Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

03
Nov10

Mais Altino Rio...

Hoje era para haver feijoada, mas não vai haver, pois temos mais Outeiro Seco ou Altino Rio, com um pedido de publicação em defesa da sua honra.


Pois meu caro Altino vou publicar a tua resposta, à qual não vou responder, pois não entro nesse tipo de jogo de ping-pong que vós políticos tanto gostais. Não vou por aí, pois o que tinha a dizer sobre Outeiro Seco já foi dito. Poderás continuar a comentar o que quiseres que não me arrancas nem mais uma palavra de resposta, tanto mais que deturpas tudo aquilo que eu digo e usas do jogo que me acusas, o tal  das rasteiras sub-reptícias. Pois como sabes ler (isto a respeito do cicerone) recomendava-te uma leitura mais atenta e tranquila daquilo que eu escrevi sobre quem foi o meu cicerone, pois parece-me que o que lês, não é bem igual àquilo que eu escrevo.

Meu caro, da minha parte acaba aqui o jogo de ping-pong,  não vou por aí e nem quero converter este blog num “chat de compadres”.


Assim, e para que a tua honra se componha, dou-te toda a razão do mundo e mais alguma, se a houver. Podes ficar com a bicicleta, com os pedais, com as rodas, a caixa dos remendos, a câmara-de-ar suplente e com a campainha, principalmente esta, pois pode dar-te jeito para te anunciar antes de chegares aos locais… e depois, a nossa conversa não iria chegar a nenhuma conclusão além de estar a entrar num tom muito baixo que não é lá muito do meu agrado…


Pois aqui fica o teu texto na íntegra, porque eu publico-os, mas será a última vez que terás direito a tempo de antena numa resposta em post, pois este blog tem a sua vida própria e dispensa bem este tipo de coisas, no entanto, terás sempre a caixa de comentários ao teu dispor.


Lá diz o ditado popular que não há pior cego que aquele que não quer ver….  E com esta me vou, naquilo que a ti diz respeito, para sempre.

 

P.S.  - Mas continuo a aguardar um convite teu para fotografar os Santos nos respectivos altares.

 

 

 

Em defesa do honra agradeço a publicação deste texto, se possível nos mesmos moldes da tua resposta
Sempre ao dispor
Altino Rio

Caro Fernando Ribeiro
Agradeço a excepcionalidade da tua resposta, facto que muito me honra. Temos alguns interesses e gostos comuns, divergências saudáveis ou quem sabe pela luta das audiências…assim ganharás mais visitantes e poderás comemorar publicamente os milhões de visitantes.

Este meu escrito (pois tenho muito mais que fazer em prol da minha terra) poderá ser útil para repor a verdade, para não confundir e dividir as pessoas.
E assim algumas e breves informações e considerações:

- Quando me referia a um dos cicerones tratava-se do Humberto Ferreira (este é que tem um contencioso com a Autarquia) e nunca o Carlos Félix. Conheço-o há muito mais tempo que tu e dele tenho a maior consideração. Por isso nada de confusões nem rasteiras sub-reptícias.
Se me tivesses convidado para cicerone daria o meu melhor: levava-te a conhecer os lagares cavados na rocha, sepulturas (bem visíveis e identificadas), ao altar celta (um dos maiores achados arqueológicos - em fase de homologação – consultar Dr. Manuel Martins), abria-te as portas das igrejas e capelas, pois os habitantes suprem as carências estruturais sistémicas. Mas caso quisesses ver mais defeitos do que apontaste é lógico que te levaria a muitos outros sítios para serem denunciados (que não é a mesma coisa que contribuir para serem resolvidos)…não tenhas dúvidas que faria isso.
Quanto aos postes e fios pelo ar concordo contigo em boa parte. Sempre me meteu confusão. Fiz o que estava ao meu alcance para inverter na resolução desta situação, realizei candidaturas e diversas diligencias….conseguimos inverter algumas situações mas muito pouco. Mas mais importante que a beleza, o conforto destes meio para todos os utilizadores faz-me mais feliz. Fruto das modernidades.
Quanto ao Solar e Quinta o meu trabalho, enquanto cidadão, responsável associativo e autárquico fiz o que estava ao meu alcance para rentabilizar este património. A Casa de Cultura dinamizou durante anos o pátio dos Montalvões , (através de um protocolo com a UTAD ) com animação e cultura: 2 representações do “Ramo” – Auto de Natal, cafés concerto todas as sextas-feiras de Verão, festejos diversos, teatro…; o Solar foi apresentada uma proposta para museu etnográfico, como já referi e a Quinta tem um projecto global. Essa de meter os projectos na gaveta é mesmo muito cinismo: que o governo de Sócrates abra um dos programas de apoio e a construção do lar, em 3 anos, garanto-te que será concluida. E outros projectos para lá previstos seriam uma realidade se o interior não continuasse a ser desprezado por governantes que apenas privilegiam o litoral.
Continuo a pensar que o folhetim a que te referes é de má qualidade por só conter inverdades. Quando se emite uma opinião sobre factos tem de se ouvir ambas as partes. Pergunta então ao Padre da localidade, um homem culto, que ele te informa. Quanto à venda do folhetim pela AMA, por favor não violentes as pessoas. Diz mal das entidades que nos apoiam e somos obrigados a vende-lo? Valham-nos os Santos mesmo os que ainda não estão nos altares.
Com que então a Quinta dos Montalvões é publica….já ouvi essa teoria noutras ocasiões. Então se é entendes que é publica porque criticas quem deita lá os desperdícios? Se é de todos…A proprietária é da Autarquia e pode programar as obras como bem entender. Os desperdícios não degradáveis serão utilizados nas futuras obras...isto é que é pensar à distância. Olhemos para a lua e não para o dedo. Uma vedação opaca resolveria a questão…vou sugerir ao Presidente da Autarquia, Dr. João Batista, para não ferir tanto as susceptibilidades tão requintadas de gente fina. Oxalá tenha razão…mas à semelhança da Avenida da Enfermagem/Utad, do muro e da via sacra as outras obras serão realidade com gente que tem ideias, projectos e os concretiza.
Quanto à divulgação dos meus blogues agradeço a publicitação, tudo menos lugar das comadres, pois tem mais comentaristas residuais que o teu, e outras coisas melhores (coerência com o editorial) tomando as devidas proporções 1:40.
Quanto ao teu ultimo texto nada a comentar. Não me toca...sempre subi a pulso. Não tenho culpa da tua “fortuna”.


Altino Rio

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

15-anos

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    FB