Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Outros olhares sobre a cidade de Chaves

04.12.07 | Fer.Ribeiro

 

.

 

Aos Sábados e Domingos passam por aqui as aldeias, às Sextas, os lamentos e às Terças, um olhar diferente sobre a cidade de Chaves.
 
Então como hoje é Terça, vamos até um olhar diferente, mais uma vez descoberto no Flickr.
 
O meu convidado de hoje descobri-o no flickr sob o nick de VR2006, mas com posterior contacto, fiquei a saber que o VR 2006, chama-se Vítor Ribeiro, é professor e reside em Fafe e, um dia de Sábado, decidiu-se passear por Chaves, em jeito de visita à  descoberta da cidade:
 
 “Curiosamente, esse dia (de Inverno), começou com sol, depois com neve e, por fim, uma desagradável chuva que pôs fim às minhas veleidades de fotógrafo amador. Salvou-se um bom almoço!:)” – Palavras do autor das fotos de hoje e acrescenta: - “ Desde esse dia nunca mais parei em Chaves, apesar de passar ao largo da cidade quando me dirijo para Espanha...”
 
Das palavras do convidado de hoje retiro algumas alegrias e alguns lamentos. O primeiro lamento é que o Vítor não tivesse tido oportunidade de fotografar mais a nossa cidade, como ele tão bem sabe e, uma prova disso, é a sua galeria de fotos no flickr,link aqui, o segundo lamento vai para o dia que lhe caiu em sorte, um daqueles dias “estúpidos” de Inverno, que tal como ele diz, não sabem o que querem. Uma alegria, a de ter provado a nossa boa mesa e por último outro lamento, o da auto-estrada. Pois tal como eu sempre temi, se por um lado a auto-estrada facilita as nossas mobilidades e acessos, por outro, também passou a fazer da cidade um sítio de passagem, mas ao largo e à distância, sem sequer lhe sentir o cheiro, o brilho ou as descobertas ocasionais que tanto turista encantou. São as alegrias e lamentos da nossa realidade.
.
.
 
Mas hoje damos honras ao nosso convidado e às suas fotos possíveis, que como sempre, em todos os forasteiros, é o nosso actor principal quem mais desperta e atrai – o Castelo ou Torre de Menagem, que entre por muralhas de betão, ainda se vai espreitando ao longe. Talvez por isso, acredito, que a Torre de Menagem seja mais fotografada que a nossa Top Model Ponte Romana. Claro que a nossa Top Model está ali um bocadinho amochada junto ao Tâmega e, infelizmente, é descoberta por mero acaso por quem nos visita, enquanto que o “castelo” se mostra ao longe e atrai mais que não conhece a cidade. Temos pena, mas não muita, pois o “castelo” também tem a sua dignidade honrosa, mas historicamente, há mais de mil anos de diferença entre a Top Model e o “Castelo” e há que ter respeito pela idade das personagens. Claro que o nosso convidado não tem culpa de não conhecer a cidade e de ir atrás daquilo que o atraiu, mas lamento que não houvesse nada (culpas institucionais) que não o tivesse levado ao resto da nossa cidade.
 
Fica o convite ao Vítor Ribeiro para um futuro encontro fotográfico com a cidade, a começar logo de manhãzinha com uns pastéis de Chaves, um copo de branco ou um fino,  também serve, ou mais light, com um sumo. O que interessa mesmo são os pastéis quentinhos e estaladiços, e depois a fotografia, com a classe, qualidade e tratamento que o VR2006 lhe sabe dar. Não percam uma visita à sua galeria de fotos, pois não se vão arrepender,  link aqui, mais uma vez e não se prendam a estas fotografias do passado do Vítor, pois o fotógrafo cresceu.
 
Até amanhã, de novo em Chaves, cidade.