Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Curriculum Vitae da Nossa Top Model

05.02.07 | Fer.Ribeiro

.

Muitas vezes aqui na blogosfera flaviense se tem falado da nossa Top Model, mas que eu saiba, nunca ainda ninguém deixo aqui o seu curriculum vitae completo.

 

Pois, acho que já é tempo de deixar aqui o seu curriculum vitae, ainda para mais quando a nossa Top Model já não é propriamente uma jovem.

 

Curriculum Vitae

 

Nome completo: Ponte de Trajano,  popularmente conhecida por Ponte Romana.

Filha de Marco Úlpio Nerva Trajano e de Roma, teve como ama desde a nascença Aquae Flaviae e os aquiflavienses que a ajudaram a nascer num demorado parto, pois talvez concebida no ano 73 antes de Cristo, só por volta do ano 100 depois de Cristo é que ela se deu a ver em toda a sua plenitude.

 

Nasceu com 140m de comprimento e 18 arcos. Desde cedo que se lhe conheceram os seus dotes na arte da passagem, que ainda hoje mantém. De tanto ser passerelle passou ela mesma a Top Model, que de tanta fama e beleza ter alcançado foi condecorada com o título de Ex-libris de Aquae Flaviae, hoje cidade de Chaves.

 

Casou cedo com o Rio Tâmega, de quem lhe são conhecidas muitas filhas, duas delas flavienses.

 

Claro que para manter a fama e a beleza e não acusar no seu corpo a idade, já foi submetida a algumas intervenções cirúrgicas, algumas simples como quando nos finais do século 19 lhe fizeram alguns implantes capilares, substituindo-lhes as velhas pedras por gradeamentos em ferro no penteado, e algumas mais profundas e sérias, com risco da própria vida, como a que sofreu no século 16, após um banho de banheira cheia que o Tâmega lhe deu, e que de tão violento e demorado que foi, lhe desfez alguns arcos que lhe foram repostos com sucesso. Fora essas intervenções são-lhe conhecidas algumas lipoaspirações de arcos. Pelo menos dois arcos completos já foram lipoaspirados, e parcialmente meia dúzia deles, mantendo actualmente 9 arcos sobre o rio e 3 descobertos sobre terra. Os restantes foram como que comidos por violação (e sem leviandade por parte da Top Model) por homens de dinheiro e sem escrúpulos, que até as suas casas lhes plantaram em cima. Mas de uma coisa estou certo, passou por várias intervenções, foi maltratada e tratada, violaram-na, taparam-lhe os arcos mas nunca recorreu ao silicone nem implantes artificiais e ainda hoje se mantém rija como um pêro e faz inveja às filhas, que muito mais novas, presumem de jovens, modernas e trigueiras… Que presumam à vontade, pois não troco as  suas duas filhas flavienses (Ponte Nova e de S.Roque) nem todas as filhas do Tâmega juntas por um só arco que seja desta “jovem” e madura Ponte de Trajano, mesmo com os seus 2000 anos de idade.

 

Perguntem ao Tâmega como é?

 

E hoje a brincadeira termina aqui. Uma brincadeira de imagem e palavras, mas uma brincadeira séria e com todo o respeito que a nossa Top Model e rio Tâmega me merecem e, que me desculpem os eruditos da história, a mesma que levada a sério, sempre me provocou muito sono.

 

Até amanhã, com ou sem brincadeira, séria ou não, é em Chaves, de certeza!

 

6 comentários

Comentar post