Domingo, 11 de Maio de 2008

Ventuzelos - Chaves - Portugal

 

.

 

 

Ontem estivemos em Vilas Boas e, um dos caminhos de regresso a Chaves, pode passar por Ventuzelos, a nossa aldeia de hoje. Aliás, e para quem gosta de boas vistas de paisagens naturais, com muito verde e montanhas, recomendo mesmo um passeio por esses lados no qual Ventuzelos e o Monte de Stª Bárbara estarão obrigatoriamente incluídos.

.

 

.

 

Ventuzelos é mais uma daquelas aldeias que não costuma ficar na passagem dos nossos itinerários principais e assim, suponho, que será desconhecida da maioria dos flavienses. Pois não sabem o que perdem. A aldeia é interessante, com um núcleo bem definido de casario tradicional em granito e as inevitáveis construções (poucas) mais recentes na periferia, mas sobretudo, Ventuzelos goza de uma localização privilegiada em termos de vistas.

.

 

.

 

Da própria aldeia avista-se todo o vale de Chaves até às montanhas de Barroso e Galiza, mas se subirmos ao monte de Santa Bárbara, onde se ergue uma capelinha em honra da santa, além do vale de Chaves e das montanhas barrosas e galegas, avista-se toda a encosta até terras de Vidago e Vila Pouca de Aguiar e Boticas.

.

 

.

 

Eu tenho a mania que conheço todo o concelho, becos e caminhos, mas só há umas semanas atrás é que conheci o monte de Santa Bárbara e as suas vistas, e como flaviense é imperdoável não se conhecer aquele lugar, não só pelas vistas que se perdem, mas também por ser um lugar histórico para os flavienses e desde onde se ditou muita da história da cidade de Chaves, pois foi nas encostas deste monte que em 1809 esteve acampado o General Silveira durante as Invasões Francesas, de onde depois partiu com as suas tropas para reconquistar Chaves.

.

 

.

 

Ao que parece e estando no monte de Santa Bárbara compreende-se o porque, era um local privilegiado também para as estadias de militares e outras lutas. Em Março de 1823, foi palco das lutas entre miguelistas e liberais onde o 2° Conde de Amarante, depois Marquês de Chaves, combateu a divisão liberal comandada pelo general Luís do Rego, tendo esta divisão sido obrigada a abandonar o campo de batalha como vencida.

.

 

.

 

Surpreende-me ou talvez nem tanto, que em vez da capelinha de Santa Bárbara não tivessem construído por lá um castelo. Mas consta, embora praticamente não haja vestígios, que existiu um castro.

.

 

.

 

Mas dizia eu que talvez não me surpreendesse muito que no monte estivesse a Capelinha de Santa Bárbara, pois segundo a minha vivência dos episódios de trovoadas em Chaves, muitas delas atravessam precisamente o Monte de Santa Bárbara em direcção a Chaves. É um fenómeno que até tem explicação científica e os homens das electricidades até já mo explicaram, mas lamento, não aprendi muito bem a lição. Sou testemunha que muitas trovoadas vêm daqueles lados, por isso a capelinha de Santa Bárbara está lá muito bem e com as suas boas vistas que alcança desde os 775 metros de altitude em que está implantada.

.

 

.

 

O Orago da aldeia é no entanto o Santo Amaro cuja adoração é feita na capela da aldeia. Quanto à festa, bem, esqueci-me de perguntar, mas consultando alguma documentação dispersa dos meus arquivos das festas e romarias aparece-me o 4 de Dezembro com festa em honra a Santa Bárbara e o 15 de Janeiro como festa em honra de Santo Amaro. Estou em crer que nem uma nem outra se festejam nos tempos actuais, pois a verdadeira festa da aldeia é em Agosto, quando as ruas se enchem de gente e reúnem os filhos de Ventuzelos dispersos por esse mundo fora, pois Ventuzelos não foge à regra da emigração, de caminhar para a desertificação, do envelhecimento da população e da baixa taxa de natividade.

.

 

.

 

Pese embora aquilo que disse atrás, sempre que fui a Ventuzelos encontrei crianças a brincar na rua, o que hoje em dia já é raro. Segundo apurei a aldeia tem 9 crianças em idade escolar, número insuficiente para ter escola e por isso são transportadas diariamente para a Escola do Caneiro em Chaves.

.

 

.

 

Mas vamos aos números e ao oficial da aldeia de Ventuzelos.

 

Ventuzelos fica a 10 quilómetros de Chaves e pertence à freguesia de São Pedro de Agostém. Segundo o Censos 2001 possuía nessa data 134 pessoas, das quais 83 pessoas tinham entre 20 e 64 anos, 22 mais de 65 anos e 29 com menos de 20 anos dos quais 9 tinham menos de 10 anos. 44 pessoas estavam empregadas na altura.

.

 

.

 

Quanto à actividade das pessoas da aldeia, tirando as que estudam, estão reformadas ou empregadas fora de Ventuzelos, há os resistentes que vivem da agricultura (centeio e batata), do gado (principalmente ovelhas) e da floresta, mas tudo a escala pequena, pois os braços mais jovens para o trabalho, já há muito que partiram à procura de melhor vida.  

.

 

.

 

E por hoje é tudo, amanhã abrirei esta janela de novo para a cidade e talvez com um passeio pela Ponte Romana e pelo Jardim Público, para variar, pois são os dois temas actuais em debate na cidade.

 

Até amanhã!

´
publicado por Fer.Ribeiro às 03:03
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
18 comentários:
De Célia Gomes a 11 de Maio de 2008 às 15:45
Terra da minha avó paterna, lindas vista sim senhor! Mais que uma vez, saí a pé desde Ventouzelos até a N 2 passando por Redial em direcção à Vilela do Tâmega(outros avós,) ...


De Dinis Ponteira a 11 de Maio de 2008 às 20:13
Como sempre mais um magnifico trabalho.
parabéns Fernando.
um abraço


De Rui a 6 de Setembro de 2008 às 14:28
Olá!
Como habitante da bonita aldeia de Ventuzelos, quero enaltecer e elogiar a excelente apresentação da "minha" aldeia. É com orgulho que vejo estas fotografias/comentários de uma das aldeias mais belas do concelho de Chaves.


De Victor Carlos Silveira a 3 de Novembro de 2008 às 23:19
Como habitante desta magnifica aldeia fiquei bastante satisfeito com as imagens que tive oportunidade de ver neste site, pois é um enorme orgulho para mim saber que há alguém que se interessa de alguma forma pela história desta pacata aldeia que para muitos infelizmente é desconhecida mas que afinal tem os seus pontos de interesse. Para aqueles que não conhecem esta localidade a 9 kilómetros de Chaves, sugiro que visitem esta linda aldeia. Paz, sessego e ar puro são os adjectivos que definem por inteiro esta aldeia.
Victor Carlos Silveira, 32 anos, casado.
Um Abraço para todos os que lerem este comentário.


De Fer.Ribeiro a 3 de Novembro de 2008 às 23:31
Um abraço para si também por amar a terrinha, aquilo que é nosso e o património da nossa identidade. Bem haja e sem dúvida que Ventuzelos é tudo aquilo que diz: Paz, sossego e ar puro.


De Armando Gomes Alves a 17 de Novembro de 2008 às 17:03
Armando Gomes Alves residente actualmente na suiça mas nascido nesta pacata aldeia de Ventuzelos do qual eu gosto muito por isso mesmo desloco-me sempre que posso principalmente nas grandes férias.Um abraço para toda gente desta mesma.


De Armando Calvao a 9 de Janeiro de 2009 às 15:07
foi com muita alegria que vi a aldeia de Ventuzelos
na internet parabens parabens fiquei muito feliz
pois moro no brasil a quarenta anos mas nao esqueço
da nossa linda aldeiaque tenho visitado quase todos os anos. muito obrigado a todos que comentaram
um abraço para todos espero que novidades voltem a aparecer só assim matamos nossas saudades


De carlos alberto de carvalho alves a 25 de Janeiro de 2009 às 18:47
e verdade que ventuzelos e sem duvidas uma das mais belas aldeias da regiao e com muito orgulho que da frança tenho prazer de ver que pelo mundo a varios portugueses com saudades


De Jose Manuel Morais a 8 de Março de 2009 às 05:29
Eu sou jose Manuel morais, residente nos estados unidos ,ja a vite e quatro anos,foi com muito orgulho e simpatia que vi a minha rica aldeia na intenete espero vesitala brevemente.


De Helena Dias a 21 de Agosto de 2009 às 00:37
Eu moro nos Estados Unidos, e eu gostei muito de ver fotos da minha querida aldeia Ventuzelos. Eu agradeço a quem tirou estes fotos para nós aqui longe podermos ver. Obrigado/ Lena


De paula-fernandes a 21 de Agosto de 2009 às 18:23
o meu nome e paula fernandes residente nos estados unidos ,eu fiquei muito feliz en ver a minha linda aldeia donde eu e a minha family gostamos muito de visitar.


De Ondina Silveira a 13 de Setembro de 2009 às 11:50
Ventuzelos, terra onde eu nasci. Fiquei contente de rever a minha terra pena é ter estagnado...
Porque ultimamente as pessoas que dirigem a freguesia não se preocupam com o seu desenvolvimento e com os habitantes.
:( despeço me com tristeza e tenho pena de não estar ao meu alcance ajudar a terra onde eu nasci!!!
Ondina Silveira


De Anónimo a 8 de Setembro de 2010 às 17:45
Que belo trabalho!
Realmente a minha aldeia é muito bonite...tem aquilo que muitos procuram e não encontram em mais lado nenhum - autenticidade.
Tudo transmite paz e tranquilidade!
Respira-se.
As paisagens são lindas!
As casas guardam ainda os traços transmontanos e o melhor ... as pessoas são sinceras e amigas.

Palavras para quê...as imagens deste lindo trabalho dizem tudo.


De Anónimo a 23 de Janeiro de 2011 às 23:03
Grande artigo sobre esta maravilhosa aldeia é realmente muito bonita!
Por acaso nao sabe qual é a origem do nome Ventuzelos? Pois o meu apelido é Ventuzelos e estou curiooso pa saber a sua origem
obrigado


De CARLOS ALBERTO DE CARVALHO ALVES a 1 de Julho de 2011 às 14:43
bom dia ventuzelos vem de ventos velhos assim o vi num livro obrigado


Comentar post

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
14

21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. Cidade de Chaves - Um olh...

. Chaves D'Aurora

. Cidade de Chaves e a Nª S...

. Quem conta um ponto...

. O Barroso aqui tão perto ...

. Pecados e Picardias

. Cimo de Vila da Castanhei...

. O factor Humano

. Chaves - Um olhar...

. Ocasionais

. Chaves D'Aurora

. De regresso à cidade

. Quem conta um ponto...

. O Barroso aqui tão perto ...

. Cela - Chaves - Portugal

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites