Sexta-feira, 23 de Junho de 2006

Chaves - Antiga rua do Calau, actual Rua do Tabolado

3737-bl.jpg

Então vamos começar por um bocadinho da história da Rua.

Começa no Largo do Arrabalde e Termina às portas do Jardim do Tabolado – Daí o nome que hoje assume – Rua do Tabolado. Mas nem sempre foi assim, pelo menos e segundo documentos municipais no início do Século passado, pelo menos até 1913, chamava-se Rua do Calau, que segundo os mais entendidos que eu na matéria, levantam a hipótese de Calau derivar do vocábulo latino “callis” e cujo significado é: caminho feito e frequentado por gado. É natural que sim, aliás como se pode observar em fotografias antigas, o Tabolado era frequentado por muito gado, inclusive acho que era aí mesmo que se fazia a feira do gado.

Em 1920 e sob a presidência da Câmara do General Ribeiro de Carvalho a Rua é Alargada. Não possuo dados para saber se foi a partir de aí que adoptou o nome de Rua do Tabolado, é natural que sim.

Mas vamos à Rua do Tabolado de hoje. É uma rua que merece uma apreciação cuidada. Vamos começar pelo lado esquerdo da Rua. Aquando da construção destes edifícios, entre as suas traseiras e o rio, apenas existiam pequenos quintais que pela certa eram inundados no tempo das chuvas com a subida do leito do rio. Por essa razão, o lado mais cuidado e mais nobre destas construções ficou virado para a rua existente, o que foi pena, pois se a actual alameda que foi construída junto ao rio já então existisse, as actual margem direita do rio era bem mais interessante, pela simples razão de que todos os edifícios existentes na rua, quase sem excepção, são lindíssimos e mereciam melhores vistas. Quanto ao lado direito da rua, começa e termina com dois dos edifícios mais bonitos da cidade, o do antigo Banco Nacional Ultramarino e o Antigo Hotel de Chaves. Entre eles há um ou outro (dos poucos que existem) que merecem a nossa atenção, principalmente um, o edifício do Antigo Sarmento, que dado o seu estado de conservação nos pode cair em cima a qualquer momento. Contrastes!

Quanto à rua propriamente dita, foi sujeita a obras de requalificação recentemente. A rua ficou mais bonita e mais interessante, sem desníveis no pavimento. Comparo-a assim com alguém que anda sempre com roupa de trabalho e resolve vestir um bom fato, uma boa camisa, um bom par de sapatos, faz a barba e arranja o cabelo, mas estraga tudo quando escolhe a gravata. É o que se passa nesta rua. A rua tem tudo para ser uma das mais interessantes e bonitas da cidade, mas as “gravatas” que plantaram ao longo da rua incomoda toda a gente, principalmente os peões e os “alguns” que lá estacionam, pois raro é o dia em que não acertam numa das “gravatas”. Mas o que estraga mesmo a imagem da rua são os automóveis estacionados e o trânsito. Sem trânsito e estacionamentos era uma rua perfeita. Bom, o melhor é mesmo terminar aqui, porque começo a entrar em campos muito complexos e discutíveis e este blog não é por aí que quer ir. O que quer é mesmo levar a nossa cidade a todos os flavienses, principalmente aos ausentes.

Quanto às bandeiras, é mais uma rua solidária com as cores nacionais.
publicado por Fer.Ribeiro às 02:10
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Fer.Ribeiro a 26 de Junho de 2006 às 03:13
Uma resposta a todos se puder ser. Quanto a Nantes e Vilar de Nantes é para mim uma das freguesias mais difíceis de fotografar, porque já diz o ditado - santos da porta não fazem milagres - é a minha freguesia de residência e como estou mesmo no meio dela, ainda não tive oportunidade de lhe dedicar o post devido. Mas prometo que um dia lhes dedico o devido post (a Nantes e a Vilar) e às duas quintas citadas. Quanto ao Dr. Carneiro, que para se distinguir do outro Dr. Carneiro era conhecido por Dr. Carneirão, também guardo dele uma única imagem, e precisamente nesta rua. Não sei se por associação ao nome de Carneirão, lembro-me que era um “homem grande”. Quanto aos estacionamentos, é coisa que cada vez há menos, por isso J.Gonçalves na tua próxima vinda a Chaves, prepara-te para secar um pouco e quando o encontrares pela certa que vais ter que ter moedinhas à mão, pois a moda pegou e agora (na cidade) são quase todos a pagar. Por último fico grato por mexer na alma flaviense da D. Amélia Bento e nas recordações de uma rua e ainda para mais quando temos uma amiga em comum, ex-moradora dessa mesma Rua e minha ex-colega. A todos obrigado pelas vossas visitas, comentários e sugestões e na vossa próxima vinda a Chaves, fica marcado um encontro, nem que seja para um cafezinho, porque amigos do blog, são meus amigos também. Claro que para o meu colega blogueiro Beto, não há café, antes uns ossinhos no lugar do costume. Continuo a contar convosco.


De Amlia Bento a 23 de Junho de 2006 às 16:09
Hoje, porque me deram a alegria de ver a 'minha' rua, onde morei muitos anos, o meu grande obrigada.
Obrigada por, todos os dias me darem um bocadinho mais da nossa cidade, e pouco a pouco ir relembrando lugares e pessoas...algumas das quais me lembro ainda miúdos. Naturalmente que eles não se lembram de mim.Um abraço


De Jose Goncalves a 23 de Junho de 2006 às 13:57
So para salientar o facto de se referir ao volume de trafigo na rua e mais propriamente ao estacionamento.

Eu tambem julgo que seria uma optima ideia retirar o trafigo das arteria da zona historica, mas o facto eh que a cidade cresce e os parques de estacionamento em geral sao cada vez mais escassos, ja na altura em que vivia em Chaves era um trabalho encontrar um pouco de espaco para poder parcar o carro, imagino agora 15 anos mais tarde.


De quim barrigas a 23 de Junho de 2006 às 11:19
Amigo T.Fernandes, obrigado pelo elogio á minha Quinta.Passei ali momentos agradáveis na companhia de meus avós maternos.De facto a quinta era lindissima, com uma vista impar sobre toda a veiga e as terras de Barroso.
Há na Quinta uma fonte muito bonita, toda em granito e pormenores interessantes. Fernando estás autorizado a ir lá.


De T. Fernandes a 23 de Junho de 2006 às 10:42
Olá! Numa das suas incursões pelas freguesias,gostaria que fotografasse, em Vilar de Nantes, a Quinta da Fonte Nova, para mim um lugar espectacular, e penso bem conhecida de alguns dos visitantes deste blog. É linda, embora bastante degradada nos últimos anos. Quando voltar a esta freguesia (como prometeu),lembre-se também que dela faz parte a aldeia de Nantes, onde existe uma outra quinta conhecida por "Hospício", muito bonita, que tem no seu interior uma fontenário redondo todo em pedra, muito antigo. Julgo que não se importará se os visitantes forem dando umas dicas, pois não? Bom trabalho, continue assim.


De humberto serra a 23 de Junho de 2006 às 10:30
Até 1972 tambem circulava todos dias por aqui um Humberto (Serra) não era alfaiate, mas era (é) filho de um alfaiate. O Quim Barrigas já aqui recordou algumas pessoas que povoaram esta esta rua, mas há uma pessoa que já faleceu há muitos anos e que me chamava à atenção, era dr. Augusto Carneiro, tinha o seu consultório noº7, de Inverno trajava um gorro à russo, o que nesta época podería ser interpretado como uma atitude provocatória ao Regime Fascista.


De quim barrigas a 23 de Junho de 2006 às 10:00
Era imperdoável não recordar aqui uma figura muito querida da nossa geração e que morava no andar por cima do Humberto, o nosso muito querido e saudoso João Geraldes um verdadeiro engenhocas da electrónica e protagonista de "estórias" hilariantes, que bem mereciam ser aqui recordadas.


De quim barrigas a 23 de Junho de 2006 às 09:52
Pois cá está a "minha" rua. Ainda se vê um bocadinho da casa onde nasci.A casa aqui á esqdª a ex- Dorinha, minha mãe. Logo a seguir o comércio da Sr. Leão, onde antigamente funcionava a Sapataria da Moda, do Sr. Alberto Rodrigues, pai do Jime, do Bibi, do Beto e da Misete.Como bom portuga, o meu compadre Humberto alfaite, não esqueceu a Bandeira.
Recordo também os tempos de menino, em que eu e o Jime, chegada a época das cheias, calçavamos as galochas e toca a calcorrear toda a rua inundada.Obrigado Fernando, pela foto.


Comentar post

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: ribeiro.dc@gmail.com

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


 

 

El Tiempo en Chaves

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Facebook

Blogue Chaves Olhares

Cria o teu cartão de visita Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.posts recentes

. Chá de Urze com Flores de...

. Intermitências

. Quem conta um ponto...

. Pecados e picardias

. Eiras - Chaves - Portugal

. O Barroso aqui tão perto…...

. O Barroso aqui tão perto....

. vivências - Estou sim?

. O Barroso aqui tão perto....

. Chá de Urze com Flores de...

. Estratos

. O Barroso aqui tão perto....

. O Barroso aqui tão perto....

. Quem conta um ponto...

. Faiões - Chaves - Portuga...

.pesquisar

 
blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

Estou no Blog.com.pt

.Creative Commons

Creative Commons License
Este Blogue e o seu conteúdo estão licenciados sob uma Licença Creative Commons.

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites