Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

12
Abr16

Cidade de Chaves em abril

1600-(46139)

 

A primavera já chegou faz três semanas, mas estamos em abril e como tal, aqui em Trás-os-Montes como bons cumpridores, cumpre-se tudo, até os provérbios,  e já sabemos o que os mesmos dizem para este mês – “ Abril água mil”.

 

1600-(46138)

 

Assim, cá por Chaves e,  também,  como bons transmontanos que somos, vamos cumprindo os dias cinzentos de águas mil, contudo, às vezes, a natureza mostra as suas cores para nos lembrar que estamos na primavera, mesmo que nas montanhas ainda caiam nevadas, como ontem aconteceu. Esta é para cumprir um dos ditos de Torga, o de por cá haver “nove meses de Inverno e três de inferno”.

 

 

12
Abr16

Intermitências

800-intermitencias

 

Uma definição de amor

 

Um dia, perguntei por uma definição de amor. Queria ser capaz de não usar a palavra em vão. Queria ser capaz de reconhecer e proteger o seu verdadeiro sentido e valor, num mundo que tantas vezes o esquece e o ignora.

 

Perguntei a amigos e desconhecidos. “O amor é lindo”, “O amor é eterno”, “O amor é inexplicável”. Sempre frases vagas, lugares comuns, ou pensamentos de filósofos famosos. Apercebi-me que não obteria resposta perguntando cara a cara. Porque, para muita gente, é tão difícil e desconfortável falar de amor?

 

Então, pensei que nem todos seriam capazes de explicá-lo porque nem todos o tinham alguma vez sentido verdadeiramente ou nunca tinham pensado em defini-lo realmente, com o seu próprio coração, sem frases feitas ou ideias pré-concebidas.

 

Uma definição de Amor.JPG

Monastério Budista, Parc del Garraf, Barcelona, Fevereiro 2016

Fotografia de Sandra Pereira

 

Então, pensei em quem poderia dar-me uma definição de amor por escrito. Seria certamente mais fácil.

 

Do lado feminino, recebi uma definição de amor.

 

“Com as suas imperfeições, ele faz-me crescer como pessoa. E aceita as minhas imperfeições para crescer também. Só por amor. Só por essa força estranha e poderosa que é o amor. E o que é o amor? É luz? É energia? É interligação cósmica de matéria orgânica? É reacção química? São partículas quânticas complementares? Instinto maternal, fraternal? Porque amamos tanto? Porque somos capazes de sentir um amor incondicional durante a vida inteira? Que força é essa do amor, a única capaz de vencer a razão?”

 

Do lado masculino, recebi uma definição de amor.

 

“O amor é alguém que seja capaz de suportar-me além de mim próprio. O amor é amar alguém, seja como seja, faça o que fizer. É amá-la e pronto. Amá-la toda a vida e pronto. Não é uma escolha. Amor é amar sem razão”.

 

Então, senti que um dia também eu seria capaz de dar uma definição de amor. Quem mais, senão a minha mãe e o meu pai, poderia dar-me a certeza de que o amor é uma forte vibração universal que nada nem ninguém pode controlar?

 

Sandra Pereira

 

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Fer.Ribeiro

      Pois não sei, mas posso tentar saber.

    • Anónimo

      O post está muito bom. Já agora aproveito para per...

    • TELMO A.R.RODRIGUES

      Cara amigo Luis Sancho o meu é Telmo Afonso R. Rod...

    • Anónimo

      Parabéns pelo seu trabalho, que é de louvar. Sobre...

    • Anónimo

      Gostaria imenso de obter a genealogia da família A...

    FB