Domingo, 2 de Julho de 2017

Cambedo - Chaves - Portugal

1600-cambedo (217)

 

No largo principal da aldeia, junto à capela, está uma pequena placa onde diz “ En lembranza do voso sufrimento – 1946 -1996”. Pelo texto facilmente nos apercebemos que não é escrito no português atual, e facilmente nos apercebemos que está escrito na língua dos vizinhos galegos do Cambedo, a aldeia que hoje trazemos aqui.

 

1600-cambedo (194)

 

Torga no seu Diário VIII a respeito de uma aldeia barrosã,  escreveu o seguinte: “Entro nestas aldeias sagradas a tremer de vergonha. Não por mim, que venho cheio de boas intenções, mas por uma civilização de má-fé que nem ao menos lhe dá a simples proteção de as respeitar”. Cada vez que entro no Cambedo lembro-me destas palavras de Torga, e mesmo tendo por lá amigos que sempre me receberam bem, continuo a entrar lá envergonhado, tal como Torga, não por mim, mas por uma civilização de má-fé que nunca fez justiça para com os pecados que cometeram nesta aldeia, mas também, por essa civilização de má-fé fazer de conta que nada por lá se passou e ter de ser os amigos galegos a reconhecer o seu sofrimento, enaltecer a sua história e afirmar esse reconhecimento oficialmente ao inscrever na toponímia galega, numa das suas principais cidades, a aldeia do Cambedo.

 

1600-cambedo art (2)

 

Mas “nós” somos assim, elogiamos e erguemos estátuas aos de fora, mesmo que cobardes e nos tivessem abandonado num momento de aflição quando tinham a obrigação de nos defender,  e esquecemos os nossos heróis e aqueles que sofreram por terem servido de bode expiatório de uma “guerra” que nem sequer era nossa. O município de Chaves e Portugal, devem um pedido de desculpas ao povo do Cambedo, e não é o povo do Cambedo que o exige, pois esse até prefere o silêncio como melhor forma de esquecer, mas é uma questão de justiça, que há muito é tardia.

 

1600-cambedo (391)

 

Hoje Cambedo é uma aldeia da raia seca com a Galiza, mas isto só aconteceu desde o Tratado de Lisboa ou tratado de limites de 1864, pois até aí era uma aldeia promiscua, ou seja, era em simultâneo pertença do Reino Português e do Reino Espanhol. Certo que a partir de 1864 passou a ser só portuguesa, mas para as ruas, casas e gentes da aldeia, a linha separadora da fronteira apenas existia nos tratados, pois o povo de um e outro lado, sempre foi o mesmo.

E sobre o Cambedo e os acontecimentos pelos quais lhes devemos um pedido de desculpas, não digo nada, pois já o disse em muitos posts neste blog e até num blog exclusivo sobre o tema. É certo que jornalistas,  antropólogos, historiadores, escritores (por exemplo Jorge de Sena) e outros mais atentos já lhe dedicaram livros, documentários televisivos e até já serviu para teses de doutoramento e outros trabalhos académicos, mas continua a ser vergonhoso que a grande maioria da população flaviense não saiba o que por lá se passou no  mês de dezembro de 1946…        

 

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 23:23
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Sábado, 10 de Dezembro de 2011

Os Salteadores

 

Este post teve publicação  simultânea no Blog Chaves e no blog Cambedo Maquis (http://cambedo-maquis.blogs.sapo.pt).

 

 

No último sábado andámos (blogers e fotógafos) por terras da raia, mais propriamente nas de Vilarelho da Raia com visita obrigatória ao Cambedo da Raia onde houve uma abordagem também obrigatória dos acontecimentos de Dezembro de 1946. Fiz na altura referência ao blog Cambedo Maquis onde eu dizia que se contava tudo sobre o Cambedo e sobre o Couto Misto, mas esqueci de dizer que ainda há muito por contar. É certo que o blog Cambedo Maquis não tem sido actualizado desde 1 de Outubro de 2009, mas não quer dizer que com esta ausência de actualização durante os últimos dois anos que o blog esteja encerrado, antes pelo contrário. Entrou, é certo, numa fase de reflexão, mas também de recolha de dados, informações e de histórias que nunca foram contadas, mas que é necessário reunir e documentar com a seriedade que o assunto merece. Essa segunda fase do blog Cambedo Maquis chegará um dia, ainda não sei quando, mas chegará.

 

Entretanto ficou prometido que algumas novidades soltas que tivessem a ver com o Cambedo e os Maquis seriam noticiadas no blog. Algumas tem-no sido, outras tem sido adiadas, sobretudo por falta de tempo para trabalhar essa informação, mas há uma, que embora não tenha directamente a ver com os acontecimentos do Cambedo de 1946,  tem a ver com fugidos, ou  com espanhóis (como então eram por aqui conhecidos), mas também têm a ver com passagens pela cidade de Chaves e ocorrências da raia da época . Refiro-me a uma história datada de 4 de Maio de 1961 e publicada na clandestinidade por Jorge de Sena em Assis, São Paulo, Brasil, à qual deu o nome de “Os Salteadores” e que é incluída no seu livro “Os Grão-Capitães”

 

Pela certa que alguns de vós já a conhecem das vossas leituras, mas para os que ainda não conhecem, eu fui adiando por uma ou outra razão, o trazer essa história ao Blog Cambedo Maquis e em simultâneo ao blog Chaves e, por um lado, ainda bem que foi sendo adiada para que este momento pudesse acontecer.

 

Pois hoje vamos ter por aqui essa história, não em palavras mas em vídeo, de uma banda desenhada animada Um vídeo no qual tropecei há dois dias numa pesquisa (sobre outros assuntos) que fiz no Google, um vídeo que não poderia deixar de partilhar aqui e que pode fazer mais alguma luz sobre a época dos maquis e dos acontecimentos do Cambedo da Raia.

 

Espero que gostem.

 

Por favor, para vêr o vídeo desligue o som do rádio na barra lateral.

 

 

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 03:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|  O que é?
Sábado, 3 de Outubro de 2009

Cambedo da Raia, dos silêncios ao encantamento

 

.

 

No dia de hoje em que o Cambedo está além da fronteira, precisamente com a sua condição de povoação raiana que tantos amargos de boca lhe trouxe, as imagens tinham mesmo de ser dessa aldeia.


Aldeia que durante longos anos conheceu a promiscuidade de ser dividida entre o Reino português e espanhol e que, nem o tratado de Lisboa de 1864, lhe contrariou a sua condição de ser de um só reino.

 

.

 

.

 

Hoje o Cambedo é na sua totalidade pertença de Portugal, mas nunca perdeu as suas amizades e famílias do lado galego, mesmo tendo sido seriamente castigada por isso.


O Cambedo da Raia é uma aldeia única que faz mesmo das suas injustiças uma grandeza. Amordaçada e silenciada sobreviveu, mesmo sem nunca ter conhecido a justiça que lhe era devida.

 

É uma aldeia única que enamora todos quantos a descobrem.

´
publicado por Fer.Ribeiro às 00:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|  O que é?
Sábado, 19 de Julho de 2008

Cambedo Maquis - Notícias

 

 

Para quem seguiu o Cambedo Maquis neste blog e para todos em geral, fica a notícia de que amanhã, domingo, dia 20 de Julho, a aldeia do Cambedo e os acontecimentos de 1946 são notícia no Jornal Público, mais propriamente na revista Pública, que integra a edição de domingo.

 

Trata-se de uma grande reportagem de autoria do jornalista Carlos Pessoa que promete ser mais um contributo para esclarecer mais um pouco sobre a verdade dos acontecimentos, a verdade de uma batalha e as vivências, sofrimentos e “castigos” dos envolvidos.

 

Será também mais um contributo para o enriquecimento do blog Cambedo Maquis, um blog aberto, onde se pretende reunir todas as informações sobre os acontecimentos de 1946.

 

Assim, já sabe, se é um interessado pelos acontecimentos do Cambedo e da história das nossas aldeias, amanhã (domingo) o Cambedo também está nas bancas, com o Jornal Público, numa reportagem do jornalista Carlos Pessoa.

 

Mais logo, ficará por aqui o prometido, ou seja, mais uma aldeia do concelho.

´
publicado por Fer.Ribeiro às 19:53
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Abobeleira em três imagen...

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. Cambedo - Chaves - Portug...

. Os Salteadores

. Cambedo da Raia, dos silê...

. Cambedo Maquis - Notícias

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites