Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

CHAVES

Olhares sobre a cidade de Chaves

Margens do Rio em Obras - Chaves - Portugal

17.04.08 | Fer.Ribeiro


.

Este blog tem dias sim, dias não e dias nim. Se há dias em que me lamento, critico aquilo que por Chaves vai sendo (a meu ver) mal feito, há outros em que apenas reivindico melhores dias para a cidade e aquilo que acho justo, mas também há dias em que me congratulo, principalmente quando há obras realizadas para o bem da cidade e de todos nós flavienses e de quem nos visita e também quando alguns dos meus sonhos começam a ser realizados.

 

Um dos meus sonhos que tenho transmitido neste blog é o arranjo urbanístico das margens do rio entre pontes (pelo menos), pois sempre achei que o rio é a alma desta cidade e que deve estar aberto para ela, de modo a todos nós possamos desfrutar da sua beleza e encanto e onde se possa também beber um pouco da sua calma passeando as suas margens.

 .

.


Pois hoje é com gosto que anuncio que as obras integradas no POLIS de Chaves de revitalização (penso que será este o termo) da margem esquerda do Rio entre a Ponte Nova (Barbosa Carmona) e a Top Model (Ponte Romana) já estão a decorrer há uns dias, pelo menos a vedação do espaço e a decapagem do terreno já foi iniciada.

 

Quanto ao que por lá se vai fazer, não o sei, pois não conheço o projecto, mas espreitando a página na net da Câmara Municipal aqui dá para ficar com uma ideia do que vai ser feito. Seja o que for, pela certa que ficará melhor do que aquilo que por lá existia e pena é que este embelezamento não se prolongue ao longo da Avenida D.Afonso – I Duque de Bragança, entre a rotunda do Raio X e a Ponte Nova, pois para uma das entradas (ainda) principais da cidade, tem um aspecto um pouco terceiro-mundista ou pelo menos de abandono, mas lamentos, ficam para outro dia.

 .

.


Agora e para o sonho do rio ficar completo (entre pontes), só falta e desejam-se os arranjos da margem direita, onde ainda existe dotada ao abandono a Canelha das Longras e as antigas hortas, para onde está projectada a Fundação do Mestre Nadir Afonso, com projecto de um outro Mestre da Arquitectura portuguesa,  o Arquitecto Siza Vieira, ou estava, pois ultimamente pouco se houve falar do assunto. Reze-se para que não caia no esquecimento ou para que não seja um projecto eternamente adiado.

 

Até amanhã, com um novo discurso sobre a cidade de autoria de Tupamaro.