser abandonados porque não são rentáveis e nem sequer chegam a dar para o sustento de uma família, e temos pena, principalmente em terras como Vilarinho das Paranheiras que produziam um dos melhores e apreciados vinhos da região que, a custo, ainda se vai produzindo algum, por pura carolice e para consumo da casa.
 
Traçado que está a “vida” da aldeia, vamos a um bocadinho de história, religião e devoções.
.
.
 
Pela informação dispersa, como sempre, consegui apurar que na freguesia foi encontrada uma enorme quantidade de peças arqueológicas, de origem muito remotas. O Castro da Ribeira de Vilarinho, próximo do Rio Tâmega, bem como algumas peças romanas em cerâmica, testemunham a presença romana e também a celta.
 
Em termos históricos, a aldeia viveu de forma bem intensa os momentos intensos e difíceis das Invasões Francesas, pois foi esta a aldeia e terras que os guardas avançados dos soldados invasores escolheram para atravessarem o Rio Tâmega para a margem direita, suponho que pelos pontões de pedra ainda existentes no Tâmega e onde o rio tem menos profundidade. Este atravessamento foi feito com a finalidade de se reunirem ao grosso do exército napoleónico que se encontrava nos arredores das Alturas de Barroso.
.
.
Quanto a religião e arquitectura religiosa, além de um interessante cruzeiro no centro da aldeia, tem também uma interessante Igreja barroca de devoção a S. Francisco, onde se destaca a imagem de Santa Senhorinha, rara e interessante porque o seu nome se encontra ligado às lendas da Ponte da Misarela, situada no concelho de Montalegre.
Segundo a documentação que consegui encontrar, o orago da freguesia é S.Francisco, no entanto (nos meus papeis) a festa é em honra da Srª da Saúde e realiza-se no último Domingo de Agosto. Penso haver aqui uma pequena contradição e, talvez até nem esteja correcto o que deixo escrito ao respeito. Se houver por aí algum natural da aldeia que possa esclarecer, nós agradecemos.
Quanto ao casario, há o novo que se desenvolve junto à nova variante da estrada nacional, que se desenvolve também ao longo do troço da EN desactivado. Mas é o núcleo histórico da aldeia sobre o qual recai o interesse do casario, do tradicional, do granítico onde ainda se ostentam alguns frontões ou janelas artísticas.
.
.
Nesta aldeia de Vilarinho das Paranheiras nasceu o frade franciscano Afonso Domingues Diegues, escritor e grande orador, que missionou e evangelizou as populações do México. Outro ilustre transmontano, o Padre João Vaz de Amorim deixou o seu nome ligado a esta freguesia onde nasceu. A sua residência, ostenta no portal da entrada, uma lápide evocativa da grandeza deste homem.
De lamentos, apenas o abandono da agricultura e de algumas vinhas, bem como a desactivação da linha de caminho de ferro e da Estação, que hoje ainda é um belo edifício, como todas as estações, mas abandonada a meter dó. Também temos pena, pela estação, pela linha desactivada e que o vinho de Vilarinho das Paranheiras se venha a perder num futuro próximo. Lamentos dos quais a aldeia não é culpada, pois mais uma vez os culpados são os mesmos, ou sejam, políticos e políticas errados(as).
Até amanhã em mais uma das nossas aldeias.
´
publicado por Fer.Ribeiro às 01:17
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
32 comentários:
De Dinis Ponteira a 8 de Dezembro de 2007 às 17:33
Magnifico trabalho Fernando.
Parabéns


De fjr a 11 de Dezembro de 2007 às 15:31
Esta era a aldeia mais linda que eu conhecia. Quando era miúdo ia lá muita vezes com a minha mãe. Apanhavamos o comboio e parecia que iamos para grande viagem. Iamos para casa do JOSÉ que é barbeiro (cabeleireiro) junto das Monteiras por cima do antigo restaurante Casa Costa no jardim do Bacalhau. Ele era afilhado da inha avó.


De Joaquim Thomaz a 13 de Dezembro de 2008 às 18:01
Gostaria de saber se alguém pode informar se é grande a família Diegues nesta Vila. Sou descendente de Portugueses desta região mas a cidade da qual meus parentes mais idosos ouviram falar como sendo a origem de seus ascendentes era Santo Antonio das Pranoeirinhas. Não sei se modificaram o nome com o tempo mas o certo é que não encontro este lugar em Portugal e Vilarinho das Paranehiras é o nome mais parecido que localizei. Obrigado.


De P. Gomes Teixeira a 21 de Fevereiro de 2009 às 18:35
Tem muita razao. Eu tambem nao sabia uma vez que sai de Portugal muito pequeno. Perguntei e foi me dito que realmente este foi o nome desta pequena aldeia""small village"".Quanto ao nome que sugere nada posso dizer. O meu pai nasceu la e eu conheco bem a aldeia fui la muitas vezes em pequeno.Mas muda se o tempo, muda se a historia.E pena que hoje esteja abandonada e que a juventude saia para fora. O meu pai tambem o fez


De P. Gomes Teixeira a 15 de Fevereiro de 2009 às 16:17
Back in Portugal when i was a kid, i used to go to this village with family members. So sad that the houses i used to visit or play on, are now in such a bad shape, but is allways good to see pic.s and remember the good old times. The train station, the old road, the FESTA the good food and quiet times. Is allways nice to visit while on vac. There my grandfather was born , my father and siters. That means my roots are there ..i miss it


De Gomes Teixeira a 16 de Fevereiro de 2009 às 15:11
Sei que nesta aldeia ha familias com o nome the Gomes Teixeira e que sao afinal ainda minha familia. Diz-se que o sangue corre pelas veias. Vivo fora de Portugal ha muitos anos mas tento sempre estar em contacto com as raizes. Tambem alguem tem informacao acerca do Judaismo nesta aldeia ou arredores? Pessoas que aqui se refugiaram ate fugiu para o Brasil? Muito obrigados.


De joão teixeira sereno a 4 de Outubro de 2009 às 00:20
Só agora li o seu comentário acerca de V. DAS PARANHEIRAS . Muito admirado fiquei por ser GOMES TEIXEIRA. O meu avô era o tenente coronel CARLOS GOMES TEIXEIRA, tenho 63 anos e muito lhe agradeço se me enviar mais dados seus ,pois estou convencido que seremos familiares. Fico a aguardar noticias suas. Um grande abraço


De jcosta a 28 de Agosto de 2010 às 02:29
eu sou de vilarinho mas estou fora de la desde de1985 mas tenho ido de ferias varias vezes vivo nos estados unidos eu penso que pertecem ao quinta do tenente cornel


De laidalopes0613 a 20 de Novembro de 2010 às 00:59
Boa noite, eu tambem sou natural de Vialrinho das Paranheiras ...embora nao me lembro quase nada sobre a terra, pois sai-mos de la qando eu era muito npva.
Os meus avos eram Mario Pereira e Maria Lopess ( chamavan=lhe Maria Americana) conhecem esta familia?
A minha mae e tios quando se falka sobre Vilarinho falam sempre na quinta do senhor coronel! Nos tambem vive-mos nos Estados Unidos ha muito tempo.
boa noite


De Virgilio Moreira a 13 de Outubro de 2017 às 23:53
O lá sou margarida baralho Pereira será que somos família já que ando buscando as minhas raízes.


De jcosta a 28 de Agosto de 2010 às 02:34
eu sou de vilanho era uma quinta bonita a gente chamava a quinta do tenente cornel penso que viviao na zona de aveiro eu vivi la ate 1985 agora vivo naos estados unidos mas tenho passado por la


De carlos videira a 4 de Maio de 2009 às 09:54
Desde os meus 4 meses de idade que conheço esta linda aldeia, pois comecei por visitar os meus avós e agora os meus pais, mas as diferenças são tantas desde essa altura. Poderia ser para melhor, mas não sendo saudosista naquela altura tudo tinha vida, claro com muitas dificuldades, mas lindo para uma pessoa que hoje passeia pela aldeia e pouco a reconhece. Espero que um dia se volte a encher de crianças, na escola e no adro da Igreja e pessoas a caminhar para a estação de comboio para receber e mandar as encomendas e as visitas.


De rui a 13 de Outubro de 2009 às 20:34
de facto e uma aldeia fantastica, para quem conhece e impossivel nao voltar, a estacao, o rio, as pessoas e tudo que a rodeia e muito bonito, sou natural de vilarinho e como muitos espero um dia regressar...


De Gomes teixeira a 17 de Outubro de 2009 às 14:11
Estive em Vilarinho recentemente e e lamentavel a aldeia tao vazia! Mas continua a dar me saudades dos tempos em que por la andei! Mas sentei me numa parede, fechei os olhos e sonhei do tempo em que por la havia vida e alegria! E sempre bom vizitar as raizes!


De Laida Lopes a 2 de Maio de 2010 às 23:03
Tive conhecimento destew site por um amigo...eu nasci em Vilarinho das Paraneiras assim como toda a familia de meus pais..mas muito nova(ainda crianca ) fomos para o Brasil e depois para os Estados Unidos, aonde hoje vive-mos. A familia do meu pai era Mario Gomes Pereira e aminha avo Maria Lopes Pereira( tambem lhe chamavam Maria Americana) a familia da minha mae era Antonioe Pereira e Filomena de Jesus Fernandes. Eu nunca maisd voltei a Portugal mas agora por intermedio do Facebook e amigos que vivem em Portugal tenho visto muitas foots de Tras Os Montes e fico tao emocionada e feliz ao ver isto!!!
Minha Mae diz me que ainda temos uns primos na aldeia, e que o meu Pai( Manuel Gomes Pereira) era o Barbeiro dai .
Lembrancas e este site esta lindo e otima informacao para aqueles que sao naturais dela mas nao se lembram. Talvez um dia??? Deus queira que sim.


De jcosta a 28 de Agosto de 2010 às 02:24
eu sou d da muitas saudadese vilarinho mas sai de la em 1985 mas tenho ido algumas vezes


De brunosampaio a 10 de Setembro de 2010 às 16:30
um ola da julia lopes de v.das paranheiras estou no luxemburgo sou filha de alberto lopes e ana macedo sou neta de julia lopes que tinha uma irma maria americana e tinha outra diolinda a minha madrinha chama se gloria e o marido antonio pereira e tinhamos uma prima adilia que faleceu em abril tenho uma ideia que ainda somos primas


De jcosta a 11 de Setembro de 2010 às 00:51
ola julia eu sou o joao costa filho do celso andei com a tua irma gracelina na escola e bom ver isto tudo da muitas saudades eu estou nos estados unidos


De brunosampaio a 24 de Outubro de 2010 às 20:10
ola joao tudo bem comtigo eu sou a julia e a tua familia esta toda bem eu vite em portugal no cafe do chico todos os anos falo com o teu pai eu estou no luxembourg a 21 anos estou casada a 17 anos tenho dois fihos de15 e13 beijinhos para os teus irmaos para tua irma e para toda a tua familia chau


De Anónimo a 19 de Novembro de 2010 às 16:46
Julia lOPES. ao ler o teu comentario, notei que somos primas!!! que coisa tao boa as pessoas poderem se encontrar. Eu deixei Portugal muito crianca e nao me lembro de nada de la e das pessoas. O que eu conheco e por retratos e por conversar com a tioa Diolinda , e minha mae .
Como deves saber os 4 filhos da avo Americana ja faleceram e vive-mos todos os descendentes aqui nos Estados Unidos.
Peloi que vejo os teus padrinhos sao o primo ANtonio e Gloria... olha a teu padrinho e meu primo e a Gloria e eprima do meu ,marido ( que mundo pequeno!!!)
Eu como te disse vivo aqui em Connecticut ha mais de 40 anos!!!! Casada , tenho um filho tambem casado e ele tem uma filha e um filho (12 anos e 6 anos)
A familia da tia Julia ( penso que e dela ) vive na Florida ( ela tinha um filho tambem chamado Manuel Afonso nao era?) ele e a esposa ja faleceram e os filhos e netos vivem na Florida.
Tu dizes que uma prima Adilia faleceu? Estas a falar da esposa do filho mais velho da vo AMericana ( o Jose??) eu sabia que ela estava ai no Lar, que o filho ( o primo Mario tinha ido ai pois ela estava mal...mas nao sabia que tinha morrido? deixa-me saber se e a mesma pessoa )
Julia tu tens e-mail aonde a gente se pode comunicar e enviar fotos? gostava de te conhecer e conhecer a tua familia.
Muito obrigada por teres respondido a minha mensagem,,,,,,, abracos e beijos da prima
laida lopes


De laidalopes0613 a 19 de Novembro de 2010 às 18:30
Julia era so para ver se este comentario vai sem problemas, o meu computer desligou quando te mandei o anterior.
Abracos da

laida


De laidalopes0613 a 22 de Novembro de 2010 às 04:13
Julia lOPES. ao ler o teu comentario, notei que somos primas!!! que coisa tao boa as pessoas poderem se encontrar. Eu deixei Portugal muito crianca e nao me lembro de nada de la e das pessoas. O que eu conheco e por retratos e por conversar com a tioa Diolinda , e minha mae .
Como deves saber os 4 filhos da avo Americana ja faleceram e vive-mos todos os descendentes aqui nos Estados Unidos.
Peloi que vejo os teus padrinhos sao o primo ANtonio e Gloria... olha a teu padrinho e meu primo e a Gloria e eprima do meu ,marido ( que mundo pequeno!!!)
Eu como te disse vivo aqui em Connecticut ha mais de 40 anos!!!! Casada , tenho um filho tambem casado e ele tem uma filha e um filho (12 anos e 6 anos)
A familia da tia Julia ( penso que e dela ) vive na Florida ( ela tinha um filho tambem chamado Manuel Afonso nao era?) ele e a esposa ja faleceram e os filhos e netos vivem na Florida.
Tu dizes que uma prima Adilia faleceu? Estas a falar da esposa do filho mais velho da vo AMericana ( o Jose??) eu sabia que ela estava ai no Lar, que o filho ( o primo Mario tinha ido ai pois ela estava mal...mas nao sabia que tinha morrido? deixa-me saber se e a mesma pessoa )
Julia tu tens e-mail aonde a gente se pode comunicar e enviar fotos? gostava de te conhecer e conhecer a tua familia.
Muito obrigada por teres respondido a minha mensagem,,,,,,, abracos e beijos da prima
laida lopes



responder a comentário | início da discussão


De laidalopes0613 a 19 de Novembro de 2010 às 18:30
Julia era so para ver se este comentario vai sem problemas, o meu computer desligou quando te mandei o anterior.
Abracos da

laida


.


De TERESA BATISTA a 25 de Junho de 2011 às 20:30
ainda somos familia os meus avos são manuel batista e maria da fonte as minhas tias são teresa batista e deolinda da fonte batista e sou filha da ana a minha mãe fala muito de si e da sua mãe ermelinda eu não as conheço mas gostava de as conhecer um dia foi como a prima dialina so a conheci a poucos anos atras quando ela veio a portugual com a filha e o genro leites quando quiserem vir a portugual a nossa casa esta a disposição de voçes por agora e tudo desejo-vos saude para todos desta prima teresinha beijinhos


De laidalopes@att.net a 29 de Fevereiro de 2012 às 01:00
Teresa, olha so vi este comentario ha uns dias, e penso que realmente somos primas.
Eu como te disse sou filha de Manuel Gomes Pereira e de Ermelinda de Jesus . Oeu pai era filho de Mario Gomes Pereira e da avo Maria (Americana)...eu lembro-me de escutar falar de vos quando iamos sempre visitar a tia Dialina . As pessoas mais antigas da fanilia ja faleceram infelizmente e quem dizia quem era familia era a minha mae , mas ela tambem faleceu ha umas semanas ( Fevereiro 2) e entao agora e mais dificil para mimn saber se ainda tenho por ai mais familia. Mas como te disse eu me lembro muito de vossos nomes. Olha tu tens e-mail ou estas no Facebook. Era so para ver se nos podia-mos comunicar. Manda-me uma mensagem assim que poderes. o meu e-mail e laidalopes@att.net e tambem estou no Facebook. Abracos e beijos prima.


De Joaquim Thomaz a 29 de Setembro de 2011 às 01:31
Agora tenho a confirmação que meus ancestrais nasceram neste Vilarinho! Espero que ainda existam por aí pessoas da Família Diegues...


De Anónimo a 25 de Outubro de 2015 às 14:02
ola eu tenho primos com es nome em vilarinho voces sao de onde.


De Joaquim Diegues a 5 de Novembro de 2011 às 20:21
Atenção Brasileiros descendentes de Famílias oriundas do Vilarinho das Paranheiras, é possível pesquisar e encontrar os registros de Batismos, Matrimônio e Óbito no Arquivo Distrital de Vila Real que está digitalizado. Pesquisem em Documentos, Paróquias, Vilarinho das Paranheiras e cliquem na cruz ao lado do nome do lugar para abrir os livros. Cliquem entao no ícone ao lado do pdf e boa pesquisa.


De Keila de Souza a 21 de Junho de 2015 às 04:15
Boa noite. Meu avô materno nasceu em vilarinho das paranheiras, eu e minha mãe estamos querendo ir visitar e saber se temos ainda primos e descendestes da família. Será que alguém pode nos ajudar? Fico no aguardo de uma reposta. Meu ano nasceu em 1925.


De Anónimo a 12 de Outubro de 2015 às 17:30
ola Keila como se chama o teu avo


Comentar post

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. Feira dos Santos - Um peq...

. Chaves D'Aurora

. De regresso à cidade com ...

. O Barroso aqui tão perto ...

. Quem conta um ponto...

. Curral de Vacas - Chaves ...

. Feira dos Santos - Um peq...

. Feira dos Santos - Um peq...

. Vivências

. Feira dos Santos - Um peq...

. Feira dos Santos - Um peq...

. Nós, os homens

. Feira dos Santos - Um peq...

. Chaves D'Aurora

. O Barroso aqui tão perto ...

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites