agosto 31, 2005

Panificadora de Chaves

1524-bl.JPG

Hoje vi o mestre Nadir Afonso num passeio de fim de tarde, precisamente no Largo do Arrabalde a apreciar a nova obra de arquitectura e plantação de clips. Pela certa que fez a sua apreciação das recentes obras e até gostava de saber a sua opinião, mas isso para o post de hoje até pouco interessa. Aproveito a visita deste filho da terra para dar a conhecer (a quem não conhece) uma das suas obras de arquitectura, que eu pessoalmente mais aprecio. Trata-se da panificadora de Chaves, uma das poucas obras e projectos de arquitectura de Nadir Afonso. Não sei se me engano, mas de Nadir Afonso apenas conheço em Chaves 5 projectos. O da foto, um pequeno edifício de habitação e comércio na Madalena, a Casa de Habitação da família Chaves (perto da Escola Dr. Júlio Martins) e o projecto inicial do Cine-Teatro de Chaves (do qual Nadir retirou a responsabilidade, embora o cine-teatro executado siga as principais linhas do projecto por ele executado) e por último um outro projecto de planeamento e alargamento da cidade, que nunca vi.

E sobre Nadir Afonso e a sua obra pouco ou nada disse. Espero e aguardo ansioso que a sua vida e obra (pintura) fique disponível para todos os flavienses na prometida Fundação Nadir Afonso a levar a efeito na antigas hortas das longras, com projecto (ao que foi prometido) de Álvaro Siza Vieira.

Posted by carmim at agosto 31, 2005 10:46 PM
Comments
Infelizmente pouca gente em Chaves sabe que NadirAfonso é também arquitecto e tem algumas, obras como este exemplo.Dá-se pouco valor(classes dirigentes e promotoras)ao processo criativo ,à arquitectura e as artes em geral nesta cidade...mas parece-me que tendencialmente vem a mudar, espero ter razão... Posted by: concentratZen at setembro 2, 2005 12:49 AM
Por acaso, eu sabia que Nadir Afonso, era (foi) arquiteto, actividade que abandonou há cerca de quarenta (40) anos, não sabia era que esta importante unidade industrial "desenhada" por pelo "dito cujo". Posted by: humberto serra at setembro 2, 2005 08:53 AM
No anterior comentário, eu queria dizer" foi desenheda pelo dito cujo", as minhas desculpas pela trapalhice. Posted by: humberto serra at setembro 2, 2005 12:29 PM
Comentário









Lembrar-se de mim?