Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Já há Santos em Chaves!

15.10.07 | Fer.Ribeiro

 

.

 

E eis que estamos nos Santos, pelo menos para a miudagem e claro, por arrastamento, também para os graúdos.
 
Como sempre, carrosséis, matraquilhos e farturas, são os primeiros a chegar e também os últimos a partir. Este ano, com os arranjos exteriores do Forte de S.Neutel, estava curioso em saber onde iriam ser os Santos. Pois a tradição continua a ser o que era e mais uma vez mudaram de lugar, ou melhor, retomaram o antigo lugar de há uns anos atrás, ou seja: Farturas no Monumento, à excepção das farturas da Família Oliveira que também retomam o seu antigo lugar por estas paragens, ou seja na Lapa. As diversões estão entre o Monumento e o Forte de S.Francisco. Como sempre a feira ainda não tem poiso certo.
 
Fiz questão de falar nas farturas da família Oliveira pela simples razão de, desde que tenho memória, esta família sempre ter marcado presença em Chaves. Tal como o poço da morte (que este ano não veio) ou antigamente os matraquilhos do Remoaldo, que eram os melhores por terem bolas em madeira. Os carrinhos de choque são presença obrigatória, tal como o velho carrossel das girafas, bancos e outros animais. As bancas das pipocas, do algodão doce e das castanhas assadas, numa esquina onde menos se espera, também nos fazem companhia…ou seja, os Santos continuam a ser aquilo que eram, principalmente na alegria das crianças e da juventude e o mesmo se espera, dos dias fortes da Feira dos Santos.
.
.
 
Pois ontem fiz a minha primeira visita aos Santos. Tem sido o ritual de todos os anos, não por mim, mas por quem tem o jeito de pedir e me obriga a ir lá e, lá vou indo, com mais ou menos vontade ou disposição, mas sempre com gosto, nem que seja por ver a alegria e felicidade estampada no rosto das crianças e, claro, sempre vou aproveitando para tomar uma ou outra foto, como esta última que aqui vos deixo e que sem ter nada a ver com os Santos, passam a ter a sua companhia.
.
.
 
Até amanhã, em Chaves.

5 comentários

Comentar post