Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

24
Jun14

Ocasionais - "Toucinho rançoso!"

 

“Toucinho rançoso!”

 

O egoísmo capitalista não descansa enquanto não destruir por completo a solidariedade humana e o espírito cooperativo das Sociedades e das Nações.

 

“Vou aos arames” quando ouço um tal «fanfarrão de Massamá», no papel de Primeiro- Ministro, ou qualquer um dos seus balofos ministros ou dos seus insolentes petimetres parlamentares, proclamarem, face às maldades que com tanto gozo e maior proveito seus decretam contra os Portugueses, que «não há outra alternativa».

 

Esta é a frase chavão, martelada pelos gananciosos sem medida, nunca estão contentes com o sangue sugado a quem trabalhou, a quem trabalha, a quem honra compromissos, a quem leva, e tem o direito inalienável, a uma vida digna!

 

Vereadores, deputados, ministros e suas ordenanças, com a categoria de «cabos – do –rancho» do exército dos batalhões «Jotas», armados em brigadeiros, apenas preocupados com «encher a mula», tomam por missão prestarem-se servil e abjectamente a garantir a o excesso de avareza dos neo-estafadores capitalistas e vigaristas de estofo mundial!

 

Não podemos consentir que um grupo de videirinhos bastardos portugueses nos usurpem a capacidade de decidir o rumo do NOSSO PAÍS e o nosso próprio para ir, com ela, fortalecer a capacidade de uma minoria obstinada em estabelecer uma suspeita Nova Ordem Mundial, ao sabor dos seus caprichos, interesses e avareza

 

Estes governantes, e a caravana de camelos baptizados ou excomungados que os apoia, clama contra os «gastos sociais», mas metem-se num avião para ir comer ostras ou caracóis a Paris!

 

À medida que encurtam os direitos dos cidadãos sabem bem alargar o campo de benefícios ao capital financeiro!

 

A «associação criminosa» do PSD-CDS, às ordens dos cabecilhas agarotados, Pedro e Paulo (tão zelosamente apadrinhada pelo «sr. Silva»), ao aceitar, por parte da «Troika», como prioridade das prioridades, o pagamento aos credores da «Dívida pública», demonstra que a única ética conhecida e praticada pelos seus «bandidos» é a “ética dos delinquentes”: não respeitam direitos, não respeitam doentes, idosos, crianças, trabalhadores!

 

Enfim, não respeitam a cidadania nem os cidadãos!

 

Escolheram deitar fora o que tinham de comum com os Portugueses, preferindo carregar, «cantando e rindo», os alforges carregadinhos com os interesses dos poderosos de outras pátrias!

 

Com a tomada do poder por este grupo de «paus-mandados», alguém avisou: - “Não faltará muito para que Portugal fique à beira de uma revolta popular”!

              

Hoje, os Portugueses já deram conta de que o seu voto nada vale   -   a «Troika» (o FMI- Fundo Monetário Internacional , o BCE- Banco Central Europeu  e a Comissão Europeia) e a “D. Branca- Merkelêndeas” é que decidem por eles!

 

Não admira que Marinho Pinto tenha obtido o êxito que se viu!

 

Realmente, nenhum Partido venceu as últimas Eleições para o Parlamento Europeu.

 

E vergonha, não mostraram nenhuma!

 

O Partido que contou maior percentagem de votos, faz há-de conta de que ficou com uma «maioria absoluta». E, com uma inadmissível desfaçatez, vem apregoar uma «vitória histórica»! Esta gentalha não olha por ela a baixo!

 

Já se sabe que os Partidos políticos de «direita» não valem mais do que aquilo que conseguiram (27,71%) dos votos expressos válidos.

 

Os Partidos da «esquerda» fizeram «figura de urso»: como, para as cúpulas, o «tacho» e o «pote» estão sempre garantidos, não se deram ao trabalho de semear informação, esclarecimento e compromisso para colher mais votos. Depois vêm verter lágrimas de crocodilo pela escandalosa, dizem eles, Abstenção!

 

Sabem todos muito bem que se o seu empenho na Democracia fosse maior, a sua contribuição para uma consciência política dos cidadãos e dos eleitores seria, e é, de enorme importância.

 

Mas, claro, numa pequena quantidade [3 281 856] de votantes, é muito mais provável que os 27,71% e os 31,45% representam mais deputados do que em [6,4 milhões],ou em [9,6 milhões].

 

Os dois terços de inscritos que «votaram» Abstenção reflectem bem a incompetência, o desleixo, a gosmice e a invalidez dos «aparelhados» partidários!

 

Habituados à mama, viciados nas jogatinas dos casinos das Câmaras, do Parlamento e das «guaritas» ministeriais, ou nas «tabernas» ou «galinheiros» do Partido, acham que o Povo tem de lhes aturar todos os caprichos, sustentar todas as mordomias, alimentar todas as vaidades!

 

Esta fornada de tratantes que entra no campo da política para receber e gamar tudo e mais alguma coisa,

 

Pedaços de toucinho rançoso!

Mozelos, 02 de Junho de 2014

Luís Henrique Fernandes

 

 

24
Jun14

Um poema, um prémio

Tal como dissemos no post anterior hoje não temos os “Estratos” da Rita, mas tivemos conhecimento que o nosso colaborador das “Vivências” e das “Fugas”, Luís dos Anjos, de vez em quando também se dedica à poesia e no passado 10 de junho, um dos seus poemas ganhou o 2º Prémio na modalidade de Poesia Livre nos X Jogos Florais do Concelho de Tondela. Fica a fotografia da cerimónia da entrega do prémio e, claro, o poema premiado.

 

 

 

Algures

 

Algures…

 

Entre o eco de uma palavra rasgada

E o silêncio de um grito contido

Há uma voz que soluça abafada

E um coração que pulsa sofrido

 

Algures…

 

Entre um sorriso que tanto desejamos

E uma lágrima que teima em escorregar

Há um olhar que desesperadamente procuramos

E uma alma que queremos tocar

 

Algures…

 

Entre um lugar ainda não inventado

E um tempo que foge ao nosso redor

Há um amor ainda não revelado

E uma saudade de um tempo melhor

 

Algures…

 

Entre um crepúsculo e um amanhecer

Entre um céu de estrelas e um terno luar

Há uma vida que merece renascer

E um futuro imenso por conquistar

 

Algures… bem dentro de nós…

 

 

Luís dos Anjos

 

 

24
Jun14

Coisas da chuva de fim de tarde, em Chaves cidade

 

Pois é, parece que anda tudo às avessas, o Verão chegou mas a chuva é que marca presença para estragar as combinações previamente combinadas, como se não bastassem os desaires dos nossos rapazes da bola em quem tínhamos alguma esperança para levantar os ânimos do nosso povo que tão castigado tem sido pela garotada de Lisboa, vem a chuva estragar a noite de S.João, mas não só, pois a rapaziada que se dedica às causas dos direitos humanos (pois nem todos são como a garotada de Lisboa), também viu o seu dia estragado ao não poder levar a efeito uma ação que tinha marcada para o fim de tarde de ontem e que de certa forma levantava o mistério das nossas estátuas, ontem, terem aparecido de olhos vendados, e que embora alguns pensassem que se tratava de uma travessura qualquer, não era mais que um alerta do núcleo da Amnistia Internacional de Chaves, contra a tortura.

 

 

À margem da chuva, a nossa habitual crónica dos “Estratos” da Rita também fica adiada, esta também por uma boa causa, pois a Rita às voltas com o seu mestrado pediu dispensa para estudar, mas em contrapartida deixamos um poema, premiado, do nosso colaborador Luís dos Anjos e uma crónica “Ocasional” de Luís Fernandes.

 

 

Para a coisa não ficar apenas na monotonia das palavras, ficam também três imagens de ontem, duas com a tal chuva que ao fim da tarde caiu a potes, e uma outra com a estátua do Largo do Anjo de olhos vendados. Amanhã pode ser que deixe aqui o Sr. Duque também de olhos vendados. Penso que será também pela amnistia e não como alguém disse:  “ é para não ver as misérias que fazem nas suas costas” …eh! Bocas de quem não tem nada para fazer…coitados!

 

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Assisti a construção das aldeias de Criande e Alde...

    • Cláudia Luís

      Ola bom dia gostaria de saber a morada e o contato...

    • Amiel Bragança

      Com um Abraço votos de Santa Páscoa.Amiel Bragança

    • Anónimo

      Que bom sabermos particularidades da vida de um gr...

    • Fer.Ribeiro

      Obrigado pelo comentário. Em relação ao Chaves Ant...

    FB