Sexta-feira, 7 de Abril de 2006

Chaves e as Bandas de Música

1914-bl.jpg

Hoje fica aqui a minha homenagem às 5 Bandas de Música do concelho – Os Pardais (a Banda da cidade), a de Vila Verde da Raia, de Rebordondo, de Ervededo e de Loivos.

Por cá, não há festa que se preze que não tenha pelo menos uma procissão, foguetes no ar e um arraial com banda. Mas se a festa é mesmo das boas, há pelo menos duas bandas de música e o inevitável despique entre elas.

Que me acusem de pimba, de bimbo ou de que quiserem, já atingi uma idade em que essas acusações em nada me incomodam, mas para felicidade dos que me acusam dessas coisas, juntem mais os foguetes e as bandas, pois é uma realidade – eu gosto de festas com muito e bonito fogo de artificio e com uma ou duas boas bandas de música, e se na festa houver um tasco para “botar um copo” tanto melhor.

Agora a minha homenagem também às três melhores festas do concelho (a ordem é aleatória) Vilarelho da Raia, Vila Verde da Raia e Outeiro Seco e um louvor também para as festas da cidade de 8 de Julho que desde há 15 anos para cá, no tem brindado com as 5 bandas do concelho (em simultâneo) e com bonito fogo de artifício, que já começa a “fazer tradição”.

Quanto à foto, foi tomada no Arrabalde à passagem de uma banda e, tal como nos putos, o olhar da objectiva foi atraída para o que mais luzia.

Só mais uma referência. Quando se fala de bandas em Chaves, há que falar também na "Banda dos Canários", mesmo que já há algumas dezenas de anos que não exista.
´
publicado por Fer.Ribeiro às 00:39
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
9 comentários:
De quimbarriogas a 26 de Abril de 2006 às 18:12
Caro Francisco Rodrigues, os meus respeitosos cumprimentos.
Sem querer tirar valor ao Sr. Lico, que recordo como um virtuso, desculpe não concordar consigo, pois segundo os entendidos da altura, ouvi esta conversa a alguns (Adriano Latas, o meu pai, Orlando Teixeira e outros) o maior trompetista foi o Sargento Peixe que tocou nos Canários e que vinha com formação da Banda do Exército, tendo inclusivamente em determinada altura actuado numa ópera no S. Carlos, substituindo um músico estrangeiro acometido de doença súbita.
No entanto esta é apenas a minha opinião.
Até sempre,
Quim Barrigas


De Salvador Silva a 8 de Abril de 2006 às 15:04
Caro amigo Francisco Rodrigues: É notório que há entre nós, muito de comum.Não deixa de sensibilizar o seu gosto pelo Alentejo, porque o compreendo.Também eu, gosto de Trás-os-Montes e adoro Chaves. Concordo que ambas as províncias são Almas Gémeas, senti isso quando lá vivi e, talvez por isso, a minha fascinação, que me obriga a ser visita frequente.Refere ainda que sou um privilegiado porque posso disfrutar do bom Cante Alentejano. É verdade, também adoro, mas não tenham os transmontanos inveja, porque o vosso folclore e a vossa alegria também são fascinantes. É na diversidade de culturas, que está a nossa "riqueza" e é isso que nos seduz.UM ABRAÇO.


De carlos alves a 8 de Abril de 2006 às 01:40
O despique nas músicas entusiasmava as pessoas e "obrigava" a tomar partido.E naquela altura os "canários" eram mais actualizados e simpáticos(sempre disponíveis para tocar o que o povo lhes pedia)


De francisco Rodrigues a 7 de Abril de 2006 às 16:33
Amigo Salvador: Em Trás-os-Montes voce aprendeu a gostar de bandas filarmónicas. E eu um Flaviense puro e duro, que adora o Alentejo, aprendi o gostar do CANTE ALENTEJANO. Haverá cultura mais pura que esta. Voce neste aspecto é um previligiado porque na terra onde mora há CANTE e do bom.
Também penso que o Alentejo e Trás-os-Montes são gémeos em tudo. Sobretudo na maneira de ser das pessoas. UM ABRAÇO


De Salvador Silva a 7 de Abril de 2006 às 14:33
Cá venho eu com mais uma das minhas histórias, mas tem que ser:
Quando, no Verão de 1966,cheguei a Chaves, no fim de semana imediato à minha chegada aconteceu a Festa de Vila Verde da Raia. Claro que não faltámos.Tudo para mim,no que respeita aos hábitos transmontanos, era novidade mas o que mais me admirou foi o interesse que despertava nas pessoas a actuação, em despique, de duas Bandas (não me lembro de quais)que galvanizavam a assistência. A mim também, por que que me deixei, por felicidade,influenciar.Havia bailarico ao som das Bandas. Para mim fonte de admiração, pois,à época, nas festas alentejanas as Bandas eram só para Concertos formais.Para o baile havia conjuntos musicais específicos (jazz band)ou então o velho acordeão.No fim de contas tudo isto para dizer que também sou um apreciador das Bandas (na minha terra -Portel-também há)mas que aprendi a apreciá-las melhor em Chaves.Um Abraço.


De francisco Rodrigues a 7 de Abril de 2006 às 10:09
Beto Serra não te lembras dos Canários porque és mais novo mas não sabes o que perdes-te. Esta foi de certeza a melhor Banda de Chaves (e uma das melhores a nivel nacional) não era muito carismatica (Os Pardais eram) mas nesta Banda tocaram, quase todos, os melhores músicos de Chaves. Digo quase porque lá não tocou o maior trompetista que Chaves teve que foi o Sr. LICO.
Mas devido á falta de bairrismo ou carisma, como queiram chamar, foi ficando cada vez mais fraca até acabar.E foi pena.
Penso que a desertificação do centro histórico contribuiu para este fim.


De humberto serra a 7 de Abril de 2006 às 09:34
Aqui não há complexos pseudo-intelectuais, não se vive apenas de jazz de rock ou de música clássica, há lugar para todos, neste caso das bandas, têm uma simbologia muito especial na dita Provincia(detesto esta expressão), alem disso, sou neto de um "Canário", embora já não me recorde desta banda em actividade.


De francisco Rodrigues a 7 de Abril de 2006 às 08:37
Se por uma pessoa gostar de Bandas Filarmónicas e de Festas Populares é considerado Pimba ou Bimbo. Eu quero ser isto para toda a vida. Se essas paessoas tivessem a felicidade de ter conhecido as Bandas "Os Pardais" e os "Canários" e as festas da Senhora das Brotas e do S. Caetano e da Senhora da Saúde, e a Feira dos Santos nos tempos aureos não falavam assim.
Mas a gente como bons FLAVIENSES perdoa-mos.


De carlos alves a 7 de Abril de 2006 às 00:52
Quando existiam os "Canários" , meia cidade tomava sempre partido por esta banda ou pelos "Pardais". Na altura da Senhora das Brotas havia sempre um "tira teimas" com muita porrada e muito vinho! E as discussões acaloradas dos adeptos...


Comentar post

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Abobeleira em três imagen...

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. O Factor Humano

. Rua do Correio Velho - Ch...

. Centro Histórico de Chave...

. Ocasionais

. Mar flaviense...

. Chaves D'Aurora

. Quem conta um ponto...

. De regresso à cidade

. Pecados e Picardias

. O Barroso aqui tão perto ...

. Casas de Monforte - Chave...

. Vivências

. Cidade de Chaves - Dois o...

. Festival Identidades - Ja...

. Ocasionais

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites