Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

09
Ago10

Crónicas Segundárias - As Vírgulas e o Rock dos Taxistas

 

.

 

 

 

(Esta crónica é dedicada ao António Roque)

 


 

Não conheço o António Roque mas sei que escreve muito bem. Parece-me que as pessoas que melhor escrevem, aqui, são o José Carlos Barros e o António Roque. Eu nem gosto de fazer comparações porque as pessoas podem levar a mal, mas como só estou a dar a minha opinião, que nem interessa muito, não há mal. Também posso dizer que me parece que a pessoa que pior escreve sou eu. O que me safa é que vou escrevendo simples e directo aos assuntos. É por isso que gosto da escrita do Fernando, que escreve bem melhor do que eu e que também escreve coisas simples e concisas, e do Gil Santos, que também é simples mas conta histórias interessantes e com piada. Não vou falar de toda a gente porque não vale a pena, gosto de todos de maneiras diferentes.

 

O que queria dizer com estas coisas de escritas diferentes é que já me pus a pensar que o cronista ideal seria uma mistura de António Roque com Gil Santos. Digo isto porque acho que seria a mistura de uma escrita perfeita com uma história bem contada. Sem tirar mérito a um ou a outro, lembro que isto é só a minha opinião. Como eu não escrevo muito bem e me engastalho facilmente com as vírgulas, se calhar estou a dizer alguma burrada, eu não sei grande coisa disto das escritas!

 

Na sua última crónica, o António escreveu, e bem, sobre os taxistas flavienses. Mas eu apostava que se fosse o Gil a escrever sobre o mesmo tema, ele iria contar alguma historieta com piada, alguma coisa anedótica. Isso são coisas que acho que o António não costuma fazer. Mas as histórias das pessoas são interessantes e também é bom que sejam recordadas porque há muita gente que não as ouviu e que gostava de as ouvir, ou ler.

 

Eu podia contar umas historietas dos taxistas flavienses mas não o vou fazer para não andar a tirar o lugar aos outros, e para não parecer que quero competir e mostrar que eu é que sei. Lembro-me de alguns pormenores da última que ouvi quando dois choferes recordavam as viagens que faziam a França para levar e trazer emigrantes. Contavam eles que nas viagens que faziam em grupos, de dois ou mais taxistas, no regresso, e sem passageiros, punham os velhos mercedes 220 (ou 240) D a dar o litro, em quarta e pé a fundo, a 150 km/h, que era quanto davam essas máquinas, e então, encostavam os carros e esticavam bem os braços para trocar a garrafa de vinho de carro para carro.

 

Mas como eu prometi não contar histórias de taxistas de Chaves, (Ó António, o José, esta vírgula fica aqui bem?! São estas coisas que me desesperam durante as escritas!) vou contar uma de um chofer doutra terra.

 

É que eu gosto muito de Chaves mas também gosto de andar por outras terras e acabo por ouvir muitas histórias engraçadas.

 

Um dos motivos que me leva a sair de Chaves, além das histórias e do convívio e das vistas, é a merenda. Se estou por Chaves, acabo por merendar uns pasteis, sempre pasteis. Como não se encontram sandes de presunto à venda, tenho que pedir uns pasteis porque dos bolos nem lhes conheço os nomes! Estou a brincar, não peço bolos porque gosto muito mais de coisas salgadas, é essa a razão de não saber os nomes de alguns bolos que não me interessam nada. Se saio de Chaves, aparece-me quase sempre alguém a convidar para um copo e um bocado de presunto. Mas não dou voltas apenas no concelho de Chaves, também gosto de ir para o de Valpaços, Montalegre, e Boticas, entre outros.

 

A história que vou contar já a ouvi várias vezes em Boticas.

 

No caminho de Chaves a Boticas, depois de se passar Casas Novas e se subir o monte até ao cimo, a estrada começa a descer. Nessa descida, entre os dois cruzamentos que dão para a aldeia de Sapelos, há uma curva muito fechada para a direita, perigosa (situada duas curvas antes do fontanário do lado esquerdo), onde já houveram vários acidentes. A curva é mais perigosa para quem vai de Chaves para Boticas porque é a descer, mas pelos vistos também já aconteceram acidentes com carros que subiam. É uma curva que se faz no máximo a 60 km/h.


Já há muitos anos, o Estica, o taxista mais extravagante de Boticas, decidiu apostar que fazia a tal curva a 120 km/h! Lá se meteram os apostantes ao caminho e ao chegar perto da curva, o Estica começou a dar gás no mercedes, estrada abaixo, e, segundo reza a lenda, entrou na curva a 120. Entrar, entrou, mas... não saiu! Houve uma qualquer lei da Física, parece que a da força centrífuga, que se lhe interferiu com a trajectória sonhada e que obrigou o carro a sair a direito para depois ir capotar no mato da berma. Diz-se que um dos passageiros, que ia no banco de trás, ficou desaustinado e depois do acidente não parava de berrar "Ai que já morri! Ai que já morri!".

 

O Estica regressou a Boticas para ir deitar contas aos parentes (os donos do táxi). Mas ao invés de inventar uma desculpa "normal", de dizer que havia óleo na estrada ou que lhe rebentou um pneu, não conseguiu conter a sua excentricidade e apresentou, seriamente, a desculpa de que na estrada havia LEITE! A culpa foi do leite, porque se não fosse o leite...


Desde esse dia, a população da zona passou a referir-se à tal curva como "A Curva do Leite". Ditos como: "Tem cuidado com a Curva do Leite!" ou "Esbarrou-se outro na Curva do Leite!", são frases que se ouvem, por vezes, em Boticas.

 

Até à próxima crónica. A próxima vai ser a última crónica que vou escrever aqui no blogue. Talvez venha a escrever alguma crónica esporádica mas penso que durante uns meses não escreverei mais nada.

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

15-anos

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    FB