Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

21
Ago14

Factor Humano, por Manuel Cunha (Pité)

 

Factor Humano

 

Este título roubado a um romance de Graham Greene define bem os princípios humanistas que me guiam na minha vida e que me atrevo a dizer, nos deviam guiar a todos.

 

Curiosamente é esta uma das obras de Graham Greene que eu não li, apesar do seu título fortemente atraente.

 

Talvez para nós, que vivemos no interior, esta importância do factor humano seja mais fácil de reconhecer e como tal de implementar na nossa actividade.

 

Infelizmente, nos últimos vinte ou trinta anos, temos vindo a afastar-nos uns dos outros. O egoísmo foi cavando trincheiras aonde nos fomos isolando, socorrendo nos sempre das mais modernas tecnologias. Assim, chegamos à actualidade e percebemos que talvez George Orwell quisesse reescrever o seu “triunfo dos porcos”, adaptado aos tempos actuais e, com o devido respeito, aos porcos actuais.

 

Agora, em Agosto 2014 chego até vocês com a promessa de uma regularidade mensal, curiosamente comparada ao período fértil feminino e que gostava que representasse uma fecunda experiência, para mim como aprendiz de escritor e para vocês, leitores tão diversos que não são passíveis de uma classificação qualitativa.

 

Acabou a pesca à truta e começou um longo período de jejum que só será saciado a 1 de Março de 2015.

 

Na nossa zona continuamos a desperdiçar o enorme potencial de riqueza dos nossos rios e ribeiros. Falta aos nossos autarcas profundidade para o perceber. Infelizmente, não é esta a única falha dos nossos autarcas ao longo das últimas dezenas de anos. Na realidade, eles têm-se esquecido, com demasiada frequência, do tal factor humano que devia ser a sua e a nossa estrela polar. Mas não uma orientação distante e fria, antes uma fonte de energia que nos guiasse e fosse, ao mesmo tempo, o nosso motor de desenvolvimento. Não podemos é medir esse desenvolvimento por aqueles índices múltiplos que os nossos governantes e os nossos financeiros nos trouxeram para o abismo actual.

 

Fica assim feita a apresentação primordial deste factor humano.

 

Vejamos se ao longo do tempo não perco a tal estrela do norte.

 

Manuel Cunha (Pité)

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Assisti a construção das aldeias de Criande e Alde...

    • Cláudia Luís

      Ola bom dia gostaria de saber a morada e o contato...

    • Amiel Bragança

      Com um Abraço votos de Santa Páscoa.Amiel Bragança

    • Anónimo

      Que bom sabermos particularidades da vida de um gr...

    • Fer.Ribeiro

      Obrigado pelo comentário. Em relação ao Chaves Ant...

    FB