Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

09
Out10

Há escadas e escadas

Mosteiró de Baixo
.

Já por aqui tivemos paredes, portas, janelas, varandas, animais, as lides do campo…eu sei lá, todos os fins de semana vão por aqui desfilando as aldeias e as suas coisas, entre as quais as casas, para as quais, se não forem terreiras, têm sempre umas escadas para se subir para a vida íntima do lar ou descer paras as lides do dia-a-dia. Claro que também há quem suba an vida sem ser por escadas, mas isso, é outra loiça, já subir ou descer por escaleiras é a mesma coisa.

 

Lamadarcos

 

Mas há escadas e escadas e quando dizia que as casas tinham sempre umas escadas, às vezes, por serem poucas, têm duas, a par ou não.

.

Bustelo

.

Mas as escadas não vivem só nas casas, também nas ruas (às vezes) são necessárias e nem sempre é necessário construí-las ou desenhá-las, basta um bocadinho de imaginação saudável e elas aparecem. Claro que sem construí-las ou desenhá-la foi necessário descobri-las e trabalhá-las, mas apenas isso, pois elas há milhões de anos que lá estavam.


 

Seara Velha

 

Claro que também nas escadas há o direito à diferença e, se há que goste delas a par ou a subir para lados opostos, delas nuas e cruas, também há quem goste delas vestidas, alcatifadas e de cor. Claro que tudo ao natural, nada de sintéticos e pêlo de fábrica. Onde parece haver consenso é na cor escolhida para as alcatifas – o Verde é rei e senhor em escada alcatifada que se preze.

 

Fornos

 

 

E por hoje já chega de escadas por aqui, pois aproveitando a deixa das escadas, é também através delas que vou agora para o meu merecido descanso de fim-de-semana, ou seja, com elas me vou.

 

Até amanhã!

09
Out10

De ontem, para hoje e depois

 


 

Ontem, ao fim da tarde, a Lumbudus- Associação de Fotografia e Gravura  inaugurou uma exposição de fotografia de Enric Vives-Rubio intitulada “Portugal com Olhares Catalães”. São olhares de um fotojornalista catalão nascido em Barcelona que tem trabalhos seus publicados em vários jornais e revistas espanholas, entre eles; o El Pais, Barcelona Business, La Tosca, Air Europa Magazine, Excursionisme e Diari de la Pau. Em Portugal, onde reside desde 2004, fotografou regularmente para os jornais Correio da Manhã, O Independente e o Público. Desde finais de 2005, fotografa para o jornal Público, publicando em todos os seus suplementos (Ípsilon, Economia, Fugas e Pública).

 

.

.

 

As suas fotografias foram já premiadas em vários concursos nacionais e internacionais.

 

O Trabalho com jornalistas nacionais fez com que Enric Vives-Rubio conheça bem a realidade portuguesa, viajando e fotografando por todo o país. São algumas dessas fotos que pode ver em Chaves até ao dia 29 de Outubro na Galeria Tamagani (antigo Cineteatro) em Chaves.

 

Para saber mais sobre Enric Vives-Rubio nem há como passar pelo seu espaço na net em http://enricvivesrubio.com

 

.

.

 

 

Para hoje, além da exposição de fotografia, pode assistir ao XV Encontro de Coros Cidade de Chaves, onde além do Coral de Chaves estarão presentes o Coral da Senhora da Hora de Matosinhos e o Coral Casino de Carballiño de Orense, Espanha.

 

Se gosta deste tipo de música, tem-na ao seu dispor a partir das 18 horas de hoje no Auditório do Centro Cultural de Chaves.

 


 

 

 

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

15-anos

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      aldeia mais linda portugal

    • Anónimo

      Felizes são vocês , da minha sempre querida Chaves...

    • Fer.Ribeiro

      Obrigado pelo seu comentário, de facto o Barroso é...

    • Fer.Ribeiro

      A história da nossa cidade de Chaves é muito simpl...

    • Bete do Intercambiando

      Mil desculpas pelo erro. Depois que enviei a mensa...

    FB