Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

05
Set10

Elogio à Mulher Rural

.

Hoje quero fazer um elogio à mulher rural, também elas resistentes, apegadas à terra, à casa e aos afazeres do dia-a-dia que nunca podem ser adiados, à mulher mãe, à mulher filha, à mulher avó, à mulher mulher, à mulher sofredora, à mulher crente, à mulher companheira, à mulher confidente, à mulher cumpridora, à mulher parteira e mulher parideira.

 

.

.

 

Mesmo quando o machismo se impunha, por lei, a mulher sempre foi o tento da balança numa casa e na família, mesmo sendo obrigada a esconder esses valores na submissão que lhe era imposta por lei, pela ignorância em que todo um povo era mantido, e pela própria igreja da qual a mulher sempre foi mais devota que o homem. Felizmente que tempos desses já pertencem ao passado, tempos de obediência que não deixam saudades.

 

.

.

 

Mas sejamos sinceros, a mulher ganhou em direitos, é certo, a lei já não impõe e, embora ainda possa continuar crente e devota da igreja, já sabe distinguir e separar a palavra do senhor…mas continua, agora de livre vontade a ser a mulher rural, também ela resistente, apegada à terra, à casa e aos afazeres do dia-a-dia que nunca podem ser adiados, a mulher mãe, a mulher filha, a mulher avó, a mulher mulher mesmo quando ser mulher não apetece, a mulher sofredora, a mulher crente, a mulher companheira, a mulher confidente, a mulher cumpridora, a mulher parteira e mulher parideira e a ser o tento da balança de uma casa e uma família em que a única diferença, na prática, está no significado de uma palavra apenas, mas num significado cheio de todos os significados deste mundo – a mulher deixou de ser submissa ao homem para em liberdade tratar dos seus afazeres e muitas vezes, acrescidos de outros que antes não tinha.

 

.

.

 

Lavar a roupa no tanque, amassar e cozer o pão, por exemplo, ainda é trabalho que sai das mãos da mulher e para além de ser a mulher rural, também ela resistente, apegada à terra, à casa e aos afazeres do dia-a-dia que nunca podem ser adiados, a mulher mãe, a mulher filha, a mulher avó, a mulher mulher mesmo quando ser mulher não apetece, a mulher sofredora, a mulher crente, a mulher companheira, a mulher confidente, a mulher cumpridora, a mulher parteira e mulher parideira e a ser o tento da balança de uma casa e uma família, ainda tem de ajudar a carrar a lenha, a apanhar as batatas, a vindimar, a semear a chegar as crias ao pasto… e é por isto tudo e muito mais, que quero aqui fazer um elogio à mulher rural, à mulher, apegada à terra que a viu nascer, à mulher resistente à terra que a viu nascer e espera pelo dia em que a mesma terra lhe dê o descanso eterno.

 

.

.

 

Ser mulher rural não é, nem nunca foi fácil, por isso merece este e todos os elogios que possam ter, mas também a admiração e respeito, mesmo que, também admire e respeite as mulheres que ousaram ou que livremente foram obrigadas a partir e a deixar o seu mundo rural em busca de uma vida mais igual e mais digna para os seus filhos mas também para o seu ser mulher, mas hoje, os elogios, admiração e respeito, vão para a mulher rural resistente e até com um pedido de desculpas por aqueles que na cidade e no poder, entoldados pelas luzes, não sabem o que fazem, mesmo quando muitos, são filhos e netos dessas grandes mulheres resistentes que respondem à ingratidão com um perdão feito orgulho (e alguma vaidade) de ter um filho ou neto Doutor e “inginheiro” que ainda por cima manda e dita leis lá na cidade onde está… ou sejam, os tais pavões, que em vez de descerem às origens que conhecem e os criou, tornando-as mais iguais e mais justas, se põem a imitar a gente fina de Lisboa e a custo, lá vão trocando os bês pelos vês, os vurros! E fico-me por aqui, porque hoje, é mesmo para elogiar a mulher rural.

 

Até amanhã, com “Quem conta um ponto…” de João Madureira.

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

15-anos

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    FB