Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

17
Jan16

Os domingos de Vidago e algumas meditações...

1600-vidago (1139)-1

 

Hoje deixo-vos Vidago em três momentos, em três composições ou em três estados da sua alma ou de quem a vê. Três momentos e composições que poderiam multiplicar-se ou substituir-se por outros diferentes, mas hoje ficam estes, começando por uma composição aos quais eu gosto de chamar poesia dada em imagem onde o poema e cada um dos seus versos pode resultar daquilo que cada um sente ao entrar nela.

 

1600-vidago (1129)

 

A segunda imagem, que nada tem a ver com a primeira ou a última, leva-nos até outros passeios e outros olhares. Vidago também lá está, por sinal no lugar mais nobre da fotografia, mas a nossa curiosidade leva-nos até à exploração de Arcossó ou lá mais ao longe, de Pinho. Uma imagem à primeira vista até é desinteressante, mas que se for explorada e um pouco explicada, ganha o seu interesse. Nela vemos a Vila de Vidago em primeiro plano e logo a seguir Arcossó no alto de uma montanha com uma das vertentes para o Rio Tâmega que não se vê, mas está lá. Rio Tâmega que ali naquele preciso lugar serve de fronteira entre o Concelho de Chaves e o Concelho de Boticas mas também fronteira de uma região mais abrangente, ou seja a fronteira ente a região do Alto Tâmega e o Barroso. Claro que se fala em fronteiras administrativas, quando muito geográficas se considerarmos o rio como uma barreira natural, mas que na imagem é um todo que visto à distância é mais do mesmo, e na realidade assim é, pois tudo que se vê é apenas um pedacinho, pontinhos apenas no mapa de Trás-os-Montes. Enfim, poderia continuar por aqui a explorar geograficamente falando a imagem que, embora sem poesia, bem explorada, pode ser muito mais interessante do que a primeira imagem.

 

1600-vidago (1132)

 

O terceiro momento de hoje é de uma imagem a preto e branco. Se não fosse pela poesia e por outros devaneios que se atribuem às imagens coloridas, dos quais até gostamos de desfrutar, eu diria que a essência da fotografia está toda na imagem a preto e branco onde tudo que é acessório se despista e no final fica só o essencial. Eu diria mesmo que a verdadeira fotografia é a preto e branco, só aí poderemos encontrar a sua magia. Mas tudo isto é a minha opinião e, se por acaso tiverem uma opinião diferente, têm toda a razão, porque a fotografia é tão popular e democrática que cabe em toda as definições e serve todos os fins, é como a tinta…

 

 

17
Jan16

Pecados e Picardias

pecados e picardias copy

 

Se somos diferentes?!!!…

 

-Desculpa lá, a culpa é de quem manda é a eles que compete tomar decisões…

 

-Sim mas, o nosso conteúdo funcional refere assegurar a segurança do utente como uma das nossas funções.

 

- Viste os outros profissionais preocuparem-se?

 

-Vi, apenas alguns não conhecem outras estratégias e têm medo de quem não faz, não quer fazer, têm raiva e falam mal de quem faz…

 

-Ainda te fazem a cama…

 

-Quem?! Tomara eu…Acredita que ainda (salvo quem a partilha comigo) ninguém ma faz…

 

As instituições públicas são do público, de todos nós, como elementos do público temos lá a nossa quota parte, daí a julgar que somos os donos vai uma certa distância…

 

-Ah, que queres dizer com isso…

 

_ Simplesmente que o nosso local de trabalho é o nosso local de trabalho, não a nossa casa onde podemos mudar a decoração porque nos agrada ou não, as instalações das instituições são do público, o nosso poder reside aí somos o representante do público, existimos em função do público, devemos conservar o que é público, porque também é nosso, mas é mais dos outros porque os outros são mais, muitos mais e muito mais, agradecer o privilégio de trabalhar para e com o público, e não servir os nossos interesses privados com o património público…

 

-Ainda não percebi...

 

- Nem queres perceber .

 

-só sei que devemos obedecer às nossas hierarquias…

 

_ E se estiverem erradas , se não cumprirem a lei, se não cumprirem o seu dever profissional , se não defenderem o seu utente ou seja o público…

 

-Se as chefias de topo não se preocupam para que te preocupas, só arranjas inimigos…

 

-Será ?...Mas pelo menos cumpro o meu dever cívico, ético, deontológico, e sirvo os utentes, são eles que me pagam, é por eles que estudo , que me atualizo, além de que está visto os conselhos de administração na atualidade são descartáveis de 4 em 4 anos mudam com os governos.

 

-Ainda bem…

 

-Agora quem não percebe sou eu.

 

- Agora é que é a hora da mudança, ainda bem que se vão embora, embora os que vêm são iguais, são todos iguais.

 

-Estás a dizer que também somos iguais?!!!...

 

(…)

Isabel seixas in Dor

 

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Fer.Ribeiro

      Pois não sei, mas posso tentar saber.

    • Anónimo

      O post está muito bom. Já agora aproveito para per...

    • TELMO A.R.RODRIGUES

      Cara amigo Luis Sancho o meu é Telmo Afonso R. Rod...

    • Anónimo

      Parabéns pelo seu trabalho, que é de louvar. Sobre...

    • Anónimo

      Gostaria imenso de obter a genealogia da família A...

    FB