Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves Rural - Matosinhos

05.11.06 | Fer.Ribeiro
matosinhos.jpg

E como é Domingo, vamos até mais uma aldeia do nosso concelho.

Matosinhos é a aldeia de hoje. Pertence à freguesia de Stª Leocádia, fica a 15 quilómetros de Chaves e o acesso à aldeia (a partir de Chaves) é feito pela E.N. 314 que liga Chaves a Carrazedo de Montenegro. No Carregal, deixa-se a E.N.314 e apanha-se a E.M.613-1 em direcção a Adães, depois segue-se até Stª Ovaia e logo a seguir temos Matosinhos – é só seguir as indicações informativas das placas.

Matosinhos é uma aldeia rural de montanha, no mais puro que a montanha oferece e como aldeia de montanha segue as características da maioria das aldeias rurais – pouca população e envelhecida que sobrevive do que a terra dá (castanha, floresta e o que se cria por casa), alguns emigrantes e por aí fora… e quase poderia dizer que não é excepção à regra, mas neste caso há uma excepção – a Quinta do Real.

A quinta do Real, cuja construção do casario remonta aos finais do Século XVI e que há poucos anos atrás foi recuperada e adaptada para o Agro-Turismo é a tal excepção à regra e da qual, os naturais de Matosinhos se devem sentir orgulhosos, suponho, pois a beleza do conjunto faz render qualquer um e é digna de ser apreciada, e falo só do que pude apreciar do exterior, pois infelizmente não conheço o seu interior, mas suponho que é dotada da mesma dignidade que o exterior nos brinda.

E já agora passo à publicidade, gratuita e independente, pois foi o que consegui retirar no que está disponível na NET: A Quinta do Real, classificada no Agro-Turísmo, dispõe de 10 quartos duplos e além do que é comum neste tipo de turismo e oferta, dispõe ainda de piscina (para o verão – claro) BTT, cavalos, tiro aos pratos, capela e actividades agrícolas, recomendado, penso eu, para quem gosta deste tipo de turismo rural.

E hoje, com a Quinta do Real, abro aqui também uma nova rubrica neste blog – o Turismo Rural, pois penso eu que é uma boa maneira de bem recuperar e entrar no que de interessante há no nosso meio rural. Prometo ir por aí mais vezes e até fazer-lhes a devida publicidade, pois o que temos de bom, acho eu que o devemos recomendar, principalmente quando entra no mais rural que o concelho tem para oferecer, e há tanta coisa para oferecer…

E já que estou em maré de ofertas, amanhã prometo oferecer-vos mais um olhar sobre a cidade histórica de Chaves, que já vem, recorde-se, desde a velhinha Aquae Fláviae e isto é publicidade enganosa, pois já sabem que eu estou por aqui todos os dias.

Até amanhã!

1 comentário

Comentar post