Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

23
Nov10

Notícias

 

 

 

.

A brincar,

exposição ensina crianças e jovens a gerir o seu dinheiro

 

Até quinta-feira, a sala multiusos do Centro Cultural de Chaves recebe a Exposição Itinerante de Educação Financeira, com vista a sensibilizar grupos escolares e população para as questões financeiras.


A brincar, a brincar, aprende-se a contar trocos e a tomar decisões acertadas em matéria de finanças. É este o objectivo da Exposição Itinerante de Educação Financeira, instalada até quinta-feira 25 de Novembro, na sala multiusos do Centro Cultural de Chaves. Dinheiro para quê? Foi esta a pergunta colocada a um grupo de crianças do 2º ano da escola primária de Santo Amaro, que ao trocarem cartas que representavam produtos como arroz e alface, começaram a entender o valor do dinheiro.


“Ficaram satisfeitos, fizeram joguinhos e viram como poderiam fazer a troca de produtos por produtos sem usarem o dinheiro”, considerou a professora, Maria Eugénia Coelho, que vai fazer um inquérito para saber a opinião dos pais sobre esta saída pedagógica. Para a docente, “a exposição tem bastante interesse na medida em que desenvolve problemas do dia-a-dia. Com os pais, é só comprar, gastar, mas não saber como. Neste momento de crise, serve como um alerta para que possam saber como poupar e mesmo ajudar os pais a saber que só podem gastar quando precisam”.


.

 

 

 

.

 

No fundo, é para os mais novos “se interessarem por estas questões porque vão ter a necessidade de ir a um banco”, acrescentou Pedro Sousa, representante da Caixa Geral de Depósitos (CGD), entidade que desenvolveu o Projecto “Educar +” em parceria com a Universidade de Aveiro, através do Projecto Matemática Ensino.

 

Para os mais velhos, os jogos são um pouco mais exigentes. Para os alunos do 3º ciclo do ensino básico, o desafio é perceber onde gastar o dinheiro, escolhendo a compra mais acertada e “trabalhando” para obter o capital. Já para os alunos de secundário e público em geral, o jogador entra na pele um “avatar”, com profissões tão diversas como professor, DJ ou mecânico, que têm de gerir um orçamento durante 12 meses e eventualmente recorrer ao crédito para despesas pessoais e pequenos “luxos”, como carro, férias ou jóias. No final, ainda aprendem a calcular a taxa de juro do crédito solicitado.


Contudo, decisões erradas não são censuradas. “Não avaliamos o desempenho, apenas informamos” sobre as opções financeiras dos participantes, explicou Pedro Sousa, acrescentando que “às vezes a escolha mais responsável não é o produto mais barato”. Chaves é a única cidade do distrito de Vila Real onde a exposição itinerante vai passar num roteiro pelo país até Maio, uma vez que tem um bom historial de participação. O roadshow CaixaMat da Universidade de Aveiro em Chaves contou com 1200 visitantes num único dia, de acordo com Catarina Tavares e Diogo Conceição, representantes da universidade que guiam os visitantes da exposição itinerante em Chaves.

O projecto “Educar +” destina-se a jovens dos 7 aos 17 anos e público em geral, com vista a contribuir para a formação de uma geração mais informada e consciente dos desafios financeiros do dia-a-dia.


Sandra Pereira


 

António Aires já não é treinador do Chaves Futsal

 

O técnico António Aires deixou de ser o treinador do Chaves Futsal, numa decisão divulgada esta terça-feira. António Camilo, ex-coordenador do futsal do Drible e que esta época orientava a equipa feminina de futsal do Tresminas foi o escolhido para orientar a equipa.


António Camilo terá como treinador adjunto Nuno Perdigão, que iniciou a época como treinador do Valpaços Futsal, da III divisão, e ainda assumiu funções como treinador do Hóquei Flaviense antes de passar agora para o clube que milita da II divisão.


O Chaves Futsal chegou à segunda divisão nacional esta época, algo inédito no clube, pela mão de António Aires, que deixa assim a equipa na 5ª posição com dez pontos. Em seis jogos, os flavienses somam três vitórias, um empate e duas derrotas. Nas duas últimas jornadas o Chaves Futsal perdeu uma partida, em Viseu, e empatou a última, contra o Farlab, ambas fora de portas.


Diogo Caldas


 

Autarquia flaviense vai reciclar veículos abandonados na via pública

 

O município de Chaves vai reciclar os veículos abandonados na via pública e não reclamados pelos proprietários. As primeiras quatro viaturas a ser recicladas foram removidas da via pública pela Câmara Municipal, com o apoio da PSP local, encontrando-se neste momento em situação de abandono e sem qualquer resposta por parte dos seus proprietários, após notificação da autarquia.


Em comunicado, a autarquia flaviense explica que, desde 2008, já foram identificados e notificados no concelho 48 proprietários de viaturas, que se encontravam abandonadas, acidentadas ou estacionadas abusivamente, dando assim cumprimento à legislação vigente. Além das notificações que são enviadas para a residência dos proprietários, apelando à remoção voluntária dos veículos, “também são colocados avisos autocolantes nas viaturas e captadas imagens fotográficas para elaboração dos respectivos processos”.


“Se no prazo máximo de 45 dias não forem removidas as viaturas, nem houver intenção de o fazer por parte dos seus proprietários, os veículos são considerados abandonados a favor da Câmara Municipal, que, por sua vez, poderá conferir-lhes o fim que bem entender, incluindo o seu desmantelamento”, esclarece ainda a autarquia. Os custos dessa operação são da inteira responsabilidade dos seus proprietários, de acordo com o estipulado na legislação em vigor.


Redacção


 

Três homens foram detidos por vários crimes

 

Três homens foram detidos pela presumível autoria dos crimes de associação criminosa, rapto, roubo, homicídio qualificado na forma tentada, dano qualificado e posse e tráfico de armas de fogo.

 

Os suspeitos terão raptado um português em Pontevedra, Espanha, no dia 24 de Novembro de 2009. No dia seguinte, levaram-no «para uma cova natural, do tipo sepultura, na zona de Chaves, onde permaneceu privado da sua liberdade, amordaçado com fita adesiva e totalmente imobilizado nos membros inferiores e superiores e foi ainda roubado e forçado ao pagamento de um resgate de valor elevado que, todavia, não chegou a efectuar», diz o comunicado da PJ.


A vítima foi «localizada acidentalmente por um habitante local» e «resgatada em muito mau estado de saúde, padecendo de graves lesões corporais infligidas pelos respectivos autores, que acabariam também por destruir a sua viatura automóvel, por incêndio».


Os três detidos têm «vastas referências e antecedentes criminais e policiais» e não apresentam «fontes legítimas de rendimentos compatíveis com a sua aparente forma de vida».


Um quarto presumível autor dos crimes foi entretanto identificado, mas já está em prisão preventiva, «igualmente por indícios da prática de actos violentos».


Durante a investigação, foram apreendidos vários objectos e documentos, «designadamente dinheiro no montante de perto de 75 mil euros, dois rolos de fita adesiva, aparelhos de comunicação à distância e objectos de agressão (soqueiras)».


Os detidos, com as idades de 40, 39 e 28 anos, vão ser presentes a interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção tidas por adequadas.


Redacção


 

Mais notícias em http://diarioatual.com

 

 

23
Nov10

Pedra de Toque - As Saudades de Adriano

 

 

 

 

 

 

As saudades de Adriano

 

 

 

No dia 16 de Outubro de 1982, morreu Adriano Correia de Oliveira.

 

Para lembrar a triste efeméride, uma estação de Rádio recordou vezes repetidas, no passado dia 16, pedaços da vida e da obra deste cantor e poeta desaparecido ainda na pujança do seu talento.

 

Nesse dia viajava, mas pelas ondas da telefonia chegava-me a voz clara e límpida, a poesia e força das palavras, do bom e grande amigo Adriano, sempre sublinhadas pelas cordas melodiosas das guitarras.

 

.

800-adriano1 copy

.

 

O bom gigante percorreu também comigo a boémia Coimbrã e foi sempre, sempre, companheiro na luta contra a liberdade amordaçada, contra os ventos que persistiam em calar a desgraça.

 

Memoráveis manifestações, encontros inesquecíveis, decididas conspirações em que a voz dele era a arma e toda a nossa determinação a coragem.

 

Zeca Afonso aparecia vindo dos Algarves onde leccionava. E inspirou Adriano e apoiou Adriano que o venerava com fraterna camaradagem.

 

Adriano acompanhou-me também em lides teatrais, integrados no CITAC, um grupo académico em busca de um teatro alertador e empenhado.

 

Outras vozes chegavam de mais longe, mas com melodia e palavras que nada tinham a ver com o nacionalismo cançonetismo que proliferava.

 

.

800-adriano copy

.

 

Pela primeira vez na música a força das palavras de uma geração, que permanece pela qualidade, audível ainda num Fausto, num Sérgio Godinho, num Zé Mário Branco, num Vitorino…

 

Reconheço que nos tempos que correm outros talentos têm surgido, mas uma plêiade de homens inspirados, preocupados com o seu povo, imbuídos de talento, nalguns casos genial, é extremamente difícil aparecer num curto período da história, como aconteceu nos anos 60.

 

A prova da sua genialidade, são as versões que vão aparecendo de grupos novos, sobre temas que popularizaram.

 

De Adriano que conheci e de quem tenho palavras escritas que guardo nas memórias do meu sacrário, só vos posso dizer que a sua generosidade, a sua sensibilidade, a sua bondade, não cabiam nos seus quási 2 metros de altura.

 

Conviver com Adriano foi um privilégio que me deixou muito feliz.

 

 

 

António Roque

 

.


 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

15-anos

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    FB