Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

31
Mai14

Chaves Rural - Sanjurge

Já o disse por aqui várias vezes que, o que mais me atrai em imagem nas nossas aldeias é o antigo casario, os pormenores cheios de simplicidade e, claro, a vida e pessoas dessas mesmas aldeias, mas com as pessoas, prefiro privilegiar as palavras de uma boa conversa, as suas estórias, aprender um pouco com um muito que nos podem ensinar e que não vem nos livros.

 

 

 

Talvez inconscientemente queira dessas imagens que vou colhendo um pouco do passado das aldeias que tive ainda oportunidade de conhecer. Não o passado dos tempos bem mais difíceis que os de hoje, antes pelo contrário, pois dos males do passado ninguém tem saudades, e havia muitos, e, quando falo do passado, não é do passado longínquo, mas daquele que eu ainda conheci na minha meninice dos anos 60.

 

 

 

Recordo sobretudo desses tempos a vida que as aldeias tinham. Sempre muita gente nas ruas na lide das suas tarefas, em movimento,  ou no trocar de um dedo de conversa à porta de casa, mas sobretudo havia sempre crianças, muitas crianças, quase tantas como os animais que livremente tratavam da vidinha no meio daquela confusão humana, e havia de tudo – galinhas, galos, patos, cães, gatos, burros, cavalos, vacas, ovelhas, cabras – tudo em perfeita harmonia e respeitadores do espaço de cada um, a não ser quando o apito do padeiro, do peixeiro ou de outro qualquer vendedor ambulante mandava abrir alas para se irem instalar no largo do costume.

 

 

E também era de costumes que as aldeias eram feitas, onde todos se conheciam e todos se entreajudavam  quando era necessário ajudar, com respeito, muito respeito e carinho pelos mais idosos, onde a lei que se impunha a todos, sem decretos ou sequer  estar escrita, se baseava em poder fazer tudo que parecesse bem e nunca fazer o que parecesse mal.

 

É um bocadinho disto tudo que eu ainda consigo ver nas imagens do velho casario que vão resistindo sem vida dentro, com janelas e portas fechadas para ruas quase sempre despovoadas, por isso, talvez se note nelas uma certa nostalgia.   

 

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Assisti a construção das aldeias de Criande e Alde...

    • Cláudia Luís

      Ola bom dia gostaria de saber a morada e o contato...

    • Amiel Bragança

      Com um Abraço votos de Santa Páscoa.Amiel Bragança

    • Anónimo

      Que bom sabermos particularidades da vida de um gr...

    • Fer.Ribeiro

      Obrigado pelo comentário. Em relação ao Chaves Ant...

    FB