Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves Rural - Vilar de Izeu I

04.11.06 | Fer.Ribeiro
vilar-izeu1.jpg

E porque hoje é sábado vamos até mais uma aldeia. Hoje calho a sorte a Vilar de Izeu.
Vilar de Izeu, pertence à freguesia de Oucidres e fica a 17 quilómetros de Chaves e tem como coordenadas 41.750 de Latitude, -7.317 de Longitude e 751m de altitude. O acesso à aldeia (tendo como referência Chaves-cidade) faz-se a partir da Estrada Nacional 103 com duas alternativas, uma com desvio nas Assureiras do Meio, via Avelelas e outra com desvio na Bolideira, via Bobadela. Em termos de características gerais, é uma aldeia de montanha, que comunga ares de terras de Monforte e também transição para o concelho de Valpaços, com o qual as suas terras fazem fronteira.
Tal como todas as aldeias de montanha, é uma aldeia que vai sobrevivendo da agricultura de subsistência e de uma população escassa e envelhecida, apenas enriquecida no mês de Agosto com as férias de alguns emigrantes.
Na minha pesquisa sobre a aldeia, descobri ainda uma lenda, que reza assim: “Vilar de Izeu, pequeno povoado com uma capelinha da devoção a São Tomé. Conta a lenda que este Santo e Santo André eram irmãos, e que um dia, este último, muito aborrecido com a preguiça dos habitantes da sua freguesia, resolveu abandonar o altar para ir procurar outra freguesia melhor. Quando chegou ao sítio das Almas, no caminho para Vilar de Izeu, encontrou Santo André, que tinha procedido de igual forma e pelos mesmos motivos. Conversaram um com o outro e concluíram que o melhor era mesmo continuar nos seus templos, a missionar e lutar contra a preguiça, porque afinal os paroquianos sofriam todos do mesmo mal. Decidiram conservar se nos seus postos onde permanecem até aos dias de hoje.”

E depois da caracterização possível da aldeia e da lenda, fica também um pormenor, daqueles que desperta o click do fotógrafo, mas esse, fica para o post seguinte.

4 comentários

Comentar post