Segunda-feira, 9 de Outubro de 2017

O Barroso aqui tão perto - As Três Penedas

1600-azevedo (6)

montalegre (549)

 

Aquando iniciei esta peregrinação pelas aldeias do Barroso, muni-me de alguma informação. Primeiro de um mapa que eu tinha do Alto-Tâmega, que em tempos fui fazendo no meu tempo livre a partir dos mapas dos vários concelhos do agrupamento. Mapas que o então GATAT tinha para orientação e trabalhos dos técnicos dessa entidade. Parti do principio que estaria correto, mas cedo fui dando conta que nele havia algumas omissões e erros que fui corrigindo.

 

1600-peneda-cima (1)

 

Quando parti para o terreno era esse o mapa que tinha como referência, mas no entretanto consegui no EcoMuseu do Barroso um mapa turístico, edição da Câmara Municipal de Montalegre, onde além das localidades são assinados 105 pontos de interesse. Claro que em relação ao meu mapa é muito mais útil, principalmente pelo alerta para os pontos de interesse de cada localidade.

 

1600-peneda-cima (7)


Mas só a cartografia para partir à descoberta do Barroso, embora muito útil, é pouco. Consegui depois uma listagem dos CENSOS 2011 - INE com todas as localidades do Concelho de Montalegre e respetivas freguesias (ainda sem a união de algumas). Entre outra informação escrita e gráfica, antes de partir para o terreno, faço um itinerário prévio, e aí estudo exaustivamente a fotografia aérea do Google Earth. Depois é só cruzar a informação e arrancar para o terreno.

 

1600-peneda-cima (17)

Vista desde Peneda de Cima para a Serra do Gerês e aldeia de Lapela


Para o itinerário onde obtive a informação de hoje, após cruzar a informação disponível, incluí a aldeia de Peneda, que não estava no meu mapa, nem no mapa turístico que obtive no EcoMuseu do Barroso, mas que constava nas localidades do CENSOS como pertencente à freguesia de Covelo do Gerês e que também aparecia no Google Earth.

 

1600-peneda-cima (13)


No itinerário desse dia tinha programado iniciar por Ponteira, seguindo para São Bento de Sexta Freita e a seguir incluí a aldeia de Peneda. E assim foi para as duas primeiras aldeias. No entanto ao chegar à Peneda, a placa de estrada da entrada da aldeia indicava Peneda de Cima. Ora se havia Peneda de Cima, também deveria existir a Peneda de Baixo. Por sorte tínhamos lá um habitante da aldeia a quem perguntar, e, além de confirmar a nossa suspeita, acrescentou-lhe ainda outra Peneda, a Peneda do Meio, que ficava alí logo a seguir...

 

1600-peneda-cima (14)


Pensávamos nós que íamos para a Peneda e acabámos por ir a três Penedas. Habitualmente fazemos um post por aldeia, mas hoje, o post, será também dedicado às três Penedas, com fotografias repartidas, mas no restante, o texto, será para as três aldeias, não só por partilharem o mesmo topónimo, mas também por partilharem as suas características, à exceção das coordenadas, que aí cada uma terá as suas, e um ou outro pormenor que no decorrer desta escrita e da informação disponível, seja sugerido.

 

1600-peneda-cima (21)

 

Dado que partimos de São Bento de Sexta Freita para as Penedas, a abordagem às mesmas foi feita pela ordem que nos aparecia na estrada, ou seja, primeiro entrámos e Peneda de Cima, depois passámos para a Peneda do Meio e a seguir a Peneda de Baixo. As fotografias também vão aparecer por esta ordem. Na passagem de uma para outra Pededa avisaremos, ou melhor, avisamos já, pois as primeras sete fotos que deixámos para trás são todas da Peneda de Cima. A seguir temos o nosso mapa e após este as imagens passarão a ser da Peneda do Meio.

 

mapa-penedas.jpg

 

E fica o mapa porque vamos passar já à Localização das Penedas e ao itinerário proposto para chegar até lá, como sempre a partir da cidade de Chaves. Sempre que vamos até ao Barroso de Montalegre, há três itinerários possíveis, ou sejam o da Estrada do S.Caetano/Soutelinho da Raia, o da Estrada Nacional 103 (Estrada de Braga) e o da EN 103 até Sapiãos e a partir de aí, via Boticas e Salto, pela R311. Desta vez, como o itinerário tinha início em Ponteira, decidimo-nos pela Estrada do S.Caetano até Montalegre e a partir de aí pela Estrada Nacional interior que se vai desenvolvendo junto ao Rio Cávado, a Nacional 308. A referência para esta estrada pode ser a Barragem de Paradela e a partir desta (sem atravessar o paredão da barragem) basta seguir as placas.

 

1600-peneda-meio (6)

 

Para chegarmos às Penedas, após Ponteira, temos São Bento de Sexta Freita. Aqui temos de abandonar a R311 e entrar nesta aldeia, sem voltar atrás, pois para as Penedas o caminho é para a frente, basta seguir a única estrada que sai da aldeia.

 

1600-peneda-meio (22)

 

Ficam as coordenadas de cada Peneda bem como a altitude, esta para compreender o porquê dos seus apelidos de Cima, do Meio e de Baixo.


Coordenadas da Peneda de Cima:
41º 44' 08.75"N e 7º 59' 14.57"O - Altitude 609m


Coordenadas da Peneda do Meio:
41º 44' 18.87"N e 7º 59' 18.34"O - Altitude 534m


Coordenadas da Peneda de Baixo:
41º 43' 58.95"N e 7º 59' 44.10"O - Altitude 465m

 

1600-peneda-meio (13)

 

Pelas altitudes e coordenadas, facilmente percebemos que já estamos no Baixo Barroso, a descer para terras do Alto Minho, aliás isso é bem notório na paisagem onde as Penedas estão, embora as vistas que se lançam a partir delas sejam para a aspereza da Serra do Gerês.

 

1600-peneda-meio (4)

 

Passemos ao topónimo. Ao sabermos que as nossas aldeias de hoje estão integradas no Parque Nacional da Peneda-Gerês, quase somos tentados a dizer que são estas que contribuem para o nome do parque. Bem poderia ser, mas não é, pois quem dá o nome ao parque são as serras onde o parque começa e acaba, ou seja o parque começa na Serra da Peneda e depois de passar pela Serra do Soajo e a Serra Amarela, termina na Serra do Gerês.

 

1600-peneda-meio (23)

 

Pois quanto ao topónimo, o melhor é mesmo irmos até à "Toponímia de Barroso" onde consta:

"Penedas
Terá surgido do plural neutro singularizado Pinheta < de pinha equivalente a Penna, que significa "pedra", rocha. O local é mesmo um monte penhascoso, dir-se-á, uma ribanceira rochosa sobre o Cávado que levou à disposição das moradias em três grupos a que hoje se chama já Peneda de Cima, do Meio e de Baixo. Não consta das inquirições mas é provável que houvesse por ali algumas das casas referenciadas na freguesia de Covelo do Gerês."

 

1600-azevedo (30)

1600-peneda-baixo (12)

 

As fotos anteriores já são da Peneda de Baixo.


Voltando àquilo que se diz na toponímia de Barroso a respeito das Penedas. Ora nem sempre temos de concordar com aquilo que se escreve, e neste caso das Penedas não concordo mesmo com aquilo que é dito. Aliás as fotografias que deixo dão para ver que nem penhascos, nem ribanceiras rochosas. Da outra margem do Cávado, em frente às Penedas, isso já é verdade.

 

1600-peneda-baixo (8)

1600-peneda-baixo (9)

 

Pois quanto às minha pesquisas, para além do que consta na "Toponímia de Barroso" e uma referência apenas ao topónimo de Penedas da freguesia de Covelo do Gerês no livro "Montalegre", de resto mais nada, e tal como atrás disse, no mapa turístico que a Câmara Municipal distribui no EcoMuseu, as Penedas nem sequer existem, e é pena, pois as Penedas, qualquer uma delas, mas o conjunto muito mais, mereciam estar nos roteiros turísticos do Barroso.

1600-peneda-baixo (5)

1600-peneda-baixo (6)

 

Existe no entanto, no facebook, um perfil sobre as Penedas, intitulado "Aldeia da Peneda ou três Peneda, Concelho de Montalegre", cujo link é fica aqui:


https://www.facebook.com/Penedas/


Onde se podem encontrar muitas fotos e coisas do dia-a-dia das Penedas. Assim se quiser saber mais alguma coisa sobre as Penedas, nem há como passar por lá.

 

1600-peneda-baixo (11)

 

Já deram conta que algumas fotos são apresentadas duas a duas. Isto porque pensávamos encontrar alguns escritos sobre as Penedas, mas não encontrámos. Assim, mais uma vez ficam as nossas habituais impressões sobre estas aldeias.

 

1600-peneda-baixo (2)

 

Pois, talvez ainda antes de entrarem nas três Penedas, eu recomendava vê-las desde o outro lado do Rio Cávado, desde a aldeia de Azevedo ou de Lapela, aldeias vizinhas para as quais as Penedas lançam vistas. Nas imagens que ficam atrás, as panorâmicas sobre as Penedas são tomadas desde a aldeia de Azevedo. Há no entanto uma foto que é tomada desde a Peneda de Cima que lança vista sobre a Serra do Gerês e sobre a aldeia de Lapela.

 

1600-peneda-baixo (1)

 

Pelo que atrás disse, as vistas desde as Penedas são vistas a não perder, e o contrário também é verdade, as vistas sobre as Penedas. Depois de vistas lançadas para e desde mais longe, aí sim, há que entrar nas Penedas e apreciar os pormenores. Os espigueiros, os verdes dos campos e da floresta, o casario tradicional. Não conseguimos descer ao Cávado, onde existe uma ponte e pela certa a habitual água cristalina a que os rios do Barroso já nos habituaram, e quem sabe, quase pela certa, alguns rápidos e pequenas cascatas. Fica para uma próxima oportunidade. Para finalizar, se como nós gosta de descobertas, não deixe de descobrir as Penedas, pois não se vai arrepender. Espero que as fotos convidem a isso mesmo, mas como sempre, uma coisa são imagens de fotografia e outra é viver estes locais. Estar lá, respira o seu ar, conversar um pouco com os seus habitantes.

1600-peneda-baixo (16)

 

E agora só restam as habituais referências e links para as anteriores abordagens ao Barroso.

 

Bibliografia
BAPTISTA, José Dias, (2014), Toponímia de Barroso. Montalegre: Ecomuseu – Associação de Barroso

 

Um Sítio para consultar
https://www.facebook.com/Penedas/

 

Links para anteriores abordagens ao Barroso:


A
A Água - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-a-agua-1371257
Algures no Barroso: http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-1533459
Amial - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-ameal-1484516
Amiar - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-amiar-1395724
Antigo de Sarraquinhos - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-antigo-de-1581701
Arcos - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-arcos-1543113

 

B
Bagulhão - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-bagulhao-1469670
Beçós - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-becos-1574048
Bustelo - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-bustelo-1505379

 

C
Cambezes do Rio - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-cambezes-do-1547875
Caniçó - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-canico-1586496
Carvalhais - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-carvalhais-1550943
Castanheira da Chã - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-castanheira-1526991
Cepeda - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-cepeda-1406958
Cerdeira - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-cerdeira-1576573
Cervos - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-cervos-1473196
Contim - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-contim-1546192
Cortiço - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-1490249
Corva - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-corva-1499531

 

D
Donões - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-donoes-1446125

 

F
Fervidelas - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-fervidelas-1429294
Fiães do Rio - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-fiaes-do-1432619
Fírvidas - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-firvidas-1466833
Frades do Rio - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-frades-do-1440288

 

G
Gralhas - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-gralhas-1374100
Gralhós - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-gralhos-1531210

 

L
Ladrugães - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-ladrugaes-1520004
Lapela - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-lapela-1435209
Larouco - Um olhar sobre o Larouco - http://chaves.blogs.sapo.pt/2016/06/19/

 

M
Meixedo - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-meixedo-1377262
Meixide - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-meixide-1496229
Mourilhe - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-mourilhe-1589137

 

N
Negrões - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-negroes-1511302
Nogeiró - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-nogueiro-1562925

 

O
O colorido selvagem da primavera http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-o-colorido-1390557
Olhando para e desde o Larouco - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-olhando-1426886
Ormeche - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-ormeche-1540443

 

P
Padornelos - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-padornelos-1381152
Padroso - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-padroso-1384428
Paio Afonso - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-paio-afonso-1451464
Parafita: http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-parafita-1443308
Pardieieros - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-pardieiros-1556192
Paredes de Salto - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-paredes-1448799
Paredes do Rio - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-paredes-do-1583901
Pedrário - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-pedrario-1398344
Penedones - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-penedones-1571130
Pereira - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-pereira-1579473
Pomar da Rainha - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-pomar-da-1415405
Ponteira - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-ponteira-1481696

 

R
Reboreda - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-reboreda-1566026
Roteiro para um dia de visita – 1ª paragem - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-roteiro-1104214
Roteiro para um dia de visita – 2ª paragem - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-roteiro-1104590
Roteiro para um dia de visita – 3ª paragem - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-roteiro-1105061
Roteiro para um dia de visita – 4ª paragem - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-roteiro-1105355
Roteiro para um dia de visita – 5ª paragem, ou não! - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-roteiro-1105510

 

S
São Ane - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sao-ane-1461677
São Pedro - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sao-pedro-1411974
Sarraquinhos - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sarraquinhos-1560167
Sendim - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sendim-1387765
Senhora de Vila Abril - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-senhora-de-1553325
Sezelhe - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sezelhe-1514548
Solveira - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-solveira-1364977
Stº André - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-sto-andre-1368302

 

T
Tabuadela - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-tabuadela-1424376
Telhado - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-telhado-1403979
Travassos da Chã - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-travassos-1418417

 

V
Vilar de Perdizes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1360900
Vilar de Perdizes /Padre Fontes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1358489
Vilarinho de Arcos - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilarinho-1508489
Vilarinho de Negrões - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilarinho-1393643
Vilaça - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilaca-1493232
Vilar de Perdizes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1360900
Vilar de Perdizes /Padre Fontes - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilar-de-1358489
Vilarinho de Negrões - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-vilarinho-1393643

 

X
Xertelo - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-xertelo-1458784

 

Z
Zebral - http://chaves.blogs.sapo.pt/o-barroso-aqui-tao-perto-zebral-1503453

 

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 02:41
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. O Barroso aqui tão perto ...

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites