Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves - Jardim do Tabolado

16.01.07 | Fer.Ribeiro

.

As margens dos rios sempre atraíram as pessoas. Então se as margens estiverem tratadas atraem muito mais. Sempre foi o que aconteceu com o Tabolado, mesmo com os seus altos e baixos ao longo dos tempos, sempre atraiu os flavienses e quem nos visita.

 

Todo o pessoal da minha geração e gerações anteriores recordam com certeza o encanto que foi inaugurar o primeiro jardim do Tabolado, aquele que ao lado dos bancos de madeira (que alguns ainda resistem) tinham os candeeiros-cogumelos. Inaugurado o novo espaço, começa também a sua atribulada (embora ainda jovem) vida, para o bem e para o mal.

 

Para o bem - a demolição de todas as construções antigas (garagem moderna, e todas as construção existentes na antiga rua) e o alargamento do jardim em direcção à cidade.

 

Para o mal - tudo o resto que lá foi feito. Os campos de ténis, as piscinas e a realização de algumas edições das Feiras de Santos (que quase o destruíram).

 

Indiferente - embora admita que polémica, a construção em madeira (que foi demolida com as últimas obras) e terminou como T Bar. Como indiferente seria se tivesse sido integrada no projecto actual, pois já começava a ser tradição o espaço de diversão nocturna e as noite terminadas no T Bar.

 

Inevitáveis - mas a meu ver também polémicas, as recentes obras que se levaram a efeito e estão na primeira fase.

 

Mas analisando e se tivermos como termo de comparação o que existia antes das obras, o jardim actual termina com saldo é positivo, só é pena que o tratamento das margens, como espaço pedonal e de passeio que o é por excelência, não se prolongue pelas duas margens entre as três pontes, e claro a tal ponte pedonal a ligar as duas margens.

 

Bem, pormenores à parte, é um regalo ir até lá aos fins-de-semana e ver tanta gente, de todas as gerações, num constante vai e vem nos seus passeios por estes passeios da margem do rio, além de (claro) o parque infantil estar quase sempre lotado de gente pequena.

 

E agora as penas – Pena é que os graffitis  e grafiteiros já tenham invadido o local e pior ainda, os outros vândalos,  que já começaram a destruir bancos e peças do parque infantil, além das que a miudagem vai danificando com o uso, o que faz com que termine este post com um reparo a quem de direito. Construir sim, mas depois também é preciso manter e policiar, principalmente no parque infantil onde já existem autênticas ratoeiras para os putos indefesos… não venham depois culpar os pais.

 

Até amanhã, acho que na cidade antiga!

 

1 comentário

Comentar post