Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Dias da cidade - Chaves - Portugal

13.02.08 | Fer.Ribeiro


.

Já começam a saber bem estes dias crescidinhos de Inverno, principalmente quando o sol nos brinda com o seu brilho durante o dia inteiro.

 

Nunca resisto ao deitar de um olhar no pôr-do-sol dos jardins do castelo. Têm magia à qual não é estranha a velha amoreira e a guarita. Pena que estes momentos de magia durem tão pouco.

 

E enquanto o sol se vai pondo lá prós lados de Boticas e do barroso a cidade entra no seu movimento agitado do regresso a casa ou das compras de fim de dia, as ruas enchem-se de carros e as pessoas a pé apressam os seus passos, os estacionamentos dos hiper enchem e aos poucos o Centro Histórico vai esvaziando-se, preparando-se para entrar na longa e silenciosa noite.

.


 

.

 

Todos os momentos das velhas ruas e praças são momentos únicos. Gosto de as ver movimentadas à luz do dia dos dias de semana, mas também gosto de a ver passeada por passos calmos nos fins-de-semana, gosto dos putos a correr atrás das pombas e dos velhos que lhes dão milho, gosto do entardecer e do “fechar” das ruas e esquecendo os perturbantes e prolongados silêncios da noite, também gosto dos seus brilhos e contrastantes.

 .

.


São estes dias, praças e ruas antigas, os velhos, os putos e as pombas, os silêncios da noite, o repetir dos passos nas calçadas que tornam os dias iguais e fazem a diferença da velha cidade histórica.

 

Até amanhã!

1 comentário

Comentar post