Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves - Tocaram os sinos da Matriz

10.05.07 | Fer.Ribeiro

.

 

Nos anos 70 costumavam passar na televisão e também no cinema filmes italianos, ainda a preto e branco. Lembro-me de um, cujo actor era Ferdinand Fernandel, cuja personagem era um padre e que na praça da vila queria que o relógio da igreja tocasse primeiro as horas, que o relógio da Câmara. Para isso adiantava o relógio. O presidente da Câmara, como também queria que o seu relógio tocasse primeiro, adiantava-o também. De hora a hora, ora era um ora era outro o relógio que tocava primeiro. E tanto adiantaram os relógios, que passados uns dias já levavam umas boas horas de adianto… tudo isto para chegar à imagem de hoje, é que a localização da nossa igreja e da nossa câmara, frente a frente, fazem-me recordar sempre esse filme, embora no nosso caso só haja relógio na Câmara, mas há sinos nas respectivas “torres” e até já houve um tempo em que tocavam e o nosso Padre nem sequer tem relógio e o nosso Presidente, embora o tenha, esquece-se muitas vezes de lhe dar corda.
 
Pois e enquanto o relógio da Câmara tanto trabalha como não e o tocar do sino já há muito que passou à história, há três dias atrás os sinos da igreja soaram de novo e repetidamente algumas melodias, que até deixaram o pessoal das redondezas a perguntar – O que se passa!?
 
Claro que na nossa cidade um acontecimento destes é notícia e até serve de tema para começar uma nova conversa, mas o importante mesmo era saber-se afinal o que se estava a passar com os sinos da igreja e, logo o diz-que-diz , disse que estavam a ser afinados para serem automatizados… seja lá isso o que for e para o que seja, que toquem os sinos, pois é para isso que eles lá estão e já agora, porque não dar corda ao relógio da Câmara.
 
Até amanhã, em Chaves, claro!

4 comentários

Comentar post