Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

Flavienses por outras terras

Banner Flavienses por outras terras

 

Sérgio Lousada

 

Nesta crónica do espaço “Flavienses por outras terras” vamos até à Ilha da Madeira.

 

Na cidade do Funchal vamos encontrar o Sérgio Lousada.

 

Cabeçalho Sérgio Lousada.png

 

Nos tempos de estudante, em Chaves, que escolas frequentou?

Frequentei a Escola Básica do 1º Ciclo do Caneiro, entre 1987 e 1991; a Escola Básica do 2º e 3º Ciclos Nadir Afonso, entre 1991 e 1996; e o Liceu Fernão de Magalhães, entre 1997 e 1999.

 

Em que ano e por que motivo saiu de Chaves?

Saí de Chaves em 2013 por falta de aposta, crédito por parte da direção da empresa onde exercia profissionalmente, que nunca considerou ninguém da “terra” para chegar ao topo da hierarquia.

Foram também motivos a minha ambição profissional e o facto de não ter medo de enfrentar novas condições de trabalho, bem como a recessão económica e profissional que se vivia em 2013.

 

Em que locais já viveu ou trabalhou?

Em Paris, entre 1981 e 1987; em Chaves, entre 1987 e 1999; em Guimarães, entre 1999 e 2004; novamente em Chaves, entre 2004 e 2013; e no Funchal, desde 2013 até aos dias de hoje.

 

Diga-nos duas recordações dos tempos passados em Chaves:

Primeiro, os tempos em que frequentei a Escola Básica do 1º Ciclo do Caneiro, onde passei parte da minha infância e desenvolvi amizades que ainda hoje mantenho e que muito prezo.

 

Depois, os tempos que aproveito em Chaves para acompanhar o Grupo Desportivo de Chaves (e já o faço desde pequenino, ainda andava na Escola Básica do 1º Ciclo do Caneiro), pois de facto é nos dias de hoje o único representante que enquadra com alguma frequência a cidade de Chaves no mapa de Portugal. Com este tópico criei uma rede de amigos de dimensão considerável, mas que têm algo em comum, um bichinho que nos torna a todos “Valentes Transmontanos”, que nos leva a acompanhar a nossa equipa por todo o lado.

 

Proponha duas sugestões para um turista de visita a Chaves:

Os monumentos históricos da cidade, e sem ordem de importância ou sem me querer esquecer de algum, irei destacar a Ponte Romana, a Torre de Menagem, as Termas de Chaves, o Forte de São Francisco, o Forte de São Neutel…

A nossa gastronomia local, e neste ponto não faço referências porque não quero prejudicar ou beneficiar nenhuma entidade.

 

Estando longe de Chaves, do que é que sente mais saudades?

Dos familiares (mãe e irmã) e amigos, dos tempos que passei com ambos. Saudades dos grupos de amigos com quem praticava alguma atividade desportiva (futsal) no velho gimnodesportivo de Chaves, que refira‐se tem muitas poucas condições para tal (inerência política).

 

Com que frequência regressa a Chaves?

Desloco-me regularmente, quase de mês a mês.

 

O que gostaria de encontrar de diferente na cidade?

Em relação a este campo teria muito que ressalvar, mas de forma sucinta vou referir o que gostava que ocorresse futuramente, porque até agora aquilo que foi feito na cidade de Chaves em nada ou praticamente nada melhorou a vida dos Flavienses.

 

A política deve ser usada para possibilitar o bem-estar e o desenvolvimento local, bem como para dinamizar a atratividade a terceiros pela nossa cidade. E aquilo que vou observando é que a cidade de Chaves se tornou numa cidade fantasma, que serve interesses de terceiros, onde não existem serviços de diversos setores, que em muito condicionam o bem-estar dos residentes locais. Poderia citar muitos exemplos, mas vou referir o facto de possuirmos em Chaves um hospital que equivale a um centro de saúde, não conseguirmos estimular o Ensino Superior, ficarmos sem uma série de serviços básicos que vemos fugir por ordem do poder central. Pressuponho que em função disto os habitantes de Chaves serão portugueses de segunda ou inevitavelmente as políticas que regem o nosso concelho são inadequadas.

 

A maior parte da juventude da nossa cidade para poder desenvolver uma atividade profissional teve de deixar a sua zona de conforto, dentro de Portugal ou mesmo para o exterior.

 

O que gostaria de ver em Chaves seria pessoas capazes de defenderem os reais interesses do povo Flaviense, e não somente preocupados com a sua imagem. Um bom político não deve ser reconhecido pela sua imagem, mas sim pelo que faz e desenvolve em função do cargo que exerce, pela defesa exaustiva dos interesses de quem o elegeu, sem ter ou denotar medo em relação ao poder central. Destes, em Chaves, reconheço muito poucos.

 

Posto isto, gostaria de ver em Chaves uma melhoria significativa dos serviços de saúde (estimular o Hospital local), serviços de ensino (dinamizar o Ensino Superior, criar cursos superiores devidamente conectados com o tecido empresarial, com empregabilidade local garantida), serviços empresariais (maximizar a instalação de empresas na zona industrial de Outeiro Seco), serviços desportivos (criar instalações desportivas, pois as existentes estão estagnadas no tempo), acessos rodoviários (pois apesar de existir auto estrada até Chaves, esta tem preços exorbitantes para a sua utilização frequente), medidas que visem dinamizar a fixação da nossa juventude em Chaves.

 

Mais teria para referir, mas ficarei por aqui, ressalvando que nada tenho contra os políticos ou pseudo-políticos locais.

 

Gostaria de voltar para Chaves para viver?

Possuo residência em Chaves. Não posso garantir o dia de amanhã, estou sempre predisposto a novos projetos profissionais, podendo estes passar pelo exercício profissional em Chaves ou não. Como será lógico em função do perfil profissional que exerço nos dias de hoje não serei facilmente enquadrável no tecido empresarial (público/privado) da nossa cidade. Portanto, à falta de melhor, terei que aguardar mais alguns anos, até à suposta reforma!

 

Funchal.JPG

 

O espaço “Flavienses por outras terras” é feito por todos aqueles que um dia deixaram a sua cidade para prosseguir vida noutras terras, mas que não esqueceram as suas raízes.

 

Se está interessado em apresentar o seu testemunho ou contar a sua história envie um e-mail para flavienses@outlook.pt e será contactado.

 

Rostos até Sérgio Lousada.png

 

 

 

 

´
publicado por Fer.Ribeiro às 00:43
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

.Fotos Fer.Ribeiro - Flickr

frproart's most interesting photos on Flickriver

.meu mail: blogchavesolhares@gmail.com

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


23
24
25

26
27
28
29
30


.pesquisar

 
ouvir-radioClique no rádio para sintonizar

 

 

El Tiempo en Chaves

.Facebook

Fernando Ribeiro

Cria o teu cartão de visita Instagram

.subscrever feeds

.favorito

. Solar da família Montalvã...

.posts recentes

. Flavienses por outras ter...

blogs SAPO

.Blog Chaves no Facebook

.Veja aqui o:

capa-livro-p-blog blog-logo

.Olhares de sempre

.links

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

Add to Technorati Favorites