Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CHAVES

Olhares sobre o "Reino Maravilhoso"

08
Dez16

Palavras colhidas do vento...

(21413) copy

 

Poderia ser um rosto como de tantos outros com quem cruzamos durante o dia.

O que o torna particular ou diferente dos demais?

 

Conhecem aquela imagem, creio ser de Saul Steinberg, de um homem que, apesar do céu límpido ou ensolarado, traz sempre uma nuvem cinzenta a pairar sobre a cabeça, ameaçando chuva… pois é a ideia que dá. Pelo menos a mim, nos breves instantes em que olhei para ele.

 

Cumprimentamo-nos, esforça-se para desenhar um sorriso e cada um segue o seu caminho.

Quando o vejo à distância, mais que caminhar, parece transportar um peso enorme nos ombros descaídos e sempre com um olhar perdido sabe-se lá onde.

É jovem, não lhe daria mais de trinta e tal anos.

 

Conheço-o desde o dia que me pediu educadamente um cigarro e era tamanha a tristeza naquele pedir… que me embaraçou e não pude deixar de ficar intrigado.

 

A resposta demorou alguns dias e quando o encontrei, estava à porta da igreja a mendigar.

Nada que se pudesse suspeitar… pelas maneiras, aspecto ou trajar.

 

E mais uma vez… mais que pedir, olhava para as pessoas que entram na igreja para assistir à missa ou esta terminada, saem, quando elas fazem o gesto de procurar alguma moeda nas algibeiras ou na mala de mão é que ele estende a mão e num murmúrio agradece…

 

 

Já o (…) é um caso à parte.

E como dizem algumas das pessoas a quem ostensivamente estende a mão: “Sabe-a toda…!”

 

Ele próprio afirma que é pedinte encartado e com a contabilidade organizada e só não passa recibos, porque o contabilista é preguiçoso e ainda não lhe fez as contas do mês anterior.

 

Há quem goste dele e quem não gosta e contam-se histórias acerca de seu património… que é rico… de boas famílias e até um rebanho tem ao ganho… rumor último que confirma, dizendo que deixou “uma ovelha presa por trás da Câmara de Vila Pouca”.

 

Tem o “escritório” em lugares estratégicos da cidade, de acordo com o Seringador ou Borda d`Água pessoal, e num desse locais, cidadão prestimoso e responsável, até orienta o tráfego automóvel, como faz questão de salientar.

 

É raro, um turista não contribuir com o seu óbolo para o orçamento deste empreendedor de actividade não especificada, que fala várias línguas; nada estranho… tendo em conta à formação superior que dá mostras e aos estágios feitos noutros países.

 

Como no Verão, durante alguns meses não fosse visto na cidade ou redondezas, quando regressou, perguntaram-lhe a razão da ausência. Respondeu que, fizera “praia… na Póvoa”.

 

 

Uma das leituras de minha referência é a vida de “Lazarillo de Tormes e das suas felicidades e desventuras”. É uma obra do séc XVI e não vou alongar-me em comentários e sim aconselhar a leitura. É um género que aprecio… a picaresca peninsular. E é nessa perspectiva que se insere a facécia que segue. O protagonista tem nome e apodo, que não vou mencionar. Numa conversa de dia seguinte, o nosso amigo tinha feito tantas viagens ao estrangeiro em simultâneo no dia anterior, que os interlocutores, já acostumados e congraçados com a sua desbragada imaginação, lhe perguntaram por troça se não ficara cansado de tantas viagens.

 

Ao que ele retorquiu: - “Às viagens… não, agora à azáfama dos aeroportos…”

 

Mário Esteves

 

 

Sobre mim

foto do autor

320-meokanal 895607.jpg

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

 

 

Links

As minhas páginas e blogs

  •  
  • FOTOGRAFIA

  •  
  • Flavienses Ilustres

  •  
  • Animação Sociocultural

  •  
  • Cidade de Chaves

  •  
  • De interesse

  •  
  • GALEGOS

  •  
  • Imprensa

  •  
  • Aldeias de Barroso

  •  
  • Páginas e Blogs

    A

    B

    C

    D

    E

    F

    G

    H

    I

    J

    L

    M

    N

    O

    P

    Q

    R

    S

    T

    U

    V

    X

    Z

    capa-livro-p-blog blog-logo

    Comentários recentes

    • Fer.Ribeiro

      Pois não sei, mas posso tentar saber.

    • Anónimo

      O post está muito bom. Já agora aproveito para per...

    • TELMO A.R.RODRIGUES

      Cara amigo Luis Sancho o meu é Telmo Afonso R. Rod...

    • Anónimo

      Parabéns pelo seu trabalho, que é de louvar. Sobre...

    • Anónimo

      Gostaria imenso de obter a genealogia da família A...

    FB