Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

22
Nov16

Chaves D'Aurora

1600-chavesdaurora

 

  1. RECONQUISTA.

 

Os mouros foram expulsos de Chaves no século XII, durante os anos da Reconquista, por um grupo de combatentes, menos interessados na fé cristã do que nas pilhagens aos bens dos derrotados, comandados pelos irmãos Garcia Lopes. Segundo uma polémica histórica, esses manos teriam expulsado, não exatamente os mouros, mas outros povos invasores, quiçá os Leoneses, mas o facto é que, fosse aos de Leão ou aos mouros, os valentes lusitanos reconquistaram para Portugal, sem qualquer auxílio régio, essa parte norte do território ibérico. Conta-se que, sob o arco da igreja Matriz, há uma lápide tumular, com inscrições que glorificam e perpetuam a memória desses aventureiros:

 

“Os dous irmãos com as quinas

Sem rei tomaram a Chaves

Donde em campo de ouro finas

Lhes foi dado por suas signas

Em seu escudo cinco chaves.”

 

 (Não consta porém, como denunciado no livro “A Igreja de Santa Maria Maior de Chaves”, de Francisco Gonçalves Carneiro, a comprovação histórica e material desse epitáfio).

 

1600-(44006)

 

Posteriormente, Dom Dinis, de alcunha “o Lavrador”, construiu um castelo (hoje inexistente) e levantou nova estrutura de muralhas. Desses paredões, alguns ainda remanescem em grande parte da cidade, principalmente em torno da Torre de Menagem.

 

Chaves foi destruída e reconstruída várias vezes, ao longo dos tempos. Sobraram poucos vestígios da povoação original, até que, sobre o que restara de suas muralhas, fez-se a reconstrução de outra vila, na segunda metade do século XIV, após a retomada da região pelo Mestre de Avis, no cerco do qual nos fala Fernão Lopes, em sua “Crónica de El Rei D. João”, capítulo 69: “(…) Ainda em local da antiga Vila de Santo Estêvão (…) acampou o Mestre de Avis com as suas aguerridas hostes, em dezembro de 1385, em cuja região se detiveram bastantes dias (e ali mesmo comemoraram a ceia do Natal), em aprestos bélicos para a ingente e temerosa investida da formidável cidadela de Chaves, que tomara voz por Castela”.

 

fim-de-post

 

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Fer.Ribeiro

      Pois não sei, mas posso tentar saber.

    • Anónimo

      O post está muito bom. Já agora aproveito para per...

    • TELMO A.R.RODRIGUES

      Cara amigo Luis Sancho o meu é Telmo Afonso R. Rod...

    • Anónimo

      Parabéns pelo seu trabalho, que é de louvar. Sobre...

    • Anónimo

      Gostaria imenso de obter a genealogia da família A...

    FB