Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

31
Ago16

Quente e Frio!

quente-frio-cabec

 

(...)

Um dos «TINOS» pagou a conta.

 

E os dois lá seguiram pela Rua Direita, a caminho de casa, com o coração mais amansado, mas as fontes ainda a latejarem.

 

VIII

As lições foram preparadas com mais serenidade e com mais entusiasmo.

 

Ambos se propuseram acrescentar ao seu currículo de apaixonados a excelência das suas qualidades académicas.

 

No Domingo, lá estavam os dois na esquina da “Brasileira”, à espera do lustro dos sapatos e do brilho no olhar daquelas duas lindas Raparigas, mal saíssem o portão da Sé!

 

O olhar breve que elas lhes dirigiram foram como dois luminosos raios de sol a anunciar a aurora, por entre as ameias do CASTELO de MONFORTE de RIO LIVRE.

 

As quatro amigas saíram à direita pelo passeio do Hotel Tocaio, Rua da Misericórdia, Largo da CAPELA NOVA. Mas hoje, decidiram ir ver as montras da Rua Direita.

 

E desta vez, eles não as seguiram.

 

1600-vila-real (4)

 

Subiram a Avenida, passaram em frente ao Seminário, viraram para o Pioledo. Desceram a rampa do “Jardim da Carreira” (Rua do Calvário) e continuaram pela Rua Alexandre Herculano.

 

Quando se preparavam para se despedirem, qual não foi o seu espanto ao tropeçarem o olhar com a Adília e a Adélia e as duas “Lindas” a dobrarem a esquina da Farmácia Barreira, para a Rua Cândido dos Reis.

 

Todas sorriram com ironia. A Adília e a Adélia piscaram os olhos com um ligeiro acento de cabeça.

 

Na 3ªfª e na 5ª fª., depois da aula de Filosofia, as Raparigas de Vilarinho de Freires e de Vilarinho do Tanha fugiram de dar conversa aos Rapazes da “Terra Quente” e da “Terra Fria”.

 

No Domingo, os estudantes da alínea F) repetiram a esquina da “Brasileira”, o lustro dos sapatos e as aventuras do «Roy Rogers».

 

No Domingo, as estudantes de “Românicas” e de “Germânicas”, na companhia das “Lindas”, «NORMALISTAS» repetiram o passeio do “Tocaio”, a “Rua da Misericórdia”, o “Largo da CAPELA NOVA” e subiram, do seu vagar, a Rua das Pedrinhas.

 

Depois do almoço, o Celestino e o Clementino encontraram-se ao princípio da Ponte e foram dar uma volta pelo “Jardim da Estação, pela “Meia-Laranja” e espreitar a “Senhora da Saúde”.

 

1600-vila-real (63)

 

Na 3ª fª, ansiosos por «novidades», a Aula de Filosofia pareceu demorar-lhes uma eternidade.

 

Fizeram por sair mais lesto que as Raparigas, e estas sentavam-se nos bancos da frente, para atalharem à frente das suas mensageiras.

 

Elas pareciam andar a brincar às escondidas com eles.

 

A Adília e a Adélia apresaram o passo pelo corredor fora, mas a tempo de dizerem em simultâneo:

 

- Domingo devemos ter notícias!

 

Que semana tão difícil de passar!

 

Chegou a 3ª fª seguinte ao esperado Domingo e ainda não havia «Românicas” nem “Germânicas notícias.

 

Os Rapazes da “Terra Quente” e da “Terra Fria”, estudantes da alínea F), no Liceu “Camilo Castelo Branco” andavam desolados.

 

Subiam e desciam a Rua das Pedrinhas e a “Cândido dos Reis”, davam volta ao Largo de S. Pedro e demoravam-se no Largo feito pelo fim da Rua Direita e o princípio da do Rossio, com a palpitante esperança de se encontrarem de frente com as duas lindas irmãs, quer na ida quer na vinda da ESCOLA NORMAL, situada Logo à entrada da Rua do Rossio.

 

À noite, o Celestino e o Clementino mal ceavam, tal a pressa de ocupar um lugar estratégico junto à entrada do Cinema “Avenida”, quando eram exibidos filmes como “A Colina da Saudade”, “Sissi, a jovem Imperatriz”, “Shane”, “O Ritmo do Século” (com os Platters), “A Leste do Paraíso”, “Mogambo” e outros, aos quais não podiam faltar os RAPAZES e RAPARIGAS daqueles tempos.

 

Mas os olhares continuavam sem ser trocados, mesmo quando da saída da Missa, nos últimos domingos.

 

 

IX

 

Aproximava-se o “REGADINHO”.

Talvez que nesse dia de convívio estudantil aparecesse a divina oportunidade de...

 

(continua)

 

 

 

31
Ago16

Fugas - Um dia no Porto

Fugas - banner

 

Um dia no Porto

 

Agosto de 2014. A caminho de Chaves para uns dias de férias planeámos uma paragem de um dia no Porto para revisitar a cidade. O Palácio de Cristal, um dos mais emblemáticos e agradáveis espaços verdes do Porto, é o nosso primeiro ponto de paragem. Apesar de já aqui termos estado várias vezes, não deixamos nunca de nos surpreender com os jardins de estilo romântico e as deslumbrantes panorâmicas que se nos oferecem, desde a Ponte D. Luís, de um lado, até à Ponte da Arrábida e à Foz, do outro.

 

1600-porto (344)

 

Para o almoço deslocamo-nos até à zona das Antas e de lá iniciamos um agradável passeio que nos leva pela Rua da Boavista até à rotunda com o mesmo nome (na verdade, chama-se Praça Mouzinho de Albuquerque, mas será sempre a Rotunda da Boavista), seguindo depois pela avenida até à zona do Castelo do Queijo onde, perante a curiosidade das minhas filhas sobre esta designação, acabo por lhes explicar que o nome se deve ao facto do Forte de São Francisco Xavier ter sido construído sobre uma enorme rocha arredondada com um formato semelhante ao de um queijo. Percorremos depois toda a zona marginal de regresso à cidade e acabamos por estacionar em frente ao Palácio da Bolsa. A pé, seguimos até à zona da Alfândega do Porto para visitar o “World of Discoveries”, um moderno espaço temático que recria a odisseia dos Descobrimentos Portugueses, e assim que entramos, na parede mesmo em frente, deparamo-nos com a conhecida passagem da obra “Os Lusíadas”, na qual Luís de Camões relata a passagem dos navegadores portugueses pelo Cabo da Boa Esperança e o confronto com o Gigante Adamastor - “Aqui ao leme sou mais do que eu / Sou um povo que quer o mar que é teu”. Terminada a visita seguimos para a Ribeira e envolvemo-nos numa multidão de turistas. O passeio ainda poderia prosseguir para a outra margem do rio, para revisitar as caves do Vinho do Porto, ou voltar a subir à Serra do Pilar, por exemplo, mas deixamos essas visitas para uma próxima viagem...

 

Luís dos Anjos

 

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Fer.Ribeiro

      Pois não sei, mas posso tentar saber.

    • Anónimo

      O post está muito bom. Já agora aproveito para per...

    • TELMO A.R.RODRIGUES

      Cara amigo Luis Sancho o meu é Telmo Afonso R. Rod...

    • Anónimo

      Parabéns pelo seu trabalho, que é de louvar. Sobre...

    • Anónimo

      Gostaria imenso de obter a genealogia da família A...

    FB