Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Todos pra rua!

20.02.07 | Fer.Ribeiro

.

Ultimas notícias

 

A luta pelo Hospital de Chaves continua.

 

Hoje a TSF durante todo o dia anunciava as posições contra o Ministro da Saúde de Vila Pouca e Chaves e anunciava também que todos os municípios do Alto Tâmega se iriam manifestar na próxima quarta-feira, nas respectivas localidades. A par desta notícia tornava também públicas as arrogantes palavras (pelo menos eu assim as entendi), de Luís de Campos, presidente da Comissão Técnica que propõe roubar-nos as urgências e que rezavam mais ou menos assim: - “ …os autarcas não se devem meter em questões de saúde…” Além das barbaridades das afirmações do sr. Campos, eles, os da Comissão é que sabem, eles é que conhecem os nossos concelhos, as nossas estradas, as nossas carências, as nossas vidas, e além de as conhecer, mandam nelas, mesmo que nunca tivesse saído de Lisboa, é para isso que são doutores de comissões técnicas e foi para isso que o Ministro da Saúde os contratou e lhes pagou e, é também por isso que o sr. Ministro diz que eles (a comissão) é que sabem. Ignorantes, digo eu, das nossas realidades.

 

Está mais que confirmada a concentração nas Freiras às 10 horas de Quarta-Feira e há poucas horas, reuniram mais uma vez as associações e forças vivas da cidade para delinear estratégias a seguir após a concentração.

 

Já é sabido também que todos os municípios do Alto Tâmega estão em luta e três deles, Valpaços, Boticas e Montalegre, com a nossa luta pela manutenção das urgências medico-cirúrgicas, aliás luta que também é a deles porque também eles são servidos pelas nossas urgências.

 

Então confirma-se a concentração nas Freiras às 10 horas de Quarta-Feira e segundo consegui apurar dos resultados da reunião de ontem, a partir das 11 horas ficou decidido que começam algumas movimentações, um bocado confusas já em si, mas pela certa que vão criar ainda alguma que pode até ser muita confusão.

 

Então segundo compreendi é assim:

 

Após a concentração nas Freiras e por volta das 11 horas,

 

- Os habitantes da margem direita do rio (Stª Mª Maior e restantes freguesias) arrancam em caravana automóvel, via E.N.2, até à fronteira;

 

- Os da margem esquerda, via A24 arrancam até Vidago;

 

-  Em simultâneo o concelho de Valpaços arranca, via EN 213 para a Madalena (em Chaves),

 

- Os de Vila Pouca, via E.N. 2 arrancam em direcção a Vidago;

 

- Por sua vez os de Boticas, via A24, arrancam para Vidago;

 

- Os de Ribeira de Pena, via A24, arrancam também em direcção a Vidago;

 

Quanto ao pessoal de Montalegre, não consegui apurar se participam ou não.

 

Foi isto o que consegui apurar, e penso não estar a passar informações erradas, de qualquer forma, na concentração das Freiras tudo será esclarecido.

 

O plano parece confuso, mas estou em crer que irá resultar, mas para isso é necessária a participação de todos nós flavienses e também de todos os concelhos vizinhos do Alto-Tâmega.

                                                                

 

Ao que consegui apurar não estão previstos cortes de estradas, nem da fronteira, nem da A24, nem qualquer outro acto ilegal, apenas confusão (muita), entupimentos (naturais) e legais que a quantidade de pessoas e viaturas irão causar e estão também criadas todas as condições para em conjunto todos dizer Basta Já, estamos fartos que nos roubem, estamos fartos de ser considerados cidadãos de segunda, não nos basta já a nossa interioridade. Basta e Basta Já.

 

Estarei atento a novas notícias, entretanto contem com a “reportagem” de quarta-feira.

 

Da minha parte, até já!

 

4 comentários

Comentar post