Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

20
Jan16

Chá de Urze com Flores de Torga - 114

1600-torga

 

Hoje é dia de S.Sebastião e desde que o descobri celebrado no Barroso, vou por lá todos os anos neste dia 20 de janeiro. Gostaria dizer que é promessa, mas não, não sou o católico suficiente para as fazer e tão pouco vou lá pelo santo. Antes pelo povo, pelas tradições, pelo comunitarismo e pela simplicidade da festa, enfim, sinto-me em casa.

 

1600-dornelas-11 (141)

 Couto de Dornelas

Hoje neste dia que aqui no blog também também dedico a Miguel Torga, penso que ficará bem trazer aqui o Barroso que Torga também percorreu. Penso que Torga nunca teria ido a estas celebrações do S.Sebastião, mas andou pelas aldeias onde o santo hoje é festejado. Já em oportunidades anteriores deixei aqui as palavras que Torga dedicou às Alturas do Barroso, que conjuntamente com o Couto de Dornelas são as duas aldeias onde hoje há festa comunitária. Para não me estar a repetir deixo hoje três passagens por outras terras do Barroso, mas também em imagem as aldeias do S.Sebastião

 

1600-s-sebastiao (885)

 Alturas do Barroso

Negrões, Barroso, 28 de Maio de 1955

 

Por mais que tente, não consigo reduzir estas vidas de planalto a uma escala de valores comuns. Foge-me das mãos não sei que força incomensurável, que, exactamente por ser assim, se alcandora nos olimpos possíveis do mundo. Nada existe aqui de notável a testemunhar uma actividade humana superior ou singular. Seres esquemáticos, num ambiente esquematizado. E, contudo, cada indivíduo parece trazer à sua volta um halo de intangibilidade divina.

 

Talvez seja a própria pobreza do meio que, despindo-os de todo o acessório, lhe evidencie a essência. E a nossa perturbação diante deles seria a perplexidade de pobres Adões cobertos de folhas diante de irmãos que permanecem nus.

Miguel Torga, in Diário VII

 

1600-negroes (5)

 Negrões

Carvalhelhos, Barroso, 21 de Junho de 1956

 

PASTOREIO

 

Uma cabra montesa no pascigo;

Fiel ao seu balido,

Um fauno apaixonado;

Entre os dois, um açude adormecido,

Imagem do instinto represado.

 

Corcunda como a vida,

Uma ponte arqueada de suspiros

A ligar as arribas do desejo;

E um guarda as passadiço, uma presença humana,

- O pastor, a moral quotidiana…

 

                                                                     Miguel Torga, in Diário VIII

 

1600-pisoes (84)

 

Negrões, Barroso, 24 de Setembro de 1960

 

Tanto monta ser aqui, como no Terreiro do Paço. Ouvir um político, é ouvir um papagaio insincero.

 

Miguel Torga, in Diário IX

 

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Fer.Ribeiro

      Pois não sei, mas posso tentar saber.

    • Anónimo

      O post está muito bom. Já agora aproveito para per...

    • TELMO A.R.RODRIGUES

      Cara amigo Luis Sancho o meu é Telmo Afonso R. Rod...

    • Anónimo

      Parabéns pelo seu trabalho, que é de louvar. Sobre...

    • Anónimo

      Gostaria imenso de obter a genealogia da família A...

    FB