Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

17
Mai16

Fugas - Um passeio pela região Oeste

Fugas - banner

 

Um passeio pela região Oeste

 

Passeio de um dia pela Região Oeste, aqui mesmo ao lado. Saímos de Leiria e passamos pela Marinha Grande, seguindo depois para Sul até à Nazaré, mas antes de descermos até à vila voltamos à direita e vamos até ao Sítio da Nazaré, um magnífico miradouro no alto de uma enorme falésia. Aqui, segundo a lenda, terá ocorrido o célebre episódio de Dom Fuas Roupinho, o alcaide do castelo de Porto de Mós, que andava a caçar a cavalo envolto num denso nevoeiro e que, ao perseguir um veado, acabou por se dirigir para o cimo da falésia. Quando se apercebeu que estava à beira do precipício, em perigo de queda, invocou Nossa Senhora e, então, milagrosamente, o seu cavalo estacou, ficando as suas patas dianteiras suspensas no penedo rochoso, sobre o vazio.

 

Continuando para Sul, passamos ao lado de São Martinho do Porto e chegamos às Caldas da Rainha, uma cidade que nasceu e cresceu em redor do Real Hospital das Caldas, mandado construir por ação mecenática da Rainha D. Leonor. O ponto central da cidade é a Praça da República, mais conhecida como Praça da Fruta, pelo facto de ali se realizar diariamente (durante a manhã) o pitoresco mercado de frutas, flores e legumes. Um outro ponto de paragem obrigatória é o Parque D. Carlos I onde temos a oportunidade de fazer uma bela caminhada, e até um pequeno passeio de barco no lago, que nos abre o apetite para o almoço, após o qual seguimos para Óbidos, a pouco mais de uma meia dúzia de quilómetros.

 

DSC08004.jpg

 Hospital Termal das Caldas da Rainha - Fotografia de Daniel Branco

 

A vila de Óbidos confunde-se com o seu castelo e as suas muralhas e é, seguramente, um dos conjuntos defensivos mais bem conservados em Portugal. Entramos na cidadela pela “Porta da Vila”, toda ela revestida por azulejos, e que nos deixa desde logo fascinados. Depois, no interior, temos ruas e vielas, igrejas e lojas de artesanato, e ainda a famosa “Ginginha” de Óbidos, uma bebida típica feita a partir da ginja e servida num pequeno copo de chocolate. 

 

O relógio vai avançando e o nosso passeio fica por aqui. Regressamos ao carro e a casa, à espera da próxima saída…

 

 Luís dos Anjos

 

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Fer.Ribeiro

      Pois não sei, mas posso tentar saber.

    • Anónimo

      O post está muito bom. Já agora aproveito para per...

    • TELMO A.R.RODRIGUES

      Cara amigo Luis Sancho o meu é Telmo Afonso R. Rod...

    • Anónimo

      Parabéns pelo seu trabalho, que é de louvar. Sobre...

    • Anónimo

      Gostaria imenso de obter a genealogia da família A...

    FB