Sexta-feira, 12 de Maio de 2006

A Escola do Caneiro

2419-bl.jpg

De novo o regresso às origens. Esta escola que hoje trago aqui foi onde aprendi as minhas primeiras letras. A escola primária do caneiro, na altura, dos rapazes, porque a das raparigas era ao lado.

Guardo desta escola as recordações mais antigas que ainda tenho registadas na memória. Alguns colegas, professores, brincadeiras, o primeiro “namoro”, zaragatas de miúdos e sobretudo muito medo. Medo de tudo, de não saber a tabuada, os rios e as linhas de comboio, dos colegas maiores e mais zaragateiros, da estrada, do ardina que me aparecia sempre a caminho da escola. Mas recordo também muitas vezes sobretudo as brincadeiras e jogos do recreio, sobretudo jogar aos cromos, ao espeto e “ao estás”, as conversas proibidas com as raparigas junto ao muro e a taberna onde por meia dúzia de tostões comprávamos os cromos dos jogadores de futebol de então, embrulhados num rebuçado e as rabichas e bombas de Carnaval.

Recordo com saudade os, infelizmente já falecidos, professores Cabugueira e Lareno e alguns colegas: O Óscar, o Jaime, o Gaspar, os irmãos Mesquitas, o Luizinho, o Mosca, o Marinheiro, o Esteves, o Inácio, o Totó das couves, os gémeos e “malucos” Caios, o Pinheiro, o Marco, o Piriscas, o Adérito Velhote, o Branco e o primo Americano, O Jorge Carneiro, o Carlos Lameirão, o Rogério, o Celestino e alguns outros que agora me falham e que eram toda a rapaziada da Casa Azul, do Campo da Fonte, do Caneiro, do Campo da Roda da Madalena, do S.Roque e Rajado, ou seja, e como eu costumo dizer – os filhos da veiga. Só rapazes e a razão é simples, é que eu ainda sou do tempo em que os rapazes ficavam para um lado e as raparigas para o outro e em que uma ida ao muro de separação e uma conversa proibida com uma rapariga (misturas de café com leite) eram proibidas e dava direito a meia dúzia de reguadas, com aquela régua de madeira que o professor Lareno guardava na gaveta e tinha cinco buraquinhos geometricamente distribuídos, com 6cm de diâmetro, 1,5cm de espessura e 25 cm de cabo – Recordo-lhe as medidas e o medo que a ela tinha.

Recordo dessa escola também e, nunca mais esquecerei a tabuada cantada e que 6x8=48, porque graças a esta operação matemática levei 48 reguadas, para nunca mais esquecer.

Graças a Deus que os métodos de ensino mudaram e que hoje é com gosto e alegria que vi o meu filho e vejo a minha filha aprender as primeiras letras, com o mesmo gosto e alegria com que eles aprenderam.

Desculpem-me as recordações, mas penso que são as mesmas do pessoal da minha geração, a geração de 60, uma boa colheita, como costumo dizer!
´
publicado por Fer.Ribeiro às 01:59
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
8 comentários:
De Carlos Lameiro a 1 de Setembro de 2006 às 16:05
Amigo Fernando. Dos amorfos já não me lembro. No entanto, qundo quiseres pedir lume, simplesmente pedes isqueiro e já não há qualquer tipo de problema. Um abraço.


De Fer.Ribeiro a 26 de Maio de 2006 às 02:44
Pois é Carlos Lameirão, hoje vou-me vingar de ti, à distância e a frio por um dia me teres gozado em frente da taberna do Tio Arlindo, por causa dos 40 amorfos que afinal eram fósforos… estou a brincar, embora a cena seja verdadeira e recordo-a como se fosse hoje, tu e o Jorge Carneiro (sempre de cigarro na boca) em maré de gozo. Nós, os da Casa Azul, sempre fomos os maiores… pelo menos estávamos convencidos disso. É bom saber que este blog trás de novo os putos do meu tempo ao salutar convívio, como era o convívio de então. Obrigado pela visita e um destes dias pagas um copo pela cena dos amorfos….


De Carlos Lameiro a 24 de Maio de 2006 às 11:44
Caro amigo F. Ribeiro. Fiquei muito satisfeito por me teres feito recordar os velhos tempos da escola primária.


De Fer.Ribeiro a 14 de Maio de 2006 às 21:40
Pois é, caro amigo Zeca. Se em 67 tinhas 7 anos, és da mesma colheita de 60 a que eu pertenço e a que no post era referia. Fomos vizinhos (eu da Casa Azul)tivemos os mesmos professores, os mesmos amigos e também eu fui um ano pro St. Amaro, em que sempre que caía na desgraça de ir com os gémeos Caios, pela poldras, não passávamos do Tabolado, e escola era uma vez...forçosamente tivemos que estar em muitas brincadeiras juntos e a régua ou cana da Índia dos castigos, pela certa que era a mesma. Quanto ao Esteves, era típico dele levar merenda, fosse para onde fosse, embora eu me lembre mais das alheiras e das linguiças que comidas fora de horas sabiam pela vida. Um abraço, desde Chaves, para tí.


De ZCA - S.BENTO a 14 de Maio de 2006 às 18:18
caramba amigo ! bom demais!!! moro no Brasil há 25 anos, e , depois de ter lido o que o caro amigo escreveu , me passou um filme na minha cabeça. eu também estudei na escola do caneiro!!! o prof. lareno foi o meu primeiro professor. gostava muito dele. achava-o muito inteligente. aprendi muito com ele. teve uma altura que tivemos que ir estudar no sto amaro, devido á escola ter entrado em reformas. uma vez um professor me quebrou uma "cana da índia na minha cabeça por eu não ter sabido dizer quem tinha sido um rei, nao sei das quantas!!! uma tristeza!!!! perdi a conta das reguadas que levei!!! era um tormento... ditadura desgraçada.... eu estudei em 1967. tinha entao 7 anos... lembro-me , que quando saímos da escola, saboreavamos perto de lá umas amoras deliciosas!!! como eu morava no sao bento, fazia um atalho por umas quintas!!! demorava umas 2 (duas horas até chegar lá... era muita farra pelo caminho... briguinhas também... os caios são meus irmãos de coração... meus melhores amigos de infância... são filhos do necas e dona do carmo!!! uma santa mulher!!! ficavamos o dia todo brincando e trabalhando na quinta do sao bento e depois , sempre tinha aquele lanchinho da tarde preparado pela mães deles. boas recordações!!! o esteves também era meu amigo!!! fizemos vários churrascos nas caldas!!! levava-mos uns 2 frangos e uns garrafoes de vinho!!! acendiamos o fogo e estava feita a festa!!! bons tempos...
como é bom viver em chaves......... amo a minha cidade!!!


De humberto serra a 12 de Maio de 2006 às 09:54
É coincidência, ou talvez não, eu fiz a primária na Lapa, e há 3 nomes (Mosca, Pinheiro,Marinheiro( este acho que hoje é da PSP), que tambem foram tambem meus colegas, quando ao resto que falas no texto, era a realidade da época. E tambem fui muitas á "tasquinha" do sr. Augusto comprar cromos, quando de caminho, ia ou vinha das explicações do meu primo António Serra que morava no Raio X.


De francisco Rodrigues a 12 de Maio de 2006 às 08:34
Recordar é viver. Mais importante que recordar os sítios é recordar os nomes dos nossos amigos de infância. Eu também me lembro de muitos da minha escola (também da tua) e quando me ponho a recordar émesmo um sonho


De Rui Baia a 12 de Fevereiro de 2014 às 19:58
Ola Fernando, continuas a fazer aquilo que nos da felicidade, recordar os bons e velhos tempos de infancia. Como moramos porta com porta, temos muitas recordaçoes em comum, e deixo-te esta mensagem para te lembrar que na quinta onde viviamos ainda deve haver algumas garrafas de vinho enterradas que tu e o meu irmao Tozé e o Rogério, "desviavam" ao meu pai. Deve estar como o vinho dos Mortos, pois foi nos anos 70 que vocês as enterraram, e se sobrar chama-me pois gostaria de provà-lo. Um abraço .


Comentar post

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. Faiões - Chaves - Portuga...

. O Factor Humano

. Fugas

. Chaves, cidade, concelho ...

. Nós, os homens

. O Barroso aqui tão perto ...

. Chaves D'Aurora

. De regresso à cidade... c...

. Quem conta um ponto...

. O Barroso aqui tão perto

. Escariz - Chaves - Portug...

. Chaves, cidade, concelho ...

. Vivências

. Chaves, cidade, concelho ...

. Nós, os homens

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites