Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

29
Jan06

Chaves - Vilarelho da Raia

vilarelho.jpg
Tal como prometemos e porque hoje é Domingo, vamos para o concelho rural.

Onde menos se espera, às vezes, há pequenas preciosidades escondidas. É o caso de esta fonte, localizada em pleno vale de Vilarelho da Raia, entre esta povoação e o Cambedo, no entanto, para quem não a conhece, não é fácil dar com ela. Se a quiser conhecer, o melhor é perguntar a alguém da aldeia onde ela fica.

As águas da fonte são ferrosas e com características das águas de Vidago.

Vilarelho da Raia, é sede de freguesia e fica a 15 quilómetros de Chaves. Localizada a Norte do concelho, fazem parte da freguesia as povoações de Cambedo, Vila Meã e Vilarinho da Raia. Como o próprio nome (Raia) indica, Vilarelho faz fronteira com Espanha e graças a isso, é uma freguesia cheia de história e com muitas estórias para contar, principalmente as que são ligadas à guerra civil espanhola, à passagem “a pulo” dos nossos emigrantes nos anos 60 e ainda ao contrabando, aliás características comuns a todas as aldeias da raia.
28
Jan06

Chaves Rural - Moreiras

moreiras.jpg
E porque hoje é sábado, vamos para o concelho rural. Como além de ser sábado as montanhas estão cobertas de neve, escolhemos uma aldeia próxima de Chaves para podermos documentar o dia de hoje na montanha.

Fomos até Moreiras, já ao fim da tarde.

Moreiras é sede de freguesia, fica a 16 quilómetros de Chaves e situa-se lá bem no alto da montanha. Fazem parte da freguesia as aldeias de France, Almorfe e Torre.

Quase no limite do concelho, uma pequena parcela da freguesia faz mesmo fronteira com o concelho de Valpaços.

Freguesia agrícola, com algum gado, madeira, castanha e batata. No entanto já conheceu melhores dias, pois actualmente conta sobretudo com uma população envelhecida e resumida a meia dúzia de famílias. A grande maioria da aldeia, já há anos que desceu à cidade e por cá ficou ou então escolheu terras mais quentes, é que o Inverno na montanha é mesmo ingrato.
28
Jan06

Por do Sol em Chaves

89c-bl.JPG~
Esta é uma imagem que quase todos os finais de tarde de Inverno tenho o prazer de ver, às vezes observar mais atentamente e outras vezes até fotografar. Parece tudo estar no seu sítio. A guarita do castelo, algumas pontas de plátanos e até a amoreira, das poucas, ou talvez a única, que ainda vão resistido ao passar dos anos.

E por falar em amoreiras, mereciam um post aqui no blog ou talvez no blog Chaves Antiga. É que Chaves já foi terra de muitas amoreiras. A Rua do Olival, por exemplo, onde hoje as oliveiras substituem as anteriores tílias, já esteve arborizada com amoreiras. Outro exemplo era a antiga entrada de Chaves (pela E.N.2), e actualmente também avenida D.João I, em que a maioria das suas árvores eram amoreiras.

E ficamos por aqui. Mais logo vamos dar uma volta pelo concelho rural.
27
Jan06

Chaves - Praça da República

721-1-bl.jpg
No arquivo do blog Chaves Antiga podemos encontrar pelo menos 3 ou 4 versões diferentes desta praça. A praça ainda com uma construção com arcadas e sem pelourinho, sem construção e com pelourinho e jardim, com jardim e com bancos e até com diferentes desenhos de jardim. Esta última versão da praça tem apenas vinte e tal anos, no entanto se considerarmos a nova versão sem carros, a actual (às vezes) apenas tem meia dúzia de anos.

Pessoalmente gostava da versão com jardim, no entanto não desgosto da actual versão e por uma simples razão, é que mesmo com está, continua a ser a praça mais bonita de Chaves, a par, claro da sua vizinha Praça de Camões.
26
Jan06

Chaves - Ponte Romana

102c-bl.JPGJá não é a primeira vez que uma foto da ponte e do conjunto de casario da Madalena é aqui publicada e pela certa que não será a última. Também já mais que uma vez o disse aqui, que esta ponte e este conjunto me encantam, quer pela sua beleza, quer pelo respeito que tenho pela ponte, ou melhor, pela sua idade. 2000 anos, são muitos anos!
25
Jan06

Chaves e os azulejos

9c-bl.JPG
A foto documenta os azulejos de uma das paredes do átrio de entrada da Câmara Municipal.

Em espaços públicos, conheço três “colecções” de azulejos que pela sua beleza merecem além de mencionadas, serem vistas: Esta, do átrio da Câmara Municipal, embora pequena; a do átrio do Liceu ou Escola Secundária Fernão Magalhães, um bocadinho maior e a da Igreja da Misericórdia, sem dúvida a mais importante, não só pela sua dimensão (que decora as duas paredes laterais interiores da igreja), com 21 painéis, todos com temas bíblicos.

Se é e está cá na terrinha e nunca viu uma destas colecções, principalmente a da Igreja da misericórdia, não sabe o que está a perder, para os que estão fora, não esqueçam que quando vierem a Chaves, a Igreja da Misericórdia é visita obrigatória.
24
Jan06

Chaves e o Liceu

1881-bl.jpg
Foi nesta casa (o sempre Liceu) que aprendi a famosa Lei de Lavoisier: “Na natureza nada se perde, nada se cria e tudo se transforma”. Queira Deus que esta Lei não se aplique aqui. O crime de acabar com esta casa de ensino seria igual ao de acabar com a universidade em Coimbra. É de tradição que vos falo e esta casa é uma casa com tradição no ensino em Chaves. Integrada na alma da cidade, quem passou por lá, nunca a esquecerá.

Com esta coisa da lei das transformações não quero ser alarmista, mas a mesma lei está a aplicar-se mesmo ali ao lado. O Jardim transformou-se em Praça e os Bombeiros em biblioteca e seria bom ficarmos por aqui, porque já não é de hoje, haver quem olhe para esta casa com outros olhos.

É uma casa com magia, instalada num belíssimo edifício, com uma alma muito grande.

Que me desculpem os alunos e antigos alunos das outras escolas, mas esta foi a minha à qual agradeço, em muito, a minha educação e formação.

O Liceu não pode morrer.
22
Jan06

Chaves Rural - Pedra da Bolideira

bolideira.jpg
E como já é Domingo, vamos lá ver o nosso concelho rural.

De Calvão para a Bolideira.

O lugar da Bolideira fica a 18 quilómetros de Chaves e pertence à freguesia de Bobadela, quase no limite do concelho, a caminho de Vinhais, em plena Estrada Nacional 103 ou seja, a estrada que liga Braga a Bragança, passando, claro, por Chaves.

Suponho que este lugar adoptou o nome graças à pedra da Bolideira, que tanto quanto sei, é monumento nacional.

Não há flaviense que não conheça o termo pedra da bolideira. Reconheço que o nome é mais conhecido que a pedra, pois a grande maioria nem sequer sabe onde ela fica.

E o que é que esta pedra tem que a torna tão famosa?
- Tem a particularidade de ter umas “valentes” toneladas de peso e qualquer pessoa a conseguir fazer mexer. Talvez o nome de Bolideira (sou eu a dizer) venha do facto de ela bulir, o que é um facto é que ela bule mesmo. Não é fácil observar a olho nu o quanto ela mexe, para tal está lá sempre colocado estrategicamente um pauzinho (dentro do círculo vermelho na foto) que demonstra bem o fenómeno que à luz da ciência até nem é fenómeno nenhum.

Mas o passeio até à pedra da Bolideira vale a pena, principalmente pelas vistas que o vale nos oferece no regresso do passeio.
21
Jan06

Chaves Rural - Calvão - Srª da Aparecida

calvao.jpg
E porque hoje é Sábado, vamos por este concelho fora.

Hoje vamos até Calvão, sede de freguesia a 12 quilómetros de Chaves, mais propriamente até ao Santuário de Nossa Senhora da Aparecida.

Localizada já na encosta onde começa a separação das nossas terras com as terras de Barroso, a escassos quilómetros de outro Santuário também bem conhecido, o do S.Caetano, é um uma localidade de visita obrigatória no nosso concelho.

Pessoalmente descobri este espaço há coisa de 12 anos atrás e fiquei encantado, o Santuário surge como que um oásis no deserto, que neste caso é um oásis na montanha.

Local calmo, agradável, com água fresca e pura. Ideal para piqueniques de primavera e verão, onde não faltam grelhadores, mesas, bancos de apoio, sol ou sombra, como preferir. Ideal para crianças ou para quem simplesmente quer passar um dia relaxado em contacto com a natureza.

Pág. 1/3

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Olhares de sempre

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Sim este é o S. Lourenço de Chaves"Eu sei que há m...

    • José Pombal

      Com o devido respeito, o nome destas localidades, ...

    • Anónimo

      Caro Fernando Ribeiro. Agradeço as suas diligência...

    • Anónimo

      (Esta (só?!...) placa não merece «Re-qua-li-fi-ca-...

    • Fer.Ribeiro

      Não sei mas vou tentar saber. Abraço.