Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

13
Fev16

Vila Frade, vista lá de cima

1600-vila-frade (384)

 

E quando penso que já tinha visto tudo, tomo um caminho diferente e eis de novo a descoberta, como se tivesse sido pela primeira vez. Tudo aconteceu há dias quando fui por Curral de Vacas à procura da Pitorca e a minha velha mania não regressar a casa pelo mesmo caminho de ida. Pois foi assim que conheci a outra face de Vila Frade, bem mais bonita e interessante do que se a aldeia for abordada a partir da veiga.

 

1600-vila-frade (127)

 

Mas a história, breve, não termina aqui, pois quando lá do alto comecei a avistar a aldeia não sabia de que aldeia se tratava, não fosse o ter apurado o olhar e ter identificado a referência singular do castiço pombal, o mesmo que quando o descobri pela vez primeira fiquei pasmado a olhar “para aquilo” sem saber o que era, pois mais me parecia a coroa de um rei, quem sabe se perdida aquando os miguelistas e liberais andaram por lá à pancada, mas não, afinal era apenas um pombal, mas diferente.

 

1600-vila-frade (378)

 

Claro que uma imagem da aldeia vista lá de cima merecia uma paragem para uma apreciação mais prolongada. Primeiro os olhares sobre a aldeia, depois a vista começa a caminhar por ali fora e logo a dois passos, para quem conhece, a fragilidade de uma linha antes chamada fronteira e que tão concorrida foi na passagem de peles [i] nos idos anos 60 do século passado e um pouco mais ao fundo, já em plena Galiza, a povoação de Mandín cuja curiosidade nos faz manter debaixo de olho pelas relações com Lamadarcos mas também de um vinho que se faz por lá com o curioso nome de Couto Mixto, feito por um galego que também temos curiosidade em conhecer.

 

1600-vila-frade (28)

 

Mandín à qual não resistimos e tivemos de passar por lá, mesmo sem parar, mas o tempo suficiente para ficar a saber que, para além da língua, também no despovoamento rural os galegos são o nosso povo irmão. Mas um dia destes, quem sabe se numa nova descida da montanha mas em direção a Lamadarcos, iremos de novo por Mandín para retomar uma iniciativa há anos interrompida de recolha de imagens das aldeias galegas da raia.

 

[i] Emigrantes clandestinos

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Fer.Ribeiro

      Pois não sei, mas posso tentar saber.

    • Anónimo

      O post está muito bom. Já agora aproveito para per...

    • TELMO A.R.RODRIGUES

      Cara amigo Luis Sancho o meu é Telmo Afonso R. Rod...

    • Anónimo

      Parabéns pelo seu trabalho, que é de louvar. Sobre...

    • Anónimo

      Gostaria imenso de obter a genealogia da família A...

    FB