Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Vilela Seca

28.04.07 | Fer.Ribeiro

.

 

Vilela Seca é uma terra de contrates, muitos, principalmente no que diz respeito a velho-novo,  a bonito-feio e a abandonado-recuperado.
 
Forçosamente nem tudo que é velho é feio ou abandonado e, o contrário também se aplica, mas também não é menos certo que há por lá coisas velhas e abandonadas que são bonitas. Claro que há o novo, habitado e feio, mas também há os casos do velho, recuperado e bonito.
 
É como a história da Igreja velha, no centro da aldeia, uma bela construção que rebentava pelas costuras de fiéis e que o padre abandonou e partiu para a construção de uma nova igreja, muito maior, na entrada da aldeia. A igreja velha, despojada de santos e haveres está em ruínas e a nova, cheia de haveres e santos, não tem fiéis.
 
É contudo uma aldeia interessante, com um núcleo bonito, abandonado mas com algumas recuperações e onde se podem encontrar verdadeiras obras de arte da construção antiga e tradicional, das ricas e das pobres, mas que hoje são verdadeiros tesouros dignos de serem apreciados e até estudados por quem hoje só vê betão do armado à sua frente e que matou de vez os velhos mestres da antiga arquitectura tradicional.
 
Hoje fica um exemplo de mestria dessa tal antiga arquitectura tradicional, que embora e pela certa de uma casa pobre, tem toda a riqueza de pormenores.
 
Até amanhã, noutra aldeia do concelho.