Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves e as tentações

26.06.07 | Fer.Ribeiro

.

 

Atravessar o rio e desfrutar da Top Model é sempre uma tentação.
 
Quando era estudante do Liceu era também obrigatório ir todos os dias ao Jardim das Freiras, em tempo de aulas porque era o nosso recreio e em tempo de féria porque era lá que tudo acontecia.
 
Com o dispersar da vida na cidade e a morte do Jardim das Freiras, fui arranjando outros pontos obrigatórios de passagem. Deixei de estar apaixonado pelas freiras e reparti a minha paixão por toda a cidade do centro histórico, pelas ruas e ruelas, pelas subidas e descidas das ladeiras e escadinhas, pela ponte (Top Model – claro), pelos largos e jardins, castelo e outras fortalezas, largos, praças e até o rio ganhou novo significado. Em suma, perdi as freiras, mas ganhei a cidade.
 
E tudo terminaria bem se não tivesse o outro amor, que são as terras do lado de lá do rio, terras da veiga e da Madalena, mas para tudo há solução. Trabalha-se de um lado do rio e vive-se da outra margem e assim, temos a cidade por inteiro, o gosto e o gozo de todos os dias atravessar o rio e a honra de saborear a Top Model e os seus 2000 anos de história.
 
Acreditem que é sempre com orgulho, admiração e espanto que escrevo neste blog os 2000 anos de existência da ponte e não é caso para menos, pois muitas construções há na cidade que com apenas umas dezenas ou centenas de anos estão a cair de “podres” e só 1400 anos após a sua construção é que a Américas foram descobertas e ela, a nossa Top Model, ali está, impávida e serena como se o anos não passassem por ela e a fazer inveja a muita garota nova, como as suas vizinhas bem próximas e que se alegre, pois brevemente ira ter uma miúda mesmo ao seu lado.
 
E para terminar só lhes quero lembrar que faltam apenas 4 dias.
 
Entretanto, até amanhã, em Chaves.

1 comentário

Comentar post