Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

16
Ago16

Chaves D'Aurora

1600-chavesdaurora

 

7. PURGATÓRIO

 

Ao entrarem na Misericórdia, um cura levou os miúdos à sacristia da igreja, para lhes mostrar um painel de tábua em alto-relevo, que representava o Purgatório.

 

Com ar severo, o fervoroso padre deixou todos eles assarapantados ao extremo, mormente quando lhes falou, a olhar nos olhos de cada um – Se os miúdos fizerem má-criação ao Papá e à Mamã, ou cometerem qualquer outro ato obsceno que ofenda Nosso Senhor, os anjos maus vos levarão a um sítio como esse, onde havereis de ficar com as vossas carninhas e ossinhos a se queimarem, dia após dia, noite após noite e, ora portanto, igualzinho a essas criaturas desgraçadas que estais a ver nesse retábulo!

 

Mais sinistro ainda, arrematou – Nem mesmo Deus, em sua infinita bondade, terá piedade de vós!

 

misericordia-raimundo.jpg

 Igreja da Misericórdia. Chaves (PT). Foto de Raimundo Alberto (2010).

 

À tão sofredora rapariga, todavia, já não afligia o medo de penar assim, exposta às chamas da purgação. Ela já expiava os seus falhanços em um inferno inteiramente seu, ainda que diverso, posto que brumoso, gélido, glacial.

 

Caminhou, em seguida, aos jardins em volta da Torre de Menagem, monumento histórico que é visível, até hoje, de vários pontos da região. É a única memória do que restou do castelo que Dom João I, o Mestre de Avis, doou ao Condestável Nuno Álvares Pereira (postumamente, São Nuno), por este ter sido um leal combatente de El Rei contra as escaramuças políticas e bélicas de sua meia-irmã Dona Beatriz, em suas ambições para usurpar o trono real (século XIV d.C.).

 

1600-(42986).jpg

 

Talvez acalmada pela água das termas e pelo esforço andarilho, Aurora sentou-se a uma pedra da muralha, que tantos invernos não conseguiram desgastar. À rapariga, no entanto, feita de carne, osso, razão e sensibilidade, acabava de lhe sobrevir todo um processo de íntimas e profundas erosões.

 

A lembrança de outra senhora veio-lhe à mente, não como rayitos de sol de um sonho, mas como brumas de pesadelo.

 

(continua)

 

fim-de-post

 

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Fer.Ribeiro

      Pois não sei, mas posso tentar saber.

    • Anónimo

      O post está muito bom. Já agora aproveito para per...

    • TELMO A.R.RODRIGUES

      Cara amigo Luis Sancho o meu é Telmo Afonso R. Rod...

    • Anónimo

      Parabéns pelo seu trabalho, que é de louvar. Sobre...

    • Anónimo

      Gostaria imenso de obter a genealogia da família A...

    FB