Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

31
Out10

Feira dos Santos 2010 - Uma voltinha

 

.

Costumo dizer que no sangue de um flaviense corre sempre um bocadinho do Rio Tâmega, um pouco de nevoeiro, um pedaço de Ponte Romana, recordações das Freiras mas também a Feira dos Santos, a nossa festa grande. Lamentos à parte, pois esses já os fiz na quarta-feira passada, vamos então dar uma volta pela festa deste ano, apenas ou quase só em imagem.

 

.

.

 

São sem dúvida imagens que se repetem todos os anos, não fossem os Santos uma festa de tradição, mas, tal como a Ponte Romana, é sempre com gosto que fotografamos a feira.

 

.

.

 

Mesmo com o tempo a contrariar a festa, não há flaviense que resista e lá temos que dar as nossas voltinhas, rua cima, rua abaixo, com mais ou menos gente – vamos sempre lá.

.

.

 

Apreciamos as modas, e deita-se olho a tudo, até a instrumentos cuja escrita desconhecemos, mas não deixamos de os apreciar, até com um sorrisinho malandro.

.

.

 

Chaves também já há muito ganhou fama pelo seu presunto, e na ausência do verdadeiro presunto de Chaves, os espanhóis não se fazem rogados e se não o vendem, sorteiam-no. Afinal de contas, agora, também Chaves-Verin é uma euro-cidade e se pela manhã se fez o festival gastronómico do polvo à galega, porque não os espanhóis venderem por cá o seu presunto… temos pena, mas não há outro.

.

.

 

E viva a pimbalhada, que também faz parte da festa. Aliás bombos e concertinas sempre fizeram parte da Feira dos Santos e também gostamos de os ver e ouvir e, se na animação também há lamentos, não é por causa dos bombos e concertinas descerem à cidade, mas pela ausência de outra animação em paralelo, principalmente ao nível de espectáculos para os nossos jovens, tal como nós os mais crescidinhos tínhamos os famosos e saudosos bailes dos Santos nos Bombeiros.

.

.

 

Mas vamos à feira e se não compramos, pelo menos apreciamos. Não deixamos de deitar olho a um ou outro monumento que vai passando mas também a penteados mais esquisitos…

.

.

 

E então o cheirinho a castanha assada…mas melhor que cheirar, é mesmo comer. Penso que toda a gente gosta, mas se não gostar, também há farturas com fartura.

.

.

 

Mas a festa não é igual para todos e se há quem compre, tem que haver quem venda e se para nós até pode ser uma diversão, principalmente para as crianças, para os vendedores e também as suas crianças, a diversão é bem diferente…

.

.

Mas enfim, também nos dias da feira a noite acaba por cair e com compras ou sem compras, um bocadinho de casa começa a apetecer.

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

15-anos

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      aldeia mais linda portugal

    • Anónimo

      Felizes são vocês , da minha sempre querida Chaves...

    • Fer.Ribeiro

      Obrigado pelo seu comentário, de facto o Barroso é...

    • Fer.Ribeiro

      A história da nossa cidade de Chaves é muito simpl...

    • Bete do Intercambiando

      Mil desculpas pelo erro. Depois que enviei a mensa...

    FB