Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Chaves rural - Moure

30.06.07 | Fer.Ribeiro

Moure

.

E hoje como é Sábado, vamos até mais uma aldeia de Chaves, mais concretamente até Moure.
 
Esta é uma das aldeias que quase todos os flavienses e muitos visitantes de Chaves lhe conhecem o nome – Moure, e tudo graças à placa indicativa na Estrada Nacional 2, entre Chaves e Vidago. Mas se a placa é conhecida, a aldeia já não o é tanto, e tudo porque para conhece-la é preciso ir lá e nem sequer serve de passagem ou itinerário para outra aldeia qualquer.
 
Desde sempre, a tal placa na estrada me despertou a curiosidade sobre a aldeia. Um dia (há coisa de 20 anos atrás) lá decidi ir conhecer Moure. Fiquei então surpreendido, porque ia a contar com uma grande aldeia, com muitas casas e muita gente e afinal a aldeia resumia-se quase a um largo, com méis dúzia de casas. Achei-a pequenina, mas também muito acolhedora e simpática, além das vistas lançadas sobre o Tâmega e as montanhas de Anelhe.
 
No fim-de-semana passado dei lá outro pulo para a recolha fotográfica e desta vez já ia mais ou menos preparado para aquilo que iria encontrar. Corri a aldeia de lés a lés, desci quase até ao rio, dei a volta, fui até à antiga estação da CP (que curiosamente e sem perceber muito bem era a estação de Vilela do Tâmega que fica a uns bons quilómetros de distância, mas é freguesia, claro), voltei de novo ao tal largo da aldeia, fiz paragens em todos os sítios e nem uma única alma viva vi, apenas um cão ladrou, mas nem esse se mostrou.
 
Quase parecia uma aldeia deserta, mas não o é, pois suponho que ainda devem viver na aldeia uma meia dúzia de famílias em igual número de casas mais ou menos recentes mas dispersas. Já quanto ao largo da aldeia, o tal núcleo antigo, esse penso estar quase abandonado (à excepção de uma ou talvez duas casas mais recentes).
 
Continua com as vistas lançadas sobre o Tâmega e as montanhas de Anelhe. Na tal estação (um belo edifício) crescem silvas e mato, e embora a aldeia ainda seja simpática, fechou o seu já pequeno núcleo e deixou de ser acolhedora (porque não tem quem acolha), mantém o belíssimo pinhal que temos que atravessar até à estrada nacional e pouco mais, incompreensivelmente pouco mais, quando me parece ter de tudo para poder ser uma aldeia convidativa e simpática para viver, e até o Rio Tâmega a brinda com a sua passagem.
 
Moure fica a 10 quilómetros de Chaves e pertence à freguesia de Vilela do Tâmega. Para ir até lá, basta sair da EN 2 (saída devidamente assinada) e descer estrada abaixo pelo tal pinhal, não há nada que enganar.
 
Até já com post extra!