Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

03
Mai10

Chaves de Ontem de de Hoje - Madalena

 

.

 

Ao ver esta primeira foto onde estava a acontecer mais uma das cheias do rio Tâmega que inundou a Madalena, vem-me à lembrança a placa que existe colocada num dos edifícios ribeirinhos ao rio e adossado à ponte romana que assinala a altura alcançada pela cheia de 1909 e da qual existem (além da placa) vários registos fotográficos que até deram origem a postais (ver em Chaves antiga posts  http://chavesantiga.blogs.sapo.pt/189999.html e http://chavesantiga.blogs.sapo.pt/19567.html )

 

Penso que sejam (fotos e placas) a única referência comparativa que temos em relação às cheias atuais e, embora a placa da cheia de 1909 me parece ter sido mexida nas últimas obras a que o edifício foi sujeito, em qualquer cheia que aconteça, continua a ser a referência à grande cheia de Chaves.

 

Quem vai assistido às cheias que se vão repetindo, vai tendo alguns pontos de referência comparativa, mas para além da tal placa, não há outra referência oficiosa ao dispor de todos,  o que me leva ao interessante que seria, junto à placa de 1909, ir assinalando com outras placas a altura que as cheias vão atingindo anualmente ou quando acontecem.

 

Na minha memória retenho pelo menos 3 grandes cheias: Uma que aconteceu por volta do ano de 1968, outra por volta do ano de 1978 e a última (desta tenho referências e fotografias) uma das 8 cheias do inverno 2000/2001 (quando ruiu a o baluarte do cavaleiro).

 

Por simples curiosidade e até com algum interesse científico de registo dos períodos de xis anos em que acontecem, a tal placa seria bem interessante.


.

.

 

Devaneios ou talvez não à volta de uma cheia à qual a primeira foto nos leva e que sem dúvida foi também uma grande cheia que poderá ser mesmo a de 1909, pois não tenho qualquer dado sobre a data da foto.

 

Já quanto à segunda foto tenho todos os dados e embora sem cheia, dá para comparar um pouco as transformações que aconteceram na Madalena, felizmente não muitos, ou seja, manteve-se o casario e a leitura da antiga vila de Chaves, com algumas alterações e recuperações inevitáveis que não ferem nem destoam do conjunto. Claro que me refiro ao lado direito visível na foto, pois do lado esquerdo temos mais um atentado cometido no centro histórico de Chaves e na Madalena, que embora de cércea aceitável, está (arquitetónicamente falando) desenquadrado do conjunto do casario e que após outro atentado que ocorreu em meados do século passado com a demolição da casa dos arcos, tudo sugeria que esse edifício deixasse de existir e desse lugar a uma grande e interessante praça na Madalena.

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

15-anos

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    FB