Domingo, 10 de Agosto de 2008

Vilarinho da Raia - Chaves - Portugal

 

.

 

 

Embora pela placa que está no início da aldeia nos pareça que estamos a chegar a Vilarinho da Rata, na realidade é de Vilarinho da Raia que se trata. Coisas da ferrugem que atraiçoam o nome da aldeia como se não nos bastassem as traições da língua portuguesa.

 

.

 

.

 

Vamos então até Vilarinho da Raia, que tal como o topónimo indica, é mais uma das nossas aldeias da raia com a vizinha Galiza.

 

Terra de raia é sinónimo de terra de contrabandistas e guarda-fiscal, ou era, pois com a abolição das fronteiras, o contrabando tradicional deixou de existir e também a guarda-fiscal deixo de ter razão de existir nestas aldeias da raia. Mas antes o fosse ainda terra de contrabandistas e guarda-fiscal, pois foram eles que durante muitos anos povoaram estas aldeias e lhes davam vida, tendo a abolição das fronteiras contribuído para o despovoamento bem notório desta aldeia.

.

 

.

 

Dizia-me um dos poucos residentes que guardas-fiscais eram pelo menos 15, ou sejam 15 famílias e maior número de filhos, que habitavam 15 casas -  “eram estas que estão para aqui todas caídas”, dizia-me.

 

-Então e o resto da gente!? perguntava-lhe eu.

- O resto partiu tudo, só ficaram os velhos e mais dois ou três.

.

 

.

 

É notório o despovoamento e nem este mês de Agosto traz muita gente à aldeia.

 

Mas vamos aos dados do Censos 2001, em que havia 54 residentes dos quais só 9 tinham menos de 20 anos e só 1 com menos de 10 anos. Os números dizem tudo e já são números de há 7 anos atrás.

 

.

 

 

.

 

Não se compreende muito a tendência para o despovoamento desta aldeia, tanto mais que é uma aldeia praticamente do grande vale de Chaves, com terras de cultivo aparentemente ricas, a apenas a 12 quilómetros da cidade de Chaves e com ligação razoável, tal como à vizinha Galiza. É o tal fenómeno das terras da Raia onde o contrabando, directa ou indirectamente estudou os seus filhos e estes não encontram na aldeia qualquer meio de subsistência.

 

.

 

.

 

E, infelizmente, pouco mais há a dizer sobre Vilarinho da Raia, que embora ainda mantenha a sua dignidade como aldeia  que lhe é conferida pelos residentes resistentes e até uma ou duas construções recentes, não deixam esquecer os abandonos, as casas abandonadas e/ou em ruínas. Uma boa prova disso é o ex-quartel da guarda-fiscal, abandonado e vandalizado e também a antiga escola primária entregue a si mesma.

 

Construções que em vez de abandonadas bem poderiam estar a dar apoio à população envelhecida, pois há políticas para tudo, para luxos até,  mas nenhumas para a população envelhecida que quer morrer, com todo o direito, na sua terrinha. Afinal são eles os resistentes e a quem não é dado um pouco de apoio ou de carinho que seja para manterem as aldeias ainda com alguma vida. É fácil esquecer quem não tem voz e nos números da estatística pouco ou nada contam, tal como é vergonhoso para um Estado que se quer afirmar como igual na Europa e deixa os seus velhos esquecidos a morrer sozinhos nas aldeias, e não são os míseros euros com que lhes aumentam as reformas acima da média que acabam com a sua dor, pois esta é por ausência de apoio e carinho. Estes sim, precisavam de um grande “Magalhães” para lhes dar apoio nas aldeias.

.

 

.

 

Políticas urgentes de Lisboa precisam-se para as nossas aldeias abandonadas e envelhecidas e se não tiverem vergonha, pelo menos tenham dó de quem deu uma vida inteira para que muitos dos que agora assentam o cú no poder não passassem pelo sacrifício de uma vida de muito sofrimento e ainda por cima amordaçado.

 

Portugal está cada vez mais desigual e sem vergonha.

 

Até amanhã e desculpem alguma revolta, mas é assim que se fica quando se vê que ninguém faz nada pelas nossas aldeias e pelos seus resistentes quando  lá de Lisboa e de outros poderes também locais, como se costuma dizer popularmente, “só cagam postas de pescada”.

 

Até amanhã de volta à cidade.

´
publicado por Fer.Ribeiro às 03:40
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
11 comentários:
De Anónimo a 31 de Agosto de 2008 às 21:33
Para que vocês saibam, hummmm... Vilarinho da Raia é o epicentro do universo. Como vocês não souberam explorar devidamente o trabalho que vos foi incumbido restou-vos fazer trocadilhos com as ferrugens de uma simples placa informativa.
:)... Para reflectir.


De sarah margatido a 1 de Outubro de 2008 às 18:15
Bonjour, désolé de vous écrire en francais mais je ne sais pas écrire le portugais, j'espère que vous comprendrez mon message.
Je suis sarah margarido je ne sais pas si mon nom vous dit quelque chose mais ma famille habite vila mea da raia et je passais tous mes étés au village avec mes parents, voilà 6 ans que je n'y suis pas allée . Pouvez répondre à mon message et ainsi me donner des information sur vous peut etre que je vous connais
je vous dit à bientôt, sarah


De Anónimo a 3 de Abril de 2009 às 19:10
Ola Sara e bom ver que mesmo em frança nao te esqueces das tuas raizes um abraço Bruno Vilarinho


De margarido a 14 de Junho de 2009 às 17:44
bonjour Bruno,
comment vas tu?? cela va faire des années que l'on ne sait pas vu!!!!! que deviens tu???
je pense venir au portugal cette année ou l'année prochaine afin de faire découvrir le portugal à mes enfants
et oui comme tu dis on n'oublie pas ses "racines" meme de la france on y pense beaucoup je suis préssée de retourner au portugal
je te donne mon adresse mail ; m.sarah62@hotmail.fr si tu veux me donner de tes nouvelles se serait sympa
gros bisous, sarah


De bruno a 2 de Agosto de 2009 às 12:44
Ola Sarah tudo bem espero ver te em breve um dia destes o meu mail e brunos-santos25@hotmail.com bjs


De guerra julie a 4 de Outubro de 2008 às 21:22
bonjour mon papa est originaire de vilarinho da raia cela fait plaisir de voir des photos du village j'y ai passé toutes mes vacances d'aout mes meilleures vacances


De vero a 26 de Abril de 2009 às 16:45
son descendente de Francisco Estevez aproximadamente nacido no 1850, que casou en Mandin (Galiza) do outro lado do nos rio Tamega.
Queda algún parente por ei?
Fillo da Teresa Salgueiro Estevez, moitos anos vendendo pan por toda a bisbarra, escapando dos guardiñas e mais dos carabineros españois.


De Picachouriços - Guarda Fiscal a 26 de Julho de 2009 às 22:43
Este post por ter conteúdo relativo à Guarda Fiscal foi adicionado, em parte, ao blog Picachouriços - Guarda Fiscal.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Este post por ter conteúdo relativo à Guarda Fiscal foi adicionado, em parte, ao blog Picachouriços - Guarda Fiscal. <BR><BR class=incorrect name="incorrect" <a>http</A> :/ picachouricosgg.blogspot.com


De Mateus a 10 de Dezembro de 2009 às 07:15
Ou meu pai nasceu em Vilarhino e os meus avôs vivem la. Vivo em Nova York, mas volto a Vilarinho cada verão. Parece que cada verão, a aldeia tem menos pessoas. E realmente muito triste. Gosto muito de passar as minhas ferias la, e espero que a gente comprara casas abandonadas para construir casas de ferias. (Desculpa-la, o meu português e horrível...falo esta língua uma vez cada ano -quando vou para Portugal)


De Anónimo a 10 de Fevereiro de 2010 às 15:44
http://vilarinhoderaia.webnode.com.pt/


De deonilde rolo melo a 8 de Setembro de 2010 às 10:28
ouvi hoje na TSF uma reportagem sobre esta aldeia. era uma senhora que tem promovido algum convívio entre os habitantes deste local. fiquei interessada em ver se encontrava algo sobre vilarinho da raia e encontrei. espero um dia poder visitar esta aldeia. bem haja a todos... Deonilde Melo


Comentar post

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. De regresso à cidade com ...

. Quem conta um ponto...

. O Barroso aqui tão perto ...

. Fornos - Chaves - Portuga...

. O Factor Humano

. Chaves, cidade, concelho ...

. Chaves, cidade, concelho ...

. Chaves, cidade, concelho ...

. Nós, os homens

. ...

. SINCELOS - ESTÓRIAS DE CH...

. Quem conta um ponto...

. O Barroso aqui tão perto ...

. Fornelos - Chaves - Portu...

. Chaves, cidade, concelho ...

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites