Sábado, 19 de Agosto de 2017

Castelo - Chaves - Portugal

1600-castelo (58)

 

E porque hoje é sábado, vamos até mais uma das nossas aldeias, esta fica aqui mesmo à beirinha da cidade e do grande vale de Chaves, depois do Campo de Cima e logo a seguir às Eiras – o Castelo.

 

1600-castelo (54)

 

Castelo sem castelo, pelo menos hoje em dia, mas parece que em tempos muito remotos existiu por lá um e daí o topónimo da aldeia.

 

1600-castelo (20)-art

 

Aldeia pequena mas interessante, começando pelas vistas que lança sobre a cidade mas também por ser já uma aldeia de montanha, que aliás se nota bem nas inclinações das suas ruas e acessos. Acessos esses que hoje fazem com que o Castelo também possa ser uma aldeia de passagem, isto se o tomarmos como alternativa à EN 213 entre Chaves e o miradouro de S.Lourenço.  

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 23:30
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Quarta-feira, 22 de Março de 2017

Cidade de Chaves, um olhar com o castelo dentro

1600-(30981)

 

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 02:14
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Segunda-feira, 6 de Março de 2017

De regresso à cidade

1600-27033-art (1)

 

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 02:36
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Terça-feira, 13 de Setembro de 2016

Cidade de Chaves - Identidades

1600-(33040)

 

Cidade de Chaves, dois olhares, duas arquiteturas, a antiga e a contemporânea ou…

 

1600-macna (804)

 

…Cidade de Chaves, dois olhares, a arquitetura de(para) sempre.

 

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 02:45
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Terça-feira, 3 de Maio de 2016

Chaves, uma imagem com castelo

1600-(46025)-1

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 02:12
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Terça-feira, 5 de Agosto de 2014

Mais uma imagem com a marca Chaves

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 05:03
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Quarta-feira, 15 de Agosto de 2012

El Contador do Castelo Parou

 

El Contador de dias do encerramento do terraço do castelo ao público parou e

 

temos que nos congratular com a decisão da Câmara Municipal em ter reaberto o terraço, permitindo assim a quem nos visita (mas também a nós residentes) as vistas únicas que de lá se alcançam sobre a cidade, sobre todo o vale e sobre as serras e montanhas que nos rodeiam.




Vistas como as que vos deixo hoje em imagem já são de novo possíveis de serem registadas fotograficamente e de serem levadas por quem nos visita para mais tarde recordar e mostrar a cidade de Chaves.




Embora me congratule com a reabertura do terraço, não resisto a deixar aqui uma questão, pois sabendo que o mesmo encerrou para executar obras no telhado e que as mesmas nunca chegaram a ser realizadas, porque raio esteve estes últimos 4 anos encerrado? - Quem souber que responda!



 

Seja como for o “El Contador” do castelo encerrou quando marcava 1365 dias e já posso de novo subir lá cima e ter os meus devaneios e sonhos de ver o mar a bater contra as muralhas...


Hoje ainda voltamos de novo por aqui. Até lá.



´
publicado por Fer.Ribeiro às 03:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|  O que é?
Terça-feira, 29 de Maio de 2012

Apenas uma imagem - Chaves

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 03:03
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Segunda-feira, 12 de Março de 2012

El Contador do Castelo

 

Já sei que ainda estamos no inverno mas por cá,  a luz e calor dos dias já são de primavera, até as árvores compõem o ambiente mostrando toda a sua graça florida.

 

Uma árvore florida nada tem de especial que mereça um olhar fotográfico, afinal elas cumprem a sua missão anual de florir para reproduzir, é por assim dizer a sua “hora” do sexo, mas também não é por isso que merece o tal olhar. Ele só se justifica mesmo pelo maravilhoso que é a natureza de à hora certa fazer aquilo que tem de ser feito e para nós ser sempre a novidade de parecer ser a vez primeira.

 

 

Pois o discurso poderia ficar por aqui, mas por trás da beleza florida está uma nossa beleza histórica – a nossa Torre de Menagem e o mas não é pela torre mas por não podermos desfrutar de uma das belezas que ela oferece – as vistas que lança sobre a cidade e já vão 1216 dias que estamos privados dessas vistas.

 

Por nós até nem há grande problema, pois já as conhecemos, embora eu até tivesse a promessa de subir ao terraço pelo menos uma vez por ano, mas para quem nos visita e visita o castelo, parte de Chaves mais pobre sem o olhar sobre o centro histórico, sobre a veiga e sobre as montanhas.

 

 

Mas pela certa que no meio de tantos afazeres as telhas do castelo ficaram esquecidas. Pois só para lembrar fica aqui o contador. Não é por nada, mas as árvores já anunciam a primavera e não tarda está aí a época alta das visitas ao castelo e pelos nosso emigrantes que gostam de dar lá um pulinho e dos turistas que o visitam, aquele terraço merece estar aberto.

 

Para hoje ainda a habitual crónica “Quem conta um ponto…) de João Madureira, às 9H00 e mais tarde, às 17H30 as “Intermitências” de Sandra Pereira. Até lá.

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 00:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|  O que é?
Quarta-feira, 3 de Agosto de 2011

El contador do Castelo

 

 

 

Há coisa de um ano deixava aqui um post com o mesmo título. Como o post ainda continua actual, simplesmente o deixo aqui de novo. Claro que o número do contador aumentou:

 

 

Este blog é assim, vai perdendo umas crónicas, mas vai ganhando outras, principalmente aquelas que se relacionam ou pretendem fazer um serviço público à cidade de Chaves. O Repórter de Serviço continua a andar por aí e vai continuar a andar, mas hoje surge com uma nova crónica “El Contador” e pretende ir de encontro a promessas, obras e afins que entraram em fase de esquecimento ou há muito estão esquecidas. Coisas geralmente simples de resolver, mas que fazem a diferença e em nada contribuem para uma cidade de Chaves melhor, principalmente aos olhos de quem nos visita.

 

É tempo de contar o tempo que o tempo demora a resolver esses pequenos pormenores que fazem grandes diferenças. Uma rubrica que se irá repetir aqui a contar os dias que determinados “casos” demoram a resolver, iniciando hoje com as obras do Castelo (Torre de Menagem), cuja história se resume em poucas linhas:

 

A História

 

Em Agosto de 2008 um turista que visitava o castelo reclamou pelo mau estado de conservação do telhado da torre de menagem. De imediato e a fim de se proceder à reparação do telhado, a Câmara Municipal mandou encerrar o terraço do Castelo. Se a pronta decisão foi de aplaudir, já não o é o tempo em que as tais obras demoram a fazer ou a iniciar, ainda para mais tendo em conta que o terraço do castelo é um autêntico miradouro sobre o centro histórico e o principal atractivo para a penosa subida de toda a escadaria. Sei que a maior parte dos visitantes reclama (por sentir-se enganado) por lhe ser vedado o acesso ao terraço e às vistas sobre a cidade. O Facto é que já lá vão mais de 2 anos e nada (nem sinais) do raio das obras de substituição de meia dúzia de telhas se iniciarem. Já é tempo do tempo ditar por aqui o tempo que essas obras demoram a fazer. Assim, a partir de hoje, vamos iniciar o contador do tempo, em dias, que o terraço do castelo fechou para obras:

 

.

 

Contador actualizado

 

.

 

 

Os factos

 

Continua-se a aguardar que a Stª Engrácia se decida, para já, a iniciar as obras!

 



´
publicado por Fer.Ribeiro às 00:01
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Sexta-feira, 18 de Março de 2011

Nocturnas de duas torres

 

 

 

Ainda antes do Discurso Sobre a Cidade de hoje, tempo para duas fotos nocturnas, tomadas do mesmo local em direcções opostas, curiosamente com duas torres, que, embora de épocas também bem diferentes, embora ambas, façam parte da história de Chaves, uma por ter contribuído para a defesa de Chaves, outra que assinala o início do império dos mamarrachos.

 

 

 


 

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 02:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|  O que é?
Quarta-feira, 29 de Setembro de 2010

Hoje não há (tempo para) feijoada!

.

Pois é, às vezes somos atraiçoados pelo tempo, o dos relógios, feliz ou infelizmente ele falta-nos, foge-nos, some-se sem darmos conta.

 

Infelizmente porque não nos permite fazer tudo o que queremos, por exemplo, hoje que é quarta-feira, era dia para se confeccionar por aqui uma boa feijoada, bem temperada, para ser regada, como convém, com um bom tinto encorpado q.b. para combater e desfazer (matar)  aquelas coisas  que dizem vir misturadas com a feijoada (gorduras e outros pormenores). Ou seja, uma dieta saudável, como convém nos dias de feira.

.

.

 

Felizmente, esse mesmo tempo, falta-me e livra-me de insónias ou depressões, de aturar conversas chatas a ouvir falar dos outros, dos futebóis e politiquices das partidarices e da crise da crise, como se não bastasse ela já por si. Felizmente também o mesmo tempo não me permite ver televisão, a qual já nem ligo desde que acabou o único programa que ainda ia sendo saudável (o 5 para a meia noite)… enfim, o tempo, o tempo!

 

Assim, hoje em vez de uma boas feijoada ficam apenas três imagens daquilo que vamos tendo de melhor, a p&b ou sépia para a cor não distrair ou atrair. A duas cores apenas, aquilo que vai sendo um verdadeiro património da humanidade, de uma cidade que sonha (ou há quem se atreva a sonhar) que pode ser património da humanidade, o mesmo que só é possível, se o olhar for selectivo e enganador como o é nas fotos, onde as misérias ficam escondidas, ou com um bocadinho de Photoshop até podem ser removidas. Mas sonhar é bom, sempre nos vai trazendo iludidos, enganados e ensina-nos a acreditar, é assim como o euromilhões, em que segundos os matemáticos, há mais probabilidades de nos cair um meteorito na cabeça do que nos sair o euromilhões, mas nós apostamos sempre, porque acreditamos, no impossível.

 

.

.

 

Chaves património da humanidade! Era bom, então não era!? E até seria possível (em tempos) se o b€tão não mandasse tanto na cidade ( e este b€tão, não é o Betão do 5 para a meia noite).

 

Até amanhã, com um homem que perdeu a memória, ou pelo menos, é um homem sem memória.

 

 

 


´
publicado por Fer.Ribeiro às 03:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|  O que é?
Sábado, 11 de Setembro de 2010

El contador das obras do Castelo

 

.

 

Este blog é assim, vai perdendo umas crónicas, mas vai ganhando outras, principalmente aquelas que se relacionam ou pretendem fazer um serviço público à cidade de Chaves. O Repórter de Serviço continua a andar por aí e vai continuar a andar,  mas hoje surge com uma nova crónica “El Contador” e pretende ir de encontro a promessas, obras e afins que entraram em fase de esquecimento ou há muito estão esquecidas. Coisas geralmente simples de resolver, mas que fazem a diferença e em nada contribuem para uma cidade de Chaves melhor, principalmente aos olhos de quem nos visita.

 

É tempo de contar o tempo que o tempo demora a resolver esses pequenos pormenores que fazem grandes diferenças. Uma rubrica que se irá repetir aqui a contar os dias que determinados “casos” demoram a resolver, iniciando hoje com as obras do Castelo (Torre de Menagem), cuja história se resume em poucas linhas:

 

A História

 

Em Agosto de 2008 um turista que visitava o castelo reclamou pelo mau estado de conservação do telhado da torre de menagem. De imediato e a fim de se proceder à reparação do telhado, a Câmara Municipal mandou encerrar o terraço do Castelo. Se a pronta decisão foi de aplaudir, já não o é o tempo em que as tais obras demoram a fazer ou a iniciar, ainda para mais tendo em conta que o terraço do castelo é um autêntico miradouro sobre o centro histórico e o principal atractivo para a penosa subida de toda a escadaria. Sei que a maior parte dos visitantes reclama (por sentir-se enganado) por lhe ser vedado o acesso ao terraço e às vistas sobre a cidade. O Facto é que já lá vão mais de 2 anos e nada (nem sinais) do raio das obras de substituição de meia dúzia de telhas se iniciarem. Já é tempo do tempo ditar por aqui o tempo que essas obras demoram a fazer. Assim, a partir de hoje, vamos iniciar o contador do tempo, em dias, que o terraço do castelo fechou para obras:

 

.

 

 

.

 

 

Os factos

 

Continua-se a aguardar que a Stª Engrácia se decida, para já, a iniciar as obras!

 

 

 

.


´
publicado por Fer.Ribeiro às 00:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|  O que é?
Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

Chaves de Ontem de de Hoje - Castelo e envolvente

Vamos lá a mais um Chaves de ontem e Chaves de hoje.

.

 

.

Desde que existo, a cidade de Chaves já foi sujeita a muitas alterações, talvez as maiores de sempre desde que o município de Chaves existe, principalmente no pós 25 de Abril, Chaves cresceu desgovernadamente e assistiu a algumas alterações. Tanto o crescimento como as alterações, não foram das mais felizes, no primeiro caso graças à falta de planeamento da cidade e ao poder “oculto” do betão. No segundo caso, também o betão tem a sua mãozinha de poder, aliado à falta de gosto. Felizmente nem tudo foi negativo e também há alterações dignas de registo pela positiva.

.

.

Apontaria  mesmo como crime, as torres de betão que nasceram no Centro Histórico e que  hipotecaram para sempre, com o contributo de outras alterações e intervenções menos felizes, a hipotética hipótese de Chaves vir a ser património da humanidade. Hoje é tarde demais para corrigir muitos desses desencantos.

.

.

No entanto, se todas as intervenções na cidade tivessem sido feitas com tino e no verdadeiro interesse da cidade, já há muito que Chaves poderia fazer parte do honroso pódio de património da humanidade.

.

.

Uma dessas intervenções felizes foi a que se fez no interior e exterior das muralhas seiscentistas junto à Torre de Menagem, primeiro, nos inícios dos anos 60, demolindo as construções militares que se foram adossando à muralha e à torre de menagem e posteriormente, já nos anos 80, o ajardinamento de todo esse espaço envolvente e mais tarde, nos anos 90, a demolição dos barracões da Câmara Municipal.

.

.

Sem dúvida alguma que, com os jardins do castelo, a cidade só ficou a ganhar, mas também com o museu militar que se desenvolve no interior da torre de menagem e no museu ao ar livre nos seus jardins, este, meio esquecido e sem a devida legendagem, mas que mesmo assim, ainda faz as delícias de quem o visita. Pena o terraço estar vedado.

.

.

Resumindo, o saldo em termos de intervenções para a o interior e envolvente do Castelo, mas também dos Fortes de S. Francisco e Forte de S. Neutel,  têm sido positivas, pena que outras intervenções não lhes sigam o exemplo.

 

Hoje ficamos com imagens de ontem (1959 e 1960) e de hoje do Castelo e da sua envolvente.

 

Até amanhã, com outros olhares.

 


 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 01:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|  O que é?
Domingo, 13 de Setembro de 2009

Aldeias de Chaves - Portugal

Curalha, antiga estação da CP

 

.

 

.

 

Castelo

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 01:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|  O que é?

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
14

22
23

24
25
26
27
28
29
30


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. Castelo - Chaves - Portug...

. Cidade de Chaves, um olha...

. De regresso à cidade

. Cidade de Chaves - Identi...

. Chaves, uma imagem com ca...

. Mais uma imagem com a mar...

. El Contador do Castelo Pa...

. Apenas uma imagem - Chave...

. El Contador do Castelo

. El contador do Castelo

. Nocturnas de duas torres

. Hoje não há (tempo para) ...

. El contador das obras do ...

. Chaves de Ontem de de Hoj...

. Aldeias de Chaves - Portu...

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites