Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

10
Dez10

Discursos Sobre a Cidade - Por José Carlos Barros

 

 

.

 

A Neve


um poema de José Carlos Barros

http://casa-de-cacela.blogspot.com

 

 

 

Sabemos que uma coisa não existe

senão no modo como a olhamos. A água benta

é apenas um bom exemplo:

o Homem é o único animal que a distingue

 

da água da torneira. Assim

a neve nas suas múltiplas representações:

a neve prosaica

que significa desconforto

 

e se mistura com a lama e desliza, entre espessa

e deslaçada, nas ruas e nos pátios;

a neve muito branca elevada à categoria simbólica

 

da purificação; a neve e o seu carácter

lúdico, jogo e divertimento,

riso e corrida nas descidas das veredas lisas.

 

A neve caiu mais uma vez (e deu-lhe forte)

sobre as aldeias e as vilas, das cumeadas

às encostas da urze, das colinas aos vales da aluvião,

 

dos largos aos terraços, dos telhados das casas

aos adros das igrejas. E novamente

o múltiplo olhar do mundo

 

a desenhou em cartas de rumo inúmeras, derivações,

diferenças: da exaltação à palavra avisada

do velho das Alturas do Barroso

que não se teve que não dissesse à algarvia jovem

 

que saltava na neve e deslizava como se estivesse por dentro

da nuvem dos sonhos dos livros: «pois se gosta

tanto dela

leve-a toda que não nos faz falta nenhuma.»

 

 

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

15-anos

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    FB