Quarta-feira, 31 de Maio de 2006

Chaves e o Largo do Arrabalde

3566-bl.jpg

Mais uma vez o Arrabalde e hoje aproveitamos para contar um bocadinho da sua história.

Numa cidade tão antiga como a nossa, não admira que este largo, desde os romanos até aos nossos dias, tivesse atravessado por várias fases e baptizado com vários nomes.

As recentes e ainda em curso escavações arqueológicas no Arrabalde, ao que por aí se diz, puseram a descoberto construções romanas. Diz-se serem balneários. A conclusão das escavações, alguma coisa trará a lume e ditará o que realmente lá existiu e qual a sua importância. Até fico-me no que vou ouvindo dizer. Uma coisa é certa – Os romanos utilizaram este largo.

Na história mais recente, de há alguns séculos para cá, que o largo tem tomado o nome de Arrabalde, pelo menos desde a Idade Média em que o largo ficava fora das portas da vila e daí o nome arrabalde ou arredores, que era precisamente o espaço (então descampado) que ia desde as então muralhas até à Ponte Romana de Trajano.

Por estas últimas palavras facilmente se poderá concluir que existiram muralhas no actual Arrabalde, ou melhor, até às Invasões Francesas existiu aí um baluarte que estava ligado à muralha do Olival. Era conhecido pelo baluarte do Cavaleiro da Vedoria que tinha o seu semelhante e conhecido pelo baluarte do Cavaleiro da Amoreira (deste ainda hoje existente um troço no Início da Rua do Correio Velho. Ao que sabemos o Baluarte do Arrabalde foi demolido após as Invasões Francesas.

A partir de aí adivinha-se o inicio das construções da parte alta do Arrabalde e em toda a sua envolvente, mantendo-se ainda um largo inclinado e irregular. Ao que se sabe só no início do Séc. IXX é que se começou a terraplanagem do largo, passando a partir de 1820 a efectuar-se aí o mercado da cidade, que até então se realizava no Largo do Anjo.

Só a partir de 1952 é que o mercado se deixou de realizar no local, com o início da construção do Palácio da Justiça, que foi concluído em 1958. A partir de aí, o Largo tem mantido mais ou menos a sua configuração.

Quanto a nomes, Começou por Arrabalde, já foi Largo Dr. António Granjo, Monsenhor Alves da Cunha, Praça Rui e Garcia Lopes e Arrabalde das Couraças.

É um daqueles largos ao qual lhe podem mudar o nome, mas continuará a ser sempre Largo do Arrabalde, alias o nome que tem actualmente.

E agora como mandam as regras, para o post de hoje foi retirada informação da “Toponímia Flaviense” de Firmino Aires, da Corografia port. E do “Chaves Antiga” do General Ribeiro de Carvalho

E por hoje é tudo. Prometo nos próximos posts não ser tão longo.
´
publicado por Fer.Ribeiro às 02:15
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
5 comentários:
De Fer.Ribeiro a 1 de Junho de 2006 às 23:05
Como eu disse no último comentário, nestas coisas de história sou dois zeros à esquerda, por isso, nessas questões nada me custa dar o dito por não dito desde que o argumento seja válido. Pois vamos lá então. Relendo o que o General Ribeiro de Carvalho escreveu sobre o assunto e, subscrevendo-o, dizia ele ao respeito…”…o terreno resultante da demolição de um baluarte da praça que estava ligado à muralha do Olival e ocupava todo o espaço do antigo mercado…” e continua …”…Este baluarte… era semelhante ao que ainda hoje existe no quintal da casa do Correio…”, portanto meu caro Humberto Serra, retiro o que disse e dou-te toda a razão. As minhas desculpas pelo meu lapso ou erro. Assunto resolvido e não foi preciso ir para a Lapa, sítio onde se resolviam os assuntos no meu tempo de Liceu. Um abraço.


De humberto serra a 1 de Junho de 2006 às 10:16
Mas eu penso que sim, meu caro Fernando Ribeiro, a muralha medieval é direita, a seiscentista é inclinada, por exemplo: repare-se nas semelhanças entre os baluartes que ainda existem (no Picadeiro, na rua 25 de Abril) com os Fortes de S. Neutel e de S. Francisco. Quanto à medieval: entre as traseiras do antigo Hospital e a Ilha do Cavaleiro, entre a rua do Correiro Velho e a rua Direita, e finalmente na rua da Cadeia cujas traseiras das casas dão para rua de Sto António, não será assim? Os historiadores locais poderão confirmar(ou não) o que acabo de dizer, mas penso que não estou enganado.


De Fer.Ribeiro a 1 de Junho de 2006 às 00:35
Penso que não, caro Humberto Serra, penso que o baluarte seria da muralha medieval e não da seiscentista e segundo as minhas contas estaria ali pelo início da Rua de Stº António ou antigo Silva Mocho. No entanto os nossos historiadores locais poderão dize-lo melhor que eu, que nessas coisas sou dois zeros à esquerda. Eu sou mais de observar e gostar ou não. Coisas! Um abraço desde a terrinha.


De Jose Goncalves a 31 de Maio de 2006 às 14:18
Continue a ser extensivo nas fotos, porque assim tambem nos deste lado aprendemos os velhos nomes do qual eu por exemplo nao tinha conhecimento.

Como disse e bem vai sempre o Arrablade. Cumps.


De humberto serra a 31 de Maio de 2006 às 12:24
Em primeiro lugar temos aqui uma bela foto. Quanto aos achados arquelógicos, de certeza que são mais importantes que o parque de estacionamento, quanto ao baluarte, acho que o seu semelhante é aquele que desabou em 2001, não será?


Comentar post

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. Fornos - Chaves - Portuga...

. O Factor Humano

. Chaves, cidade, concelho ...

. Chaves, cidade, concelho ...

. Chaves, cidade, concelho ...

. Nós, os homens

. ...

. SINCELOS - ESTÓRIAS DE CH...

. Quem conta um ponto...

. O Barroso aqui tão perto ...

. Fornelos - Chaves - Portu...

. Chaves, cidade, concelho ...

. Vivências

. Chaves, cidade, concelho ...

. Chaves, cidade, concelho ...

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites